Início Negócios Hortifruti Fartura inaugura nova loja em prédio moderno e eficiente na Zona...

Hortifruti Fartura inaugura nova loja em prédio moderno e eficiente na Zona Norte

da Redação DiárioZonaNorte

O que vem da terra ninguém esquece e aprende quando se é pequeno. De tantos outros, Antonio Raya Sanches, de 53 anos, veio do interior de São Paulo para se arriscar na grande cidade. Trilhou os estudos para o Direito, mas acabou deixando pelo caminho.  E lá em Catanduva (384 kms da capital) teve as lições no campo, conhecer quando um fruto está bom para colher e os segredos dos hortifrutigranjeiros. Tanto aprendeu que está dentro do ramo até hoje e trabalha diariamente indo à Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP), de madrugada.

Onde tudo começou === E desta experiência que veio da raiz, mais se frutificou com muito trabalho e obstáculos, especializou-se no ramo, e abre mais seus negócios com o novo prédio do HortiFruti Fartura da Parada Inglesa, na Zona Norte que o acolheu de braços abertos, desde que desembarcou na capital. O antigo “Varejão” da Av. Guapira (que hoje é a loja número 1 do Hortifruti Fartura) foi inaugurado há 43 anos e veio para as mãos de Antonio Raya há 22 anos. “Essa loja da Guapira me deu tudo que eu tenho. Não foi fácil, muito sacrifício e trabalho”, afirma. Ele lembra que na loja da Av. Guapira, muitos clientes que se deslocavam da Parada Inglesa  pediam abertura de uma loja. “E aqui estamos nós depois de 19 anos!”, comemora.

O novo prédio === Com o modo tranquilo de gente que vem de lá do interior, fala mansa e direcionada, o hoje dono de duas lojas do HortiFruti Fartura está “feliz da vida” com a inauguração do moderno e eficiente prédio de 2.600 metros quadrados de área útil na loja no térreo em um terreno de 5 mil metros quadrados, mais um mezzanino e um estacionamento no subterrâneo na Av. General Ataliba Leonel, 3433 – ao lado da loja antiga de 2 mil metros quadrados, que ali funcionou por 19 anos. Do modesto prédio, Antonio Raya adquiriu ao lado um terreno, que virou um enorme estacionamento, mas com o tempo o espaço interno da loja dos hortifruti ficou pequeno. No espaço de tempo nas duas lojas, houve uma abertura de mais empregos na Zona Norte, sendo hoje 92 funcionários na Parada Inglesa; e 64 na loja da Guapira – sem contar os inúmeros empregos indiretos com mais de uma centena de fornecedores que abastecem as prateleiras em cerca de 10 mil produtos industrializados.

Os problemas na loja antiga === E com mais crescimento no movimento do “Varejão” — como os moradores e clientes passaram a chamar a loja cujo o nome lembra o início — já não havia condições de um melhor atendimento aos clientes. Os três caixas não davam conta de forma eficiente e rápida, com filas de pessoas com seus produtos nos carrinhos. Os corredores tornaram-se estreitos e apertados. No açougue, que ficava no final do prédio, eram outras filas para o atendimento. Havia uma grande perda de tempo e também para passar nos caixas. “E temos que pensar nos clientes, nas pessoas que dão preferência aos produtos de nossa loja. Além de melhores condições de funcionamento, temos o lado de negociar com os fornecedores para vender com preços competitivos. Queremos ser sempre o melhor local de compras”, observa Antonio Raya, que também é diretor da Regional de Guarulhos-Zona Norte (e mais algumas cidades próximas) da Associação Paulista de Supermercados – APAS. E para chegar agora em um novo tempo para o movimento do novo prédio, nesta primeira etapa, o investimento deve ter girado em torno de 6 a 7 milhões de reais.

Os espaços === “É!, o tempo passou e ficamos no aperto”, brinca Antonio Raya, no meio da confusão natural para a inauguração que aconteceu nesta 5ª feira (12/12/2019), comemorando o aniversário do HortiFruti Fatura, com funcionários ainda abastecendo as prateleiras. Depois de exato um ano de construção do novo prédio, que ocupou inicialmente o espaço dos dois estacionamentos externo e o interno em um tipo de galpão dentro do prédio. A construção foi sendo tocada sem interferir no funcionamento normal da loja, ao lado. Mas com o fim dos dois estacionamentos – com cerca de 60 vagas no total –, houve a necessidade de se conseguir um outro local em um prédio de emergência e alugado, a 200 metros (Av. Gal. Ataliba Leonel, 3471) para o estacionamento com o mesmo espaço e mesmo número das 60 vagas. No mesmo local, aconteceu também a transferência da banca da “peixaria”. Segundo Antonio Raya, no ano que vem –, com o complemento e finalização do prédio na loja do Hortifruti Fartura –, no espaço deste estacionamento provisório poderá surgir uma novidade para a região: uma grande loja no comércio de embalagens, descartáveis e material de época.

Outro prédio até maio === Com a desativação do HortiFruti Fartura do antigo prédio, o pessoal da engenharia dará início no local das obras complementares previstas para entrega em maio de 2020. Na planta, haverá a ligação do novo prédio — que inclusive não foi fechado em definitivo, na sua lateral, com a colocação de um tapume provisório – unindo mais  2 mil m2 ao novo prédio de 5 mil m2. Desta forma, o atual estacionamento no subsolo, com a capacidade de 52 veículos, será aumentado. E o térreo onde está a loja com atuais seis caixas  será também estendido com mais máquinas no melhor atendimento dos clientes.

A responsabilidade=== Cristiane —  a esposa de Antonio Raya – é quem dirige as ações nas duas lojas, na coordenação geral. Ela é tudo no cargo de uma diretora operacional, administrativa e financeira, ao lado do experiente e eficiente gerente Alex Silva, que cuida no dia a dia no comando da loja da Parada Inglesa, que veio jovem e está também comemorando os 19 anos de trabalho no local. Junto ao casal do HortiFruti Fartura, vem os filhos – Rodrigo, que acaba de terminar Administração de Empresas – e Rosana, que colaboram nas duas lojas. E mais o pequeno Hugo, ainda sem definição.  Diariamente, faça frio ou chova, Antonio Raya levanta cedo — por volta das 4 horas da manhã – e segue para as compras no CEAGESP. Ele tem uma dedicação especial na qualidade do produtos e é o comprador oficial das duas lojas do Hortifruti Fartura. “Temos um preocupação muito grande para os produtos hortifruti, que é o nosso carro-chefe, e me dedico a esse trabalho”, comenta ele. Por outro lado, recebe também a parceria com pequenos produtores (chamados chacareiros ou sitiantes) principalmente das cidades de Atibaia e Jarinu, que entregam as verduras duas vezes na semana no Hortifruti Fartura. Além disto, Antonio Raya tem uma propriedade de 22 alqueires em Atibaia, onde produz principalmente frutas cítricas (laranjas, mexericas ponkan, limões etc).

A concorrência === O Hortifruti Fartura tem como lema “servir bem ao cliente, com produtos garantidos” e tudo é cuidadosamente analisado antes de ir às bancas para venda. “Em todo esse tempo de trabalho, fomos nos especializando e corrigindo as imperfeições para sermos os melhores no setor de hortifruti”, observa Antonio Raya. E demonstra não se preocupar com a concorrência que foi chegando na Zona Norte (Ôba, Assaí, Esperança, Sonda, Extra e, no começo do próximo ano, o Roldão) e admite a maior naturalidade neste embate. “A concorrência é muito boa, dando maior incentivo. Quanto mais concorrência vou acordar ainda mais cedo e vou fechar a loja muito mais tarde. A concorrência é saudável”, admite.  Ele aponta o Ôba Hortifruti (tem uma loja no Carandiru, há um dois quilômetros, mais próxima de Santana) como um desafio, mas lembra que o Hortifruti Fartura tem know-how no mercado. E também diferenciais como as bancas de verdadeiro granito, que dá um maior frescor e conservação às verduras, o que diferencia no sabor. E as bancas também são construídas com material inoxidável que é mais higiênico e garante mais frescor. Nos supermercados geralmente são usadas as bancas de madeira, que tira a temperatura das frutas e hortaliças. E aponta mais um fator para garantia dos produtos: o controle de qualidade com seu pessoal em treinamento constante.

Chegou a inauguração === Depois de alguns funcionários ter passado a noite nos acertos das prateleiras e operacional, o horário de 7 horas da manhã estava chegando para a abertura das portas ao público. A diretora Cristiane agita as últimas providências, corre de um lado a outro, e acerta os detalhes. E convoca todos os funcionários para juntos à entrada, onde haverá a solenidade de inauguração. E uma frase inicial  sai da boca de Cristiane:  “Gente, Deus preparou tudo para a gente trabalhar!”. E, de improviso, lembrou inicialmente a gratidão a Deus e agradeceu a todos os funcionários e todos os fornecedores — o que foi complementado pelo Antonio Raya, ao lado:  “Todos, sem dúvida! “. E  a diretora do HortiFruti Fartura  lembrou “o esforço e compreensão de cada um, nas últimas semanas até hoje, que envolveu todos, na união,  na mudança para o novo prédio” . Em seguida, passou para o Padre Juarez para benção ao local, que proferiu palavras de incentivo e sucesso ao novo empreendimento. Ele lembrou a importância do novo espaço para o trabalho, geração de empregos e os esforços com colaboração em equipe.

A vez dos clientes === Do lado de fora do prédio, muita gente ansiosamente aguardava pela inauguração. E na porta principal,  a fita vermelha com um grande laço à espera do corte.  Antônio Raya,  ao lado de Cristiane e dos filhos Rodrigo e Rosana, fizeram o ato de corte da fita. Muitas palmas, gritos de sucesso e muitos abraços. Com muitas filmagens e fotos pelos celulares registraram o momento histórico. Estava inaugurado o novo prédio para felicidade e vantagens dos moradores, que terão maior espaço e mais produtos de boa qualidade. E já no primeiro dia aconteceu uma grande invasão de pessoas entrando na loja, catando o carrinho e circulando nas bancas de frutas e nos corredores das prateleiras. “Aqui realmente há diferença de preços em muitos produtos e as vantagens de frutas e hortaliças mais frescas”, comentou Maria José Antunes, moradora do Tucuruvi.

O sucesso ===  O diretor da Hortifruti Fartura, Antônio  Raya, era cumprimentado a todo momento, com e sem abraços. Em um momento que ele concedia entrevista ao DiárioZonaNorte, uma senhora aproximou-se do diretor do Hortifruti Fatura, mas em lágrimas embaixo de seus óculos, com enorme abraço: “Quero agradecer o senhor por mais esse espaço que vai ajudar muito os moradores e vai trazer preços mais baixos”. E assim foi com outras pessoas em frente às prateleiras comentando os produtos e os preços. O que mais se ouviu foram as palavras obrigado, parabéns e sucesso.  Os dias posteriores à inauguração do novo prédio do Hortifruti  Fartura devem trazer as pessoas para conhecer o novo local. E aproveita-se para serem vistos e comparados os preços de diversos produtos. E para fechar a semana da inauguração, os clientes que fizeram compras e puderam participar com cupons de comemoração do aniversário para sorteios de várias prêmios:  12 Tv Smart 50/55; três microondas, tres  fogões, uma bicicleta de adulto, duas bicicletas iinfantis. Agora, não há o que esperar, é aproveitar as ofertas.


SERVIÇO

Loja 1 – Jaçanã

  • Av. Guapira,  1686  – Telefone: 2951.4800
  • Funcionamento: 2ª a sábado, das 07h00 às 20h30; domingo, das 07h00 às 14h00

Loja 2 – Parada Inglesa

  • Av. Gal. Ataliba Leonel, 3433 – Telefone: 3883.3800
  • Funcionamento: 2ª a sábado, das 07h00 às 20h30; domingo, das 07h00 às 14h00

      VEJA MAIS FOTOS NA GALERIA PUBLICADA NA FANPAGE – clique aqui