Início Destaque Av Coronel Sezefredo Fagundes receberá investimento de R$ 19 milhões

Av Coronel Sezefredo Fagundes receberá investimento de R$ 19 milhões

Sezefredo Fagundes
Tempo de Leitura: 3 minutos

Sezefredo Fagundes

da Redação DiárioZonaNorte

A Avenida Coronel Sezefredo Fagundes, receberá um investimento de R$ 19.367,044,48, para a recuperação de um trecho de  11,5 km de sua extensão – dentro do município de São Paulo.

A obra é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio do  Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e, faz parte de um pacote de recuperação de 10 estradas vicinais localizadas nos extremos a cidade de São Paulo.

O investimento, no valor total de  R$ 116,8 milhões, faz parte das  fases 6 e 7 do Novas Estradas Vicinais, maior programa de recuperação de vias municipais em dez anos que já possui centenas de obras em execução em todo o Estado com R$ 6,4 bilhões de investimentos.

O edital das obras da fase 6 já foi publicado no Diário Oficial no último dia 26 de novembro. Já o edital da fase 7 será publicado neste mês ainda. A previsão de início de obras é o primeiro semestre do ano que vem.

SP 008 – Norte

Mesmo conservando o título de avenida é classificada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) como SP 008 – Norte, uma rodovia urbana e estadual, que no passado era Estrada Velha de Bragança.

A rodovia que começa como Av Coronel Sezefredo Fagundes – no trecho de 25 km entre São Paulo e Mairiporã, mantém a nomenclatura SP-008, nos trechos seguintes: Rodovia Abrão Sahm (do Km  25 ao 231) – ligando Mairiporã,  Atibaia Bragança Paulista e,  passando a se chamar  Rodovia Pedro Astenori Marigliane (Capitão Barduíno) no trecho que compreende Bragança Paulista, Pinhalzinho e Socorro.

Estrada do Engordador

A Avenida Coronel Sezefredo Fagundes teve origem na antiga Estrada do Engordador.  Porém, para contar sua história, primeiro precisamos falar sobre a Estrada da Roseira,  cujo os primeiros registros datam de 1769, quando a Câmara Municipal de São Paulo decidiu pela abertura de uma estrada entre São Paulo e Juquiri,  que serviria para o trânsito de troles e tropas.

Constatou-se que,  para o tráfego de animais,  ela era  muito estreita e íngrime.  Até hoje a Estrada da Roseira é  assim, diga-se de passagem, com um único diferencial: saíram os animais de cena e entraram os carros.

Aos poucos, um outro caminho surgiu, uma  estrada paralela que veio a ser chamada de Estrada do Engordador (por ter um local onde o gado fazia uma parada para ganhar peso).

Em função da articulação política do Coronel Sezefredo Fagundes, um influente político de Mairiporã,  que tinha interesse na manutenção da via – que ladeava suas terras, a Estrada do Engordador se transformou em Estrada de Bragança,  que substituiu a Estrada da Roseira em importância.

Sezefredo Fagundes aplicou recursos próprios na implantação da estrada. Em 1922, Washington Luiz conseguiu verbas para a estrada chegar até Cachoeira, sendo concluída, em 1926, pelo então Presidente da Província Júlio Prestes.

A Lei nº 5.924 de 28 de dezembro de 1961,  mudou o nome da Estrada de Bragança, para Avenida  Coronel Sezefredo Fagundes.

Vicinais beneficiadas

Veja as demais vias beneficiadas,  na cidade de São Paulo, que receberão recuperação funcional. São elas:

  • estrada Engenheiro Marsilac: 10,8 kms de melhorias – R$ 14.654.058,37
  • estrada Jaceguava-Paiol (continuação da rua Manoel Pires de Moraes e av. Ernesto        João Marcelino), 13,8 kms – R$ 22.886.295,88
  • estrada da Colina (Barragem, da Colônia e Evangelista de Souza): ligação da SP         270 (km 26) ao município, 13,6 kms, valor estimado R$ 22.123.817,37
  • estrada Ecoturística de Parelheiros e Itaim II (atual av. Professor Hermogenes de F.      Leitão Filho), 7,4 kms, valor estimado R$ 12.104.204,29
  • estrada Vargem Grande e Colônia (atual avenida Noel Nutels), 2,2 kms, valor              estimado R$ 3.839.660,06
  • estrada Campo de Baixo, 4,5 kms, valor estimado R$ 6 milhões
  • estrada Ponte Alta, 12 kms, valor estimado R$ 18 milhões
  • estrada Morro do S (atual Morro do S, do Pinhal e  J. R. Rodrigues), 3,1 kms, valor      estimado R$ 4 milhões
  • estrada Paiol, 8,5 kms, valor estimado R$ 8,5 milhões.

d