Início Destaque Linha 19 -Celeste deve operar só em 2029. Damos as localizações das...

Linha 19 -Celeste deve operar só em 2029. Damos as localizações das 15 estações.

Linha 19 - Celeste
Tempo de Leitura: 4 minutos

.

da Redação DiárioZonaNorte
  • Linha 19 – Celeste terá duas fases e 24 estações no total 
  • A primeira fase do Anhangabaú ao Bosque Maia, deverá operar só em 2029
  • A segunda fase do Anhangabaú ao Campo Belo não tem previsão de data
  • Veja a localização das 15 estações da primeira fase

O contrato para elaboração do projeto básico da Linha 19-Celeste, que ligará a estação Anhangabaú – região central de São Paulo -, até o Bosque Maia – no município de Guarulhos, será assinado nesta 3ª feira (21/12/2021) pelo Governador em Exercício Rodrigo Garcia e os representantes do  Consórcio MNEPIE, vencedor da Licitação nº 10015085.

É o projeto básico que determina o traçado final da linha, onde cada estação será construída, dá diretrizes para o projeto executivo de engenharia civil e até mesmo, a forma de captação de recursos para a obra.

Formado pelas  empresas Maubertec Tecnologia em Engenharia LTDA, Nova Engevix Engenheria e Projetos S/A, Pólux Engenharia LTDA, Intertechne Consultores S/AEGT Engenharia LTDA – o Consórcio MNEPIE ofereceu o valor de R$ 93.415.818,60 (noventa e três milhões, quatrocentos e quinze mil, oitocentos e dezoito reais e sessenta centavos) para realizar o trabalho.

Linha 19 - Celeste

Linha 19-Celeste e o impacto na Zona Norte

Com investimentos da ordem de R$ 15 bilhões e anunciada em agosto de 2019,  a futura Linha 19-Celeste, terá em sua primeira etapa quinze estações:  Anhangabaú, São Bento, Pari, Silva Teles, Catumbi,  Vila Maria, Curuçá, Jardim Japão, Jardim Brasil, Jardim Julieta, Itapegica, Dutra, Vila Augusta, Guarulhos Bosque Maia. 

O projeto ainda contempla 1 Pátio de estacionamento e manutenção Vila Medeiros, Estacionamentos Bosque Maia, Catumbi e Bixiga, 19 Poços de ventilação e Saída de emergência – VSE e 2 Subestações Primárias.

A segunda etapa terá outras nove estações e avançará até a região do Campo Belo – na Zona Sul de São Paulo. Se a atual diretriz da linha se mantiver, ela terá 26,3 km de extensão e 24 estações e desenvolverá um eixo de transporte sudoeste/nordeste da cidade, passando pelo centro do município de São Paulo.

Ainda de acordo com documentos do Metrô, a Linha 19-Celeste será  construída antes da extensão da Linha 2-Verde  que vai da Vila Prudente até a estação Dutra (também no município de Guarulhos).

Cerca de 621 mil passageiros em dias úteis  serão beneficiados com a primeira fase do novo ramal,  que terá 15,8 km de extensão e deverá realizar conexões com a Linha 3-Vermelha (Estação Anhangabaú), Linha 1- Azul (Estação São Bento) e Linha 2-Verde (Estação Dutra) e com a CPTM na Linha 10- Turquesa e 11-Coral – ambas na Estação Pari.

Linha 19 - Celeste
Projeto artístico da estação Dutra da Linha 2-Verde (Tetra Projetos)
Prazo de funcionamento para 2029. 

A previsão inicial para entrega da obra  do primeiro trecho era 2015, agora, de  acordo com documentos internos da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, a previsão de entrega do trecho Anhangabaú até o Bosque Maia é para 2029.

Linha 19 - Celeste

Em junho de 2021, funcionários do Consórcio ESA realizavam sondagens de solo na Avenida Guilherme Cotching – em frente ao Restaurante Rossio, na Vila Maria – com prazo de conclusão em 03 de setembro de 2021. O trabalho foi realizado em toda a extensão do provável trajeto da Linha 19.

Estudo mercadológico

No último dia 14 de dezembro, o Metrô lançou a Licitação nº 10016765, para a contratação de consultoria especializada para a prestação de serviços técnicos para a elaboração de estudo mercadológico da Linha 19 – Celeste, entre as estações Anhangabaú – Bosque Maia,  as propostas deverão ser entregues na Sessão Pública de Recebimento e Abertura, marcada para o dia 20/01/2022

Com o estudo mercadológico, o Metrô poderá potencializar a exploração comercial e imobiliária das áreas da futura Linha 19-Celeste Anhangabaú-Bosque Maia (Guarulhos), além de subsidiar a elaboração das etapas de desenvolvimento da futura Licitação nº 10016765 36, que tratará de  projetos para Inserção Urbana e Concepção de Arquitetura da referida futura linha, a serem realizados pela área de Projetos da Companhia do Metropolitano de São Paulo.

Localização das estações

No edital da licitação, o Metrô divulgou a localização das futuras estações da primeira fase da Linha 19 – Celeste.

A tendência é que, as novas estações ocupem áreas menores – o que reduz drasticamente o número de imóveis desapropriados.

As estações com potencial para grandes construções em sua superfície, na Zona Norte, são Jardim Julieta com 1.755,20 m², Jardim Brasil com 3.026,40 m²  e Vila Maria com 1.678,34 m². O Pátio Vila Medeiros, também apresenta grande potencial  mercadológico, porém sua metragem ainda não foi determinada. 

Veja as localizações,  na galeria de fotos:

d