Início Destaque Missa solene para os 100 anos da Capela de São Sebastião encerra...

Missa solene para os 100 anos da Capela de São Sebastião encerra festividades

Tempo de Leitura: 6 minutos

são sebastião

da Redação DiárioZonaNorte

  • O vídeo-documentário está veiculando em capitulos no YouTube
  • O livro contando a história de V.Guilherme e da Capela ainda está à venda

<< E x c l u s i v o >> === 100 anos atrás, a “Villa do Guilherme” comemorava a inauguração da Capela São Sebastião, em 20 de janeiro de 1922, a pequena e importante na primeira obra pública da região. O empresário e dono das terras, Guilherme Praun da Silva, cometia o ato de homenagem ao santo do dia e ao seu aniversário.

são sebastião
Capela original com duas torres, ao fundo

O tempo passou no relógio do tempo e nos sacrifícios das pessoas do lugar. Em 1950, a Capela foi elevada a condição de Paróquia São Sebastião, em uma obra com a ajuda da comunidade dos fiéis e moradores, que proporcionou um espaço bem maior e resistente até os dias de hoje, com seus 72 anos. E da pequena semente nasceu uma verdadeira comunidade dos fiéis da Capela — e depois Paróquia –, que onstenta com orgulho uma verdade: “Somos uma familia diferente, nos amamos e nos respeitamos”.

Foi em um clima de festividades pelos 100 anos da Capela, que o  Arcebispo Metropolitano de São Paulo e do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, gaúcho de 72 anos, adentrou ao corredor com tapete vermelho da Paróquia de São Sebastião, na Vila Guilherme com seus 109 anos — ver link da reportagem abaixo —, para as homenagens de momento ao Centenário da capela.são sebastião

Na Paróquia, missa solene

Nesta 5ª feira (20/01/2022),  às 19 horas, o Cardeal Scherer, com seu cajado na mão esquerda e sua mitra à cabeça , caminhou em passos lentos ao cortejo oficial até o altar, ao lado do Padre Luiz Claudio Vieira, administrador da paróquia, e do diácono permanente Eduardo Sierra, que deu apoio à celebração da missa.

Mesmo com a forte chuva que despencou no bairro, cerca de 90 pessoas compareceram à missa solene dos 100 anos da Capela São Sebastião, com muita fervor e atuação participativa no ato religioso. Mais uma vez, as pessoas comentavam a falta de repreentantes do poder público, da subprefeitura e associações da região.

O corpo musical e coral da Paróquia, no mezzanino na entrada do templo, fez todos os acompanhamentos e, no final, chegou a cantar Hino de São Sebastião – “ Salve o nosso Santo Padroeiro /  Foi soldado e foi guerreiro  / Mas lutou só pelo bem…” –, que teve o acompanhamento geral dos todos os presentes na missa.

são sebastião

Com a palavra, o Cardeal Scherer

Houve a execução de toda a missa junto aos fiéis, mas em suas falas, o Cardeal Scherer fez a lembrança do Dia de São Sebastião, que também é o de São Fabiano – que foi papa e seguiu perseguições do imperador de sua época. O cardeal fez referências à Capela e Paróquia São Sebastião, o apoio de todos que passaram em todos os anos de existência. Falou da fé, esperança e caridade como incentivos aos fiéis que frequentam a paróquia. E reafirmou a consciência religiosa com as mensagens de Deus.

são sebastião

Em sua fala, o Padre Luiz Claudio agradeceu a vinda do Cardeal Scherer — “vamos saudar com muitas palmas o nosso querido pastor!”, que aceitou o convite de imediato. O padre fez um pequeno e rápido histórico “do primeiro equipamento que surgiu no local e que foi a pedido do fundador Guilherme Praun da Silva“. Depois, a pequena capela foi desmanchada e teve a contrução de outra igreja, que se tornou Paróquia em 1950, há 72 anos e hoje comemora os 100 anos da capela.

O padre também fez referências às festividades dos 100 anos com o video-documentário apresentado no sábado na Casa de Cultura Vila Guilherme-Casarão e que agora pode ser assistido no Youtube; o relançamento do livro citando os autores José de Almeida Amaral Júnior e Benedita da Conceição de Carvalho Silva;  a procissão pelas ruas do bairro; quermesse; as novenas e missas. No momento à citação do livro, o Cardeal Scherer recebeu o exemplar da reedição do “São Sebastião e a Vila Guilherme – Memórias Paulistanas da Zona Norte” — (ver link da reportagem abaixo).

são sebastião

Oração para todos os dias

Em outro momento, o Padre Luiz Claúdio referiu-se ao “livrinho’ de São Sebastião, que contem a história e as orações da novena do santo e pediu que os fiéis abrissem na página 34 e o acompanhassem, na leitura. O Cardeal Scherer, o padre e todos os auxiliares da missa foram até a lateral, onde esta a imagem do santo, enquanto o padre fêz a leitura:

Ó Glorioso São Sebastião, soldado de Cristo e exemplo de cristão, vós que vivestes a fé, que perseverastes até o fim e esperastes com firmeza nas palavras de Cristo; peça-lhe para que aumente em nós o fervor para buscarmos com afinco o Pão da vida, a Eucaristia, sacramento do Senhor. Proteja nossa vida contra as doenças do corpo e da alma. Ampare nossas familias nos instantes de desentendimentos, afastando dos nossos lares todo tipo de violência e guerra. Defenda-nos do pecado, que é o maior de todos os males e aumente nosso amor com todos. Interceda pelas plantações, criações e animais domésticos, livrando-os das moléstias para que que não falte o pão de cada dia. Fortaleça e desperte e nossa paróquia um grande impulso missionário, levando-nos ao encontro das pessoas e suas famílias para partilharmos o dom do encontro com Cristo; que renova a fé, a alegria e a esperança no compromisso de continuarmos a missão de Jesus, sem medo das tormentas e seguros de que a providência divina sempre nos acompanhará. E obtende-nos também a graça de que tanto necessitamos (faz-se o pedido). Amém”.

são sebastião

A homenagem ao padre  e o fim da missa

Na sequência da missa solene, quase no final, uma senhora da Congregação das Irmãs Missionárias de Cristo Operário, Miryam Apparecida Marquezini Feitosa, foi ao púlpito do microfone e leu uma mensagem em nome de toda a comunidade de São Sebastião, com agradecimentos ao Padre Luiz Cláudio, que foi surpreendido e muito aplaudido no final. Na mensagem, elogios à atuação do padre e a emoção de todos da comunidade em conviver com ele.

são sebastião

Ao término da missa solene, após 01 hora e 30 minutos, o Cardeal Scherer fêz a saída pelo mesmo tapete vermelho da Paróquia de São Sebastião, com aplausos e acenos de mão dos dois lados, junto às fileiras de bancos. Depois de trocar as vestes da missa, o Cardeal Scherer foi muito simpático com todos, conversando por longo período na porta da paróquia, com muitas fotos e selfies. Assim foi o final do Dia de São Sebastião e a comemoração dos 100 anos de sua capela da “Villa do Guilherme” no atual bairro da Vila Guilherme.


Paróquia São Sebastião

  • Endereço: Praça Stélio Machado Loureiro, nº 01
  • Localização: Av. Joaquina Ramalho
  • Bairro: Vila Guilherme
  • Referência: próximo ponte/Av.Marginal
  • Facebook: clique aqui
  • Site/mais informações: clique aqui
  • Telefone/Informações e compra do livro:                                   11- 2901.7374

Video-Documentário === Os 12 capítulos da série “SÃO SEBASTIÃO e a VILA GUILHERME – 100 ANOS de Presença Evangelizadora “, produzido pela PAULO FERREIRA PRODUÇÕES (Mogi das Cruzes) == Clique no 1º capítulo: clique aqui


Reveja as reportagens do DiárioZonaNorte:

  • Vila Guilherme chega aos 109 anos por causa de um tal Sr. Guilherme ===  clique aqui
  • Na Vila Guilherme, Capela de São Sebastião comemora 100 anos com reedição de livro, vídeo-documentário e muitos depoimentos === clique aqui
  • 100 anos da Capela de São Sebastião da Vila Guilherme com muitas comemorações === clique aqui
  • Nota e fotos da Alvorada Festiva com missa na presença de Dom Jorge Pierozan, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo na Região Santana e da Banda do Corpo Musical da Policia Militar do Estado de São Paulo. Ver no Facebook – clique aqui

Álbum/Portifólio – clique na foto para expandí-la:

 


 

 

d