Tempo de Leitura: 5 minutos

.

da Redação DiárioZonaNorte

O vinho foi eleito a bebida queridinha dos brasileiros na pandemia. Em 2020 foram 501 milhões de litros contra 383 milhões em 2019, o que representa um aumento da ordem de 33,4%. Nunca consumimos tanto vinho. O brasileiro quer consumir vinho, quer entender o vinho e quer falar sobre vinho.

Selma Francano e Humberto Lisboa Leite acompanham a evolução desse mercado, há mais de 30 anos. Ela como sommelière e profissional da área de marketing e vendas de A&B (Alimentos e Bebidas). Ele como profissional de longa data também na área de A&B, experiente na administração de bares e restaurantes, fotógrafo, sommelier  e docente por muitos anos na área de vinhos e cervejas  e ainda,  autodidata, padeiro artesanal.

Osteria da Onça

O casal tomou para si a missão de trazer a cultura da enogastronomia para a Zona Norte e fundou a Osteria da Onça, que vai muito além de ser uma simples empresa.  Ela representa na cidade de São Paulo a “fortaleza slow food”, movimento que valoriza a comida de verdade,  a relação entre produtores e produtos locais, preservando técnicas de produção e suas tradições.

Dentro deste movimento, iniciaram com a produção de pães artesanais de longa fermentação (entre 24 e 30 horas), produzidos com base em técnicas ancestrais de panificação, utilizando matérias primas orgânicas,  fermentação natural, valorizando o terroir da Serra da Cantareira, local escolhido pelo casal para Osteria da Onça.

A palavra osteria deriva do francês antigo “ostesse” e na Itália osteria é  local para se tomar vinho,  comer e se hospedar E Onça é uma homenagem carinhosa a Selma, a “Dona Onça”.

Primeira escola de enograstronomia da Zona Norte

E foi na Osteria da Onça, um o lugar lindo e  acolhedor, repleto de memórias afetivas das andanças do casal pelo mundo, que desperta os sentidos e convida para uma pausa na vida corrida da cidade grande, que o embrião da primeira escola enogastronômica da Zona Norte começou a se formar.

Ela já nasce  com a proposta de oferecer cursos e treinamentos  práticos, dinâmicos e de rico conteúdo, com uma linguagem acessível e zero frescura – em um ambiente descontraído (ideal para conhecer pessoas e fazer novas amizades), além de muita degustação.

Muito Prazer, Eu Sou o Vinho

A estréia foi em grande estilo, com o módulo básico do curso “Muito Prazer, Eu Sou o Vinho”. Conduzido por Humberto Lisboa Leite, profissionais que trabalham na área alimentos e bebidas, restaurantes e apreciadores da bebida – foram introduzidos no incrível mundo dos vinhos.

A empreita contou com a parceria da Nor Import, que além dos vinhos utilizados na degustação, ofereceu uma cesta repleta de produtos da importadora – incluindo pães da Osteria da Onça, que foi sorteada entre os participantes.

Dono de um bom humor e uma didática invejável, Leite ministrou o curso em duas datas distintas (nos dias 17 e 18 de agosto e 24 e 25 de agosto de 2021), para 12 participantes por turma.

Bebe bem, quem tem informação

Em “Muito Prazer, Eu Sou o Vinho“, cada tópico abordado trazia uma surpresa. Os alunos conheceram a história do vinho através dos séculos – no Brasil e no mundo, os diferentes tipos e estilos de uvas – entre as famosas e as não tão conhecidas, processos de vinificação de espumantes, brancos, rosados, tintos e fortificados.

Também puderam aprender sobre tonéis, pipas, barricas e barris, garrafas e seus diferentes tamanhos;  conheceram as diferentes taças existentes, aprenderam a usar decanters e como abrir, servir,  armazenar e comprar os vinhos.

Durante o curso, foram degustados oito rótulos diferentes – representando os diferentes estilos de vinhos – acompanhados de tira-gostos, queijos e pães da Osteria da Onça -, além das regras básicas para a harmonização de vinhos e pratos.

O curso e a degustação permitiram que cada um dos participantes pudesse conhecer o seu próprio paladar e reconhecer isso nos vinhos. Fez ainda, com que todos perdessem o medo de explorar a vastidão de estilos de vinhos, deixando de ser “neófitos” pra transformarem-se em “enófilos”.  Durante o curso, Humberto lembrou que “bebe bem, quem tem informação”.

Experiência gastronômica

A segunda turma do curso teve a oportunidade de participar de uma degustação especialíssima. O restauranter Moacir Dargas, do Villa Caetano’s e participante do curso -,  apresentou uma incrível porchetta  suína, muito bem temperada, marinada por dois dias, defumada por oito horas e assada lentamente por outras seis horas.  O prato é um dos lançamentos do Villa Caetano’s e, após imersa em óleo quente, pururuca e  dá origem ao sensacional torresmo de rolo da casa.

Para harmonização,  foi escolhido o vinho Antiguas Reservas Cabernet Sauvignon – Safra 2018, da Vinícola Cousiño Macul – que chega ao Brasil pelas mãos da Nor Import

Outro destaque na degustação foi o Porto Fine Ruby Vista Alegre, que harmonizou com a trufa artesanal de café da D’Guste, da confeiteira Bruna Moraes.

Sorteio

O sorteio da cesta da Nor Import, entre os participantes das duas turmas do curso, teve como vencedor Marcelinho Ferreira, que doou o prêmio para ser rifado – com o valor arrecadado em prol do projeto social da  Osteria da Onça, que auxilia mensalmente 12 famílias em situação de vulnerabilidade social com cestas básicas. 

Agenda de cursos

Em breve a Osteria da Onça promoverá o módulo avançado do curso “Muito Prazer, Eu Sou o Vinho”, além de um curso com degustação de cervejas artesanais.

Serviço

Osteria da Onça
  • Instagram – acesse aqui
  • Whatsapp:  (11)  9-9404.3576
  • Fornadas: 5ª, 6ª e sábados – pedidos antecipados
  • Cursos e treinamentos:  acompanhe a agenda no Insta da Osteria da Onça