da Redação DiárioZonaNorte ===

Gastronomia italiana com influência brasileira, uma vista deslumbrante, um atendimento único e uma carta de vinhos especialíssima. Este é o Lassù Ristorante, o novo empreendimento do casal Márcia e Ricardo Trevisani, donos do badalado Ristorantino nos Jardins e idealizadores da Maremonti.   

A inauguração aconteceu no dia 15 de novembro (feriado-Dia da Proclamação da República) e colocou a Zona Norte  na rota dos grandes restaurantes de São Paulo. Com um investimento de R$ 4 milhões, o  LASSÙ tem como sócios –- além do casal Márcia e Ricardo Trevisani, com 20% de participação e responsáveis pela implantação e operação do empreendimento –, o empresários Reinaldo Kalil – da Lopes Kalil, que além de investidor majoritário com 65% do negócio é o construtor do prédio, a holding Componente Investimentos dos sócios  João Paulo Diniz e Júlio Labate  que entraram com 15%.

O Lassù -– “lá em cima” em italiano–, está localizado no 28º. andar do Edifício K1, na Rua Conselheiro Saraiva n. 207, em frente à remodelada Praça Margarida Gimenez – em Santana. Uma entrada independente, que abriga a Galeria Lassù (espaço de artes que privilegia artistas locais)  e um  exclusivo elevador leva os clientes “lá em cima”, ao topo do edifício, em segundos.

Elegância e aconchego === Ao adentrar o ambiente, o cliente leva um baque.  A decoração criada pelo arquiteto Nando Marmo  apresenta um ambiente elegante. O cliente é recepcionado por um charmoso bar de espera, onde o barman Guilherme Coimbra assina drinks autorais e executa clássicos da coquetaria mundial.

No centro do salão, uma plataforma giratória de 8 toneladas e 9,20 m de diâmetro, permite que os clientes desfrutem ao longo da refeição de um skyline de tirar o fôlego.   Em um ângulo de 270ª graus se avista da esquerda para a direita a Serra da Cantareira, os bairros Jardim São Paulo, Tucuruvi, Parada Inglesa e   Vila Guilherme,  toda a Cruzeiro do Sul e, ao fundo, a região da Avenida Paulista, a pista do Campo de Marte,  o Anhembi e o Pico do Jaraguá. O giro completo se dá após 1 hora e 20 minutos e é imperceptível. Para a construção do equipamento, foram necessários cerca de nove meses e oito mil parafusos.  No centro da plataforma giratória, um charmoso  prato de porcelana com os pontos cardeais, pintado por Márcia Trevisani, mescla-se com as aparentes engrenagens. As laterais fixas também privilegiam a paisagem externa. O Lassù tem capacidade para 90 lugares, além de uma área mais reservada que pode receber eventos exclusivos.

Gastronomia italiana com influência brasileira  === A cozinha do LASSÙ é italiana, valorizando os ingredientes brasileiros, frescos e orgânicos. E para comandar a cozinha, o experiente chef Lucas Figueiredo Campos .

Pratos como o leve e aromático Risolio de Aratu e limão siciliano (R$ 66). Tão cremoso quanto um risoto (usa azeite de oliva no lugar da manteiga), leva em seu preparo carne desfiada de Aratu, um caranguejo vermelho de mangue, originário de uma cooperativa de 22 mulheres em Sergipe.

Já a Fregola Brasileira (R$ 62),  é uma massa tradicional  da região da Sardenha, executada com ingredientes que prestam homenagem a migração nordestina: carne seca, jerimum, manteiga de garrafa e a brasileiríssima castanha de caju.   Ah… você é apaixonado pelos clássicos da cozinha italiana?  Não deixe de provar a icônica Lasagnha Ristorantino Al Tartufo Nero (R$ 89). Preparada com um saboroso ragu de vitela, glace, creme de grana padano e trufas pretas ou o Ravioli de Mozzarela (R$ 59) – de massa artesanal, recheio de mozzarela de búfala, tomates frescos e manjericão.

Um outro destaque é o Filetto Rossini Clássico (R$ 133). O prato é executado a perfeição, como tudo na cozinha do Lassù.  Um corte alto de filet mignon com trufas pretas,  foie gras, Marsala e batatas gratinadas. O Medalhão com Pepe Nero (R$92), o ultra macio Polvo e Fagioli (R$ 57), Camarão Provenzale  (R$ 139) ou ainda o suculento Cordeiro Assado com Polenta (R$ 92) são mais motivos para voltar e voltar e voltar ao Lassù várias vezes.

Vegetarianos também são bem vindos ao Lassù.  No cardápio, o Risoto Primavera brilha (R$ 60) o cremoso risoto de arroz carnaroli, queijo mascarpone e legumes orgânicos, apresentam uma explosão de aromas e sabores. O Formaggio Maçaricado (R$ 46) é um delicado creme brulé que leva em sua receita queijo da Serra da Canastra e cebolas roxas carameladas.

Para o almoço, o Lassù dispõe de duas opções de menu executivo. O primeiro com entrada e prato principal (R$ 69) e o segundo, com entrada, prato principal e sobremesa (R$ 78).

Vinhos == A talentosa  Juliana Carani, destacada sommelière do Ristorantino, é quem assina a carta de vinhos do Lassù. São cerca de 140 rótulos para todos os gostos e bolsos, sendo 70% de rótulos do velho mundo com ênfase para regiões da Itália, demais brasileiros e sul-americanos. A carta de vinhos trará opções de variados valores entre dois a três dígitos.

La Dolce Vita ===  O cardápio de sobremesas tem como proposta o compartilhamento. As sobremesas são enormes e nos levam a seis saborosas dúvidas cruéis…. O que escolher? O Tiramilassù (R$ 66) é a  sobremesa destaque da casa e apresenta uma releitura do clássico Tiramissú e faz uma  alusão ao nome da casa. A Meringata de Frutas Vermelhas  (R$ 39) apresenta um merengue que derrete na boca, com delicadas frutas vermelhas, um saboroso sorvete de limoncello e raspas de limão cravo, com açúcar na medida certa.

Os chocólatras piram com o Coppa SP  (R$ 31), suflê de chocolate belga escoltado por sorvete de baunilha, onde o contraste do quente e do gelado proporcionam uma experiência única. Já o Pudino de Cupuaçú (R$ 22) é um cremoso pudim do brasileiríssimo cupuaçu com texturas de amêndoas. O Babá Alla Cachaça faz uma releitura do clássico Babá ao Rum e homenageia o Brasil.  O doce leva em sua composição caju conflitado com calda de cachaça envelhecida. Para os dias quentes, o Freddo de Abacate (R$ 17), um sorbet de abacate sem açúcar e sem lactose

Arte e cidadania ==   No térreo do imponente Condomínio K1, o cliente é recepcionado com serviço de vallet  e apresentado ao Espaço de Arte LASSÙ. Esta galeria abre espaço para a expressão e valorização de distintas culturas da cosmopolita São Paulo, através das artes plásticas e da fotografia. Em sua estreia, a galeria apresenta a exposição de fotos da Vila Medeiros.

As imagens foram captadas pelo fotógrafo e artista Rubens Kato a convite do chef Rodrigo Oliveira. “Com o olhar certo é possível encontrar beleza nos lugares mais improváveis. O Kato mostra isso nessas imagens, sensíveis, cheias de estética, feitas num dos bairros menos favorecidos de São Paulo”, diz Rodrigo, que mora nesse mesmo bairro onde também está o Mocotó desde 1973, o restaurante fundado por sua família.  As 12 obras estão à venda em prol da Gaia +, uma ONG que ensina meditação, inteligência emocional e comunicação não violenta para criança.


(Re)leia a reportagem anterior do DiárioZonaNorte – clique no título:

Quando o céu não é o limite. Conheça o Lassù Ristorante, que transformará a Zona Norte em um polo gastronômico <13/09/2019>

Serviço:

  • Almoço Executivo de 2ª a 6ª feira, das 12 às 15 hs.
  • Finais de semana almoços das 12 às 17 hs.
  • Jantares de 3ª a 5ª feira, e aos domingos das 19 às 23 hs.
  • Às 6ª feira e sábados, das 19 horas à 1 hora da manhã.
  • Ticket médio almoço R$ 85,
  • Ticket médio jantar R$ 150,
  • Vallet – R$15 (almoço) e R$25 (jantar) — coberto e com seguro
  • Heliponto
  • Aceitos todos os cartões
  • 28º andar, do Edifício K1 da Conselheiro Saraiva, 207, Santana
  • Metrô, a 500 metros
  • Reservas: 11 97627-6148 e 11 2373-7717  ou contato@lassurestaurante.com.br

O DiárioZonaNorte  participou do jantar de inauguração do Lassù Ristorante, a convite de  Márcia e Ricardinho Trevisani através da Anagrama Eventos e Comunicação.


 

IBCC Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora