Início Negócios Pilotos e comissários de voo entram em greve na 2ª feira

Pilotos e comissários de voo entram em greve na 2ª feira

pilotos e comissarios de voo
Tempo de Leitura: 2 minutos

.

< GREVE CANCELADA == Atualização em 28/11/2021 – ver final desta matéria >

  • Greve de pilotos e comissários de voo deve acontecer na próxima 2ª feira
  • A categoria pede 15% de reajuste salarial e as aéreas oferecem 3%

O Sindicato Nacional dos Aeroviários – SNA, realizou assembleia nesta 4ª feira (24/11/2021), onde pilotos e comissários de voo deliberaram por aprovar a deflagração de greve a partir das 0h do dia 29 de novembro, em todo o país, por tempo indeterminado, contra a intransigência das companhias aéreas nas negociações da renovação da Convenção Coletiva de Trabalho – CCT.

Ficou decidido que, em respeito à sociedade e aos usuários do sistema de transporte aéreo, os aeronautas farão a paralisação de 50% dos tripulantes por dia, enquanto os outros 50% permanecerão em serviço.

Reposição salarial

A categoria reivindica unicamente o reajuste salarial que contemple a reposição das perdas inflacionárias nos últimos dois anos — INPC do período de 1º de dezembro de 2019 a 30 de novembro de 2021 – cerca de 15%.

O sindicato patronal,  que representam as aéreas, ofereceu um reajuste de 3%, uma proposta muito aquém de recompor as perdas salariais, já rejeitada pela categoria , e ainda negou a ultratividade da atual CCT, ou seja, não garantiu a manutenção das cláusulas atuais da convenção em caso de um novo acordo não ter sido fechado até a data-base (1º de dezembro).

De acordo com o SNA, desde o início da pandemia a categoria nunca parou de trabalhar, tendo enfrentado graves riscos de contaminação por covid-19, e deu sua contribuição no combate à doença transportando vacinas, insumos e equipamentos.

Além disso, pilotos e comissários deram colaboração importante para a recuperação das empresas aéreas ao aceitar, de maneira correta, reduções salariais e remuneratórias que perduram até hoje.

O Sindicato ainda destaca que as próprias empresas apontam em seus informes ao mercado, assim como também demonstram notícias publicadas na imprensa, que o setor aéreo não só vem se recuperando aceleradamente como projeta para o futuro próximo um crescimento que não condiz com a intransigência de impor um achatamento salarial de toda uma categoria.  <Com apoio de informações: Imprensa SNA>


 GREVE CANCELADA – atualização em 28/11/2021:

NÃO HAVERÁ GREVE DOS TRABALHADORES DO SETOR AÉREO === O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) informou em comunicado, neste domingo (28/11/2021), que funcionários do setor aeroviário decidiram, em votação online, aceitar a proposta para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho. Assim, a greve que começaria nesta 2ª feira (29/11/2021) ) está cancelada.
A proposta foi elaborada em reunião com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias, mediada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), e com a participação das empresas aéreas.
A proposta do TST prevê o reajuste imediato de 75% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) dos últimos 12 meses nos salários; além de reajuste de 100% do INPC dos últimos 12 meses nas diárias de alimentação nacionais e vale alimentação. Ficou acertada ainda a renovação na íntegra das demais cláusulas sociais.
Foram registrados 53,68% de votos favoráveis à proposta e 45,56% de votos contra, além de 0,76% de abstenções. No total, 6.956 tripulantes participara. <<Com apoio de informações/fonte: Empresa Brasil de comunicação-EBC/Agência Brasil-São Paulo)

 

d