Início Cotidiano Sem luz em casa durante 24 horas, mas a ...

Sem luz em casa durante 24 horas, mas a “ENEL – promete agilidade e rapidez “

luz
Tempo de Leitura: 3 minutos

luz

<< Crônica – Cotidiano>> == por Aguinaldo Gabarrão (*)

Manhã de sábado, 16 de julho de 2022. Levantei e fui preparar o café, mas a cafeteira não ligou. Logo percebi que estava sem energia em casa. Pouco depois eu descobri que algum gatuno havia roubado os fios do poste entre a madrugada de 6ª feira para o sábado. E espanto: “só minha casa tinha sido atingida e todos os vizinhos sem problemas!”.

Alguém poderia dizer: “– Tudo bem. E daí?! – Isso é comum na cidade de São Paulo”.  Sim, infelizmente é comum o roubo de fios, cabos e afins, mas não pode ser comum a demora na solução do problema, na maior cidade da América do Sul. É aí que entra a concessionária ENEL, que parece ter como slogan a seguinte frase: “Prometemos agilidade, com a menor velocidade possível!”.

SMS – Resposta Ágil – 08h01

Meu primeiro susto veio com a rápida resposta da ENEL por SMS, mas a empresa deu uma dica de que ia demorar. A mensagem, entre outras coisas, dizia: “…um dia com alto volume de solicitações…”.

Curiosamente nada de anormal havia acontecido no sábado ou domingo. Nenhuma chuva intensa — aliás faz tempo que não chove — e nenhum meteoro caiu em São Paulo ou mesmo uma ventania mais forte derrubou centenas de postes e árvores. Nada… Então, por qual razão já embutiram a demora no texto de SMS?

luz

luz

Telefone 0800 – A Central das Previsões Perdidas

A Via Crúcis das ligações iniciou às 09h40 do sábado e ao longo de mais três tentativas (15h00 – 18h22 – 21h50) para que uma equipe da ENEL, viesse em casa. Nesta primeira ligação telefônica a previsão inicial para conserto foi 15h42. Num cálculo simples, inicialmente sete horas para resolver o problema. E estamos na maior cidade da América do Sul…

Numa ligação seguinte que fiz, a central da ENEL abriu uma reclamação contra a equipe que não havia chegado no horário previsto. E disseram, convictos, de que qualquer outra equipe apareceria para substituir a anterior que não soube respeitar a previsão! Mas chegar aqui na Zona Norte, e no Jaçanã –– onde moro –– deve ser muito complicado, porque ninguém aparecia e o relógio avançava.

PLANO B

Vamos encurtar a história: minha mãe, uma senhora de 86 anos, foi dormir na casa do meu irmão — que reside em outro bairro da Zona Norte, o Tucuruvi; eu tomei banho de caneca; tropecei nos móveis; alimentos estragaram; estudei e escrevi à luz de várias velas e me senti num período anterior à invenção da lâmpada elétrica. Nada romântico, apesar das velas. Só pra você saber: a equipe da ENEL chegou às 07h00 do domingo. E às 08h01, exatamente 24 horas depois do primeiro contato, a energia estava restabelecida.

É bom lembrar que quando a conta de energia da ENEL chega, a vontade que eu tenho é que ela fosse entregue à noite e que nesse momento faltasse energia, só pra eu não enxergar o valor da conta.

Aliás, a conta de consumo nunca atrasa, chega sempre pontualmente. Como seria bom se a ENEL fosse mais ágil nos serviços de reparo quanto é para mandar as contas para todos nós consumidores.


 

(*) Aguinaldo Gabarrão – ator e consultor de treinamento corporativo. Um eterno colaborador do DiárioZonaNorte.

 


d

luz luz luz luz