Início Bem Estar Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP apoia Dia C com arrecadação para...

Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP apoia Dia C com arrecadação para a Missão Belém

Tempo de Leitura: 6 minutos

missão belém

da Redação DiárioZonaNorte
  • Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP entrega arrecadação para Missão Belém
  • Com o lema “uma família para quem não tem família, a  entidade  já acolheu mais de 80.000 pessoas em situação de rua

Os leitores que nos acompanham nestes dez anos de DiárioZonaNorte, já sabem que somos  fãs do cooperativismo, por acreditar que ele torna o mundo um lugar feliz e mais justo. Quando pessoas se juntam em prol de um objetivo, todos ganham e, nada mais natural do que participar da causa do cooperativismo, divulgando suas ações e o impacto positivo que ele causa na comunidade.

Ações como o Dia de Cooperar (Dia C), onde alinhados aos princípios do cooperativistas, voluntários desenvolvem projetos que objetivam verdadeiras transformações sociais.  Realizado no dia 06 de julho e liderado pela Organização das Cooperativas Brasileiras (Sistema OCB), o Dia C acontece há 11 anos e é um compromisso das Cooperativas Brasileiras na busca de um mundo mais justo e igualitário

Missão Belém
Adriana, Bruna Cantagalo, Douglas Aprigio dos Santos, Paulo Victor, Débora Cadenassi, Flávia Alves e Henrique Mayer de Paula
Uma família para quem não tem família

E, caros leitores, cooperar é emocionante. Este ano, acompanhamos a equipe do Escritório Regional da cooperativa Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP – da qual somos  cooperados,  na manhã do sábado  (02/07/2022) para a entrega de doações para a Casa Guadalupe da  Missão Belém.  Vale lembrar que, todas as agências da Sicredi participaram do Dia C – cada uma escolhendo uma entidade para receber as doações.

Missão Belém é um movimento religioso católico, nascido na Arquidiocese de São Paulo no ano 2005 e se caracteriza como uma “associação privada de fiéis”.

Com o lema “uma família para quem não tem família” e 16 anos de trabalho ininterrupto, a Missão Belém acolheu mais de 80.000 pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social.  Hoje, a Missão Belém mantém 180 casas familiares dedicadas a acolhida da população em situação de rua. São mais de 2.300 ex-moradores de rua vivendo em período integral nestas casas, estando a maioria na cidade de  São Paulo.

Destes, 700 são doentes crônicos, muitos idosos e sem laços familiares, que  recebem gratuitamente os cuidados com sua saúde, alimentação, recebem uma família, atenção e também recebem ajuda para serem reintegrados na sociedade e voltarem a viver como cidadãos de bem.

Missão Belém
Paulo Victor
Casa Guadalupe

Se o casarão onde a Casa Guadalupe está instalada  é de uma simplicidade espartana, o amor emanado entre aquelas paredes e por aqueles que lá trabalham é gigantesco.

Fomos recebidos por Adriana e Paulo Victor, que despido de qualquer pudor nos contou sua “dura história”. Ele viveu nas ruas, frequentou a Cracolândia no Centro de São Paulo, foi acolhido pela  Missão Belém  e  novamente  voltou para as ruas. Muito tempo depois, sem rumo na vida, procurou novamente a Missão Belém e pela segunda vez foi acolhido pela entidade, desta vez, comprometido consigo mesmo em melhorar e mudar de vida.

Missão Belém
Naufrago salvando naufrago

De acordo com Paulo Victor “é naufrago salvando naufrago”, já que os que trabalham na Missão Belém são em sua grande maioria, pessoas que viviam em situação de vulnerabilidade. “Enquanto a gente luta com a gente mesmo, a gente ajuda os que aqui chegam”.

Indiferença

As pessoas em situação de rua são vítimas de um dos sentimentos mais dolorosos que o ser humano pode experimentar: a indiferença. Pessoas que se tornam invisíveis para uma sociedade centrada em “seu próprio umbigo” e, citando Toninho Macedo – um dos maiores folcloristas do Brasil -, “uma sociedade que olha para cima”, desviando o olhar de quem dorme nas calçadas das nossas cidades. Uma sociedade que não faz nada que não lhe traga algum “ganho material”.

Missão Belém
crédito da foto: Missão Belém

São vários os motivos que levam uma pessoa para a rua: brigas com a família, vício, uma perda, uma desilusão, doenças mentais…  Cada pessoa é uma história. E pessoas e histórias envelhecem… De acordo com Paulo Victor “são os nossos vôzinhos”, se referindo aos idosos que a Casa Guadalupe ampara.

Onde Deus entra, a droga sai

Além do conforto material, os assistidos da Missão Belém recebem o conforto espiritual e um propósito de vida. Além de um teto, recebem carinho e passam a fazer parte de uma família. Também tem a oportunidade de fazer um curso de “cuidador de idosos”, ganhando assim, uma profissão e dignidade.  Esse é o verdadeiro milagre de Deus.

Vôzinhos

A doação dos colaboradores da Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP foi destinada justamente para os “vôzinhos” da instituição, que necessitam de cuidados especiais 24 horas por dia. 

Foram fraldas geriátricas, produtos de limpeza e principalmente, “fórmulas para nutrição enteral e oral“.  As fórmulas, que  tem o custo entre R$ 70,00 e R$ 80,00 por litro, são utilizadas na medida de um litro por dia/por idoso acamado e primordial para que eles ganhem massa muscular e possam se alimentar.  

Os colaboradores Bruna Cantagalo, Débora Cadenassi,  Flávia Alves, Henrique Mayer de Paula e Douglas Aprigio dos Santos, em nome de todos da Cooperativa, doaram principalmente  muito amor.

Como ajudar

Missão Belém não recebe nenhum centavo de  dinheiro público e os imóveis que ocupam são alugados.  As casas se sustentam por meio de  doações, bazares com  roupas e objetos  recebidas  pela entidade, cuja o resultado da venda é revertido totalmente para a obra.

Para doar para a Missão Belém em dinheiro, você pode fazer um pix de qualquer valor para  11 97591-2618 .   Doações materiais (roupas, sapatos, produtos de limpeza, alimentos, eletrodomésticos) podem ser entregues diretamente na Casa Guadalupe, localizada na Rua Dr Clementino nº 608 no Belenzinho (próximo ao  Metrô Belem).

Você também pode se unir à Missão Belém como voluntário, preencha o formulário clicando aqui e aguarde um contato.

Para conhecer o trabalho da Missão Belém acesse https://www.missaobelem.org.br

Quem Coopera Cresce

Sicredi participa anualmente do Dia C engajando colaboradores, associados e comunidades das áreas de atuação da cooperativa, nos estados do Paraná e São Paulo, em causas sociais, culturais, meio ambiente e voltadas para educação financeira de adultos e crianças.

Em 2021, a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP coletou mais de 34 toneladas de alimentos, R$ 114 mil em recursos que foram destinados a reforma e aquisição de equipamentos hospitalares, 8,367 itens para higiene pessoal, 7.091 peças de roupas, calçados e cobertores, 6.611 materiais hospitalares, 250 kits de material escolar, 250 itens para Ongs que cuidam de animais (remédios, ração e material), 87 bolsas de sangue, além de realizar 98 ações relacionadas ao meio ambiente.

Sobre a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP

Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SPuma das 108 cooperativas do Sicredi, conta com 33 anos de história, mais de 185 mil associados e 96 espaços de atendimento. A área de atuação da cooperativa abrange 43 localidades no estado do Paraná e 8 cidades no estado de São Paulo, incluindo a capital paulista e cidades do grande ABCD (www.sicredi.com.br/coop/vale-piquiri/).

Sobre o Sicredi 

Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento de seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. Possui um modelo de gestão que valoriza a participação dos mais 6 milhões de associados, que exercem o papel de donos do negócio. Com mais de 2.200 agências, o Sicredi está presente fisicamente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, disponibilizando mais de 300 produtos e serviços financeiros.

d