12.6 C
São Paulo
domingo, 1 agosto, 2021
Início Bem Estar Confira as principais dúvidas com relação a campanha de imunização da cidade...

Confira as principais dúvidas com relação a campanha de imunização da cidade de SP

Tempo de Leitura: 6 minutos

 

  • Perguntas e respostas sobre a vacinação contra a Covid-19
A Secretaria Municipal da Saúde preparou um questionário das principais dúvidas sobre a vacinação contra o Covid-19, que chegam aos técnicos. Abaixo, as perguntas e respostas.Qual a importância de uma vacina? === A vacina é uma das mais – importantes ferramentas utilizadas em intervenções de saúde pública para prevenir e controlar doenças, com impacto direto na redução da morbimortalidade.

Preciso pagar algum valor para receber a vacina? === Não. As vacinas contra Covid-19 estão disponíveis somente de forma gratuita pelo SUS. Se alguma cobrança ocorrer, denuncie aos serviços de Saúde e de Segurança.

Quem pode se vacinar? === A lista atualizada com o cronograma e grupos liberados para a vacinação pode ser acessada no site Vacina Sampa

É possível tomar a vacina fora do cronograma de vacinação? === As pessoas que tiverem qualquer imprevisto na data estimada podem se vacinar posteriormente.

O que acontece se eu perder a data para o meu grupo? === Assim como aconteceu anteriormente, o escalonamento não impede que as pessoas possam se vacinar posteriormente.

Para que serve o escalonamento? === A medida de logística foi necessária para uma melhor organização de todo o sistema de vacinação, evitando filas e aglomerações, além de garantir o acesso à vacina para todas as pessoas pertencentes aos novos grupos, mantendo os postos abastecidos.

Como posso saber se o local de vacinação mais próximo está vazio? === A ferramenta De Olho na Fila é um serviço on-line que mostrará como está o movimento nos postos de vacinação. Essa plataforma foi criada para permitir que os munícipes vejam o melhor momento para ir se imunizar nos postos de vacinação como Unidades Básicas de Saúde (UBSs), drive-thrus, mega postos, entre outros.

Se eu já tive Covid-19, preciso me vacinar? === Sim. A vacinação é recomendada para todas as pessoas aptas a receber o imunizante, inclusive as que já tiveram COVID-19. Embora a maioria das pessoas que tiveram COVID-19 tenham gerado resposta imune, nem sempre essa resposta é protetora e/ou duradoura. Portanto, as pessoas que tiveram COVID-19 devem receber a vacina. Entretanto, recomenda-se o adiamento da vacinação nas pessoas com sintomas respiratórios até a recuperação clínica total – pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas ou quatro semanas a partir do primeiro resultado positivo do exame, mesmo que a pessoa estivesse assintomática (sem sintomas).

Quais documentos devo levar na hora de me vacinar? === Todos precisam levar um documento de identificação (RG ou CPF) no momento da vacinação. Os grupos especiais também devem apresentar documentos médicos (contendo o CRM do médico) sobre sua condição de saúde (confira mais informações no tópico específico).

Quando o cidadão toma a primeira dose, recebe um comprovante de vacinação que deve ser levado na hora de tomar a segunda dose, para que o profissional de saúde verifique qual foi a vacina aplicada na primeira vez e se o intervalo de tempo de aplicação entre as duas doses está correto.

O que é CRM do médico e por que o número deve constar em documentos de saúde? === A sigla refere-se ao registro do médico junto ao Conselho Regional de Medicina depois de possuir o diploma para que possa trabalhar na área da saúde. Qualquer médico deve se inscrever no CRM do seu Estado para exercer sua profissão. O número que representa este registro deve estar presente nos documentos emitidos pelo referido médico.

Posso escolher uma vacina? === Todas as vacinas disponíveis no SUS são seguras e eficazes; portanto, você pode e deve tomar qualquer vacina que estiver disponível para o seu grupo ou faixa etária (exceto se tiver alguma alergia a um dos componentes da vacina). No momento, as vacinas são disponibilizadas no Brasil de forma gradual e, assim, é importante que você aproveite a oportunidade de se vacinar com qualquer uma delas.

Quais cuidados devo ter na hora de me vacinar? ===Use máscara (é obrigatória), higienize suas mãos (com água e sabão ou álcool em gel 70%) e evite aglomerações – mantenha distância entre demais pessoas que estiverem no posto de vacinação, respeitando a organização indicada no serviço de saúde.

Os profissionais de saúde estão orientados a informar a cada cidadão qual vacina será aplicada e contra qual doença protege; mostrar a seringa com a vacina antes de aplicar no braço e exibi-la vazia após a aplicação; orientar ainda sobre quais eventos adversos podem ocorrer após a aplicação e informações gerais.

Quais são as vacinas disponíveis na capital? ===Atualmente, a Rede Municipal de Saúde conta com as vacinas Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, todas distribuídas pelo Ministério da Saúde. Também está prevista a chegada da vacina da Janssen.

Posso parar de usar máscara depois de vacinado? ===Não. Medidas como o uso da máscara e a higienização das mãos continuam fundamentais para evitar a transmissão do vírus. Por isso, todas as pessoas, inclusive as vacinadas, devem continuar seguindo as medidas de prevenção individual e coletiva.

Ao receber as duas doses, estarei livre da Covid-19? ===A vacina previne que ocorra um quadro grave da COVID-19, mas não impede que você se infecte e transmita o vírus. Por isso, você deve continuar utilizando máscaras, mantendo os cuidados de higienização pessoal (especialmente as mãos) e dos ambientes, evitando aglomerações e respeitando todos os protocolos já conhecidos.

Qual a idade indicada para a aplicação da vacina? === Neste momento, as vacinas poderão ser aplicadas a partir de 18 anos de idade. As pessoas devem seguir o cronograma de vacinação. Consulte a situação atual

Em quais situações será recomendada o adiamento da vacinação? ===
Caso a pessoa apresente doenças febris moderadas a graves, recomenda-se adiar a vacinação. Outras precauções serão informadas oportunamente.

Qual a via de aplicação? === A vacina deverá ser aplicada por via intramuscular, sendo o local eleito para aplicação, o músculo deltoide. Excepcionalmente pode-se também utilizar a região ventroglútea e dorsoglútea.

Gestantes e puérperas, sem comorbidades, podem se vacinar? === A vacinação para este grupo deve ser realizada exclusivamente com os imunizantes da Pfizer e Coronavac (condicionada a disponibilidades das doses. Em casos de indisponibilidade, a UBS deve manter uma lista de espera para convocação).

Qual é o intervalo entre as vacinas? === O intervalo da Coronavac é de até 28 dias após a 1ª dose. Para as vacinas da Astrazeneca e Pfizer, o intervalo é de 12 semanas após a primeira dose.

Quais medidas devo tomar no intervalo entre a primeira e a segunda dose? === Todas as precauções continuam ser necessárias sempre, independentemente da vacinação. Uso de máscara, higienização das mãos (com água e sabão ou álcool gel) e distanciamento social continuam fundamentais.

Por que algumas vacinas requerem duas doses? === Há diversas vacinas que precisam ser aplicadas neste modelo para que seja completado o chamado “esquema vacinal” e conferir a proteção adequada. Assim, as vacinas contra a COVID-19 utilizadas no país atualmente possuem   duas doses, que devem ser aplicadas respeitando-se os intervalos, para obter a resposta imune esperada para a prevenção da doença.

Perdi o prazo para a segunda dose, e agora? === Procure imediatamente uma unidade de saúde, com os documentos necessários.

Quais documentos são necessários para a aplicação da segunda dose? === É necessário apresentar um documento de Identificação (preferencialmente CPF) e o comprovante de vacinação da 1° Dose na cidade de São Paulo.

Para o cronograma de vacinação aplicando-se duas doses, poderão ser utilizadas vacinas de diferentes laboratórios? === Por se tratar de vacinas novas, neste momento, a recomendação é que o cronograma seja completado com a mesma vacina.

Quais são as possíveis reações ou eventos adversos depois da vacinação? === Os eventos adversos pós-vacinação podem ocorrer com qualquer imunizante e não devem causar medo ou a ausência da imunização, uma vez que os benefícios de se vacinar são superiores aos riscos, em geral.

Diante de qualquer alteração no seu corpo após se vacinar, é importante procurar um serviço de saúde para avaliação médica e para que os profissionais notifiquem às autoridades de Vigilância para monitoramento do seu quadro e da campanha em geral. Se o quadro de reação for leve, você pode retornar ao próprio posto onde recebeu a dose para tirar suas dúvidas.

A maioria dos eventos adversos pós-vacinação identificados nos estudos clínicos dos imunizantes contra COVID-19 é classificado como leve (não grave) e não impedem a aplicação da segunda dose da vacina contra COVID-19. Exemplos: dor no local da aplicação, eritema (vermelhidão na pele), edema (inchaço), prurido (coceira) ou hematoma (mancha arroxeada na pele). Também pode ocorrer mialgia (dor muscular), cefaleia (dor de cabeça), náusea, perda de apetite, diarreia e febre. frequentemente observados, não contraindicam a administração da segunda dose da vacina. Eventos graves que requeiram atendimento hospitalar são raros em qualquer tipo de vacina disponível na rede pública de saúde.

O que devo fazer se tiver alguma reação adversa após me vacinar? === Procure um serviço de saúde e consulte seu médico para que ele possa te avaliar, orientar e tomar as medidas técnicas necessárias para monitorar sua saúde, sua vacinação e atender aos critérios exigidos pelas autoridades de saúde quanto ao andamento da campanha.

Posso me vacinar se tiver sintomas gripais ou febre? ===Em geral, se a pessoa estiver com febre moderada ou grave ou algum sintoma gripal/respiratório, deve reprogramar a vacinação até os sintomas passarem e estiver plenamente recuperado. Isso ocorre com todas as vacinas para evitar que as manifestações da doença se confundam com a imunização. Quem teve diagnóstico positivo para COVID-19 deve aguardar quatro semanas (após o início dos sintomas ou a partir da data de diagnóstico).

Posso doar sangue após me vacinar contra a covid-19? === Você poderá doar sangue depois dos seguintes prazos:

48h horas após cada dose, se você tomou a vacina do Butantan (Coronavac).

7 dias após cada dose, se você tomou a vacina da Fiocruz (AstraZeneca/Oxford) ou da Pfizer.


<<Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação/PMSP >>

d