Início Cultura Cinebiografia de Elvis Presley destaca a influência negra no rock

Cinebiografia de Elvis Presley destaca a influência negra no rock

Tempo de Leitura: 2 minutos

cinebiografia

<< Crítica/Cinema>> === por Aguinaldo Gabarrão (*)

Nestes últimos anos, cinebiografias de estrelas da música pop renderam boas histórias e uma bolada para os grandes estúdios: Bohemian Rhapsody (2018), sobre a vida de Freddie Mercury, e o criativo Rocketman (2019), misturando fantasia e fatos reais da vida de Elton John. Agora é a vez de “Elvis”, o rei do Rock, morto em 1977, aos 42 anos.

Em ritmo alucinante, como foi a própria vida do cantor, a trama tem seu foco na complicada relação entre Elvis (Austin Butler) e seu empresário, o enigmático Coronel Parker (Tom Hanks), que pavimentou a carreira do artista até o topo do sucesso.

A produção de época é exuberante. A montagem criativa utiliza elementos gráficos e sobreposição de planos, para pontuar lugares e momentos importantes na trajetória profissional e pessoal de Elvis. Esse recurso didático facilita o encadeamento dos fatos e a compreensão do público, embora às vezes seja usado em excesso.

Os bastidores do sucesso

Talvez o maior mérito do filme seja revelar as influências que o artista, quando criança, recebeu da música afro-americana e gospel de igrejas pentecostais. Daí a base firme para construir sua espetacular carreira.

Mas se a história, na visão de seus roteiristas, apresenta a relação quase servil e absolutamente tóxica de Elvis com Tom Parker – seu empresário por 20 anos –, infelizmente, deixa em segundo plano seu relacionamento com a esposa Priscilla Presley, com quem ficou casado por 6 anos.

Com um elenco equilibrado e interpretações acima da média – com destaque para o jovem e talentoso Austin Butler e Tom Hanks –, “Elvis” conta um pouco da trajetória genial do cantor que deixou sua marca única no show business. Paradoxalmente, como tantos outros gênios, teve um fim nada glamoroso.

cinebiografia


Serviço:
Elvis
  • Gênero: drama
  • País: EUA
  • Classificação: 14 anos
  • Duração:  2 horas e 39 minutos
  • Ano: 2022
Ficha técnica
  • Elenco: Austin Butler, Tom Hanks, Helen Thomson, Richard Roxburgh, Natasha Bassett, Luke Bracey, Gareth Davies, Olivia Dejonge, Adam Dunn, Leon Ford.
  • Roteiro: Craig Pearce, Baz Luhmann
  • Direção de Fotografia: Mandy Walker
  • Montagem: Jonathan Redmond
  • Produção: Warner Bros Pictures
  • Distribuição: Warner Bros

(*) Aguinaldo Gabarrão – ator e consultor de treinamento corporativo. Um eterno colaborador do Diário Zona Norte.

 

 


cinebiografia cinebiografia cinebiografia cinebiografia

d