Início Estilo de Vida Cerveja e sopa combinam? Sim! Contamos a história do prato e como...

Cerveja e sopa combinam? Sim! Contamos a história do prato e como harmonizar

sopa
Tempo de Leitura: 5 minutos

 

da Redação DiárioZonaNorte

Ahhh a democracia…. Ela nos garante o direito de ser e fazer o que quisermos. Como apreciar uma boa sopa, independente de ser hora do almoço ou do jantar.  A sopa é um alimento milenar, mas foi durante a Idade Média, que ela ganhou notoriedade e saiu das cozinhas das abadias e mosteiros ao  ter suas propriedades terapêuticas reconhecidas pela medicina, sendo o caldo de galinha o mais “receitado” para a cura das mais diversas moléstias. Daí o ditado popular: “Prudência e Caldo de Galinha não fazem mal a ninguém”.

No início do século XVI a sopa conquistou os palácios italianos e franceses. Coube aos cozinheiros italianos a introdução das ervas aromáticas e massas no preparo do prato. Já os franceses criaram os clássicos crèmes, bouillons, veloutés, consommés, cujo os nomes homenageavam a realeza.

Impossível torcer o nariz para  uma “bisque de crevettes” (bisque de camarões) ou uma “soupe gratinée à l’oignon” (a verdadeira sopa de cebolas, como a que encontramos no Les Halles – o mais importante mercado da região central da Cidade Luz).

Cidadã do mundo

Universal, praticamente todas as culturas do planeta tem uma receita de sopa para chamar de sua. Os gregos tem o Avgolemono (um caldo espesso preparado com frango, arroz,  ovos e limão-siciliano), os italianos o Ministrone – onde cada família tem a sua receita, mas a base é um bom caldo de carne e legumes diversos. Os portugueses tem e o seu delicioso caldo verde – não essa mistura “meia boca” engrossada com amido de milho e  servida nos buffets de sopas de algumas padarias brasileiras. O legítimo é preparado com costelinha de porco desalgada, lentamente cozida com batatas, alho e cebolas milimetricamente picadas e muito azeite – finalizadas com finas fatias de couve, como manda a tradição do Minho.

Os chineses também tem em sua culinária duas sopas famosas: de Ninhos de Andorinha e o  Wonton – caldo de frango preparado com bolinhos em formato de “trouxinhas”  recheados de hortaliças e carne de frango, suína ou bovina.  Os vietnamitas também tem a sua versão de  sopa de Wonton:  Sup Hoanh Tahnh.

Sopa de cerveja

Da Alemanha, temos a especialíssima “biersuppe“, que leva cerveja em sua composição. Os primeiros registros da “sopa de cerveja” foram encontrados em livros de receitas do século XVII, sendo inclusive servida no café da manhã para crianças, já que o cozimento faz com que o álcool se evapore,  liberando todo o aroma e sabor da cerveja.

sopa
Biersuppe – Crédito da foto: Rewe Group

O tipo de preparação e de cerveja utilizada difere conforme a região da Alemanha. Na Bavária ela é preparada com cebolas caramelizadas na manteiga, caldo de carne artesanal, cerveja estilo denominado Munich Helles como a Paulaner Münchner Hell, creme de leite, ovos e pequenos pedaços de pão tostados na manteiga e temperados com sal, noz-moscada e pimenta do reino. A finalização é feita com cebolinhas verdes finamente cortadas.

Paulaner Münchner Hell
Sopas e cerveja

Ao contrário do  que alguns pensam, a cerveja harmoniza com sopas. Nossa sugestão é a Paulaner Weissbier Dunkel, que chega ao Brasil pelas mãos da Casa Flora Importadora. 

Paulaner Weissbier Dunkel,

O professor e sommelier de vinhos e cervejas Humberto Lisboa Leite – titular da Osteria da Onça – lembra que a Paulaner Weissbier Dunkel é uma cerveja filtrada que  é elaborada com 60% de malte de trigo e 40% de malte de cevada, além de lúpulo Herkules. Sua coloração castanho escuro é proveniente da torrefação do malte, o que exalta o sabor adocicado e encorpado dessa bebida.

Um caldo de abóbora com carne seca, bem temperadinho e até um pouquinho apimentado vai bem com essa cerveja encorpada. Uma outra sopa, e aí a gente já entra numa área de gastronomia internacional, com uma sopa que é fácil de fazer… que é o ministrone, feito com um caldo de carne de verdade, fica fantástico com uma Dunkel” sugere Humberto.

Temperatura ideal da Cerveja

O professor faz um lembrete sobre a harmonização de uma cerveja com uma sopa: “Qual é a única recomendação? A sopa é muito quente e a cerveja tem que ser servida em uma temperatura mais parecida com uma temperatura de um espumante (por volta de 6º C). Então… a cerveja  não tem que estar estupidamente gelada, mas ela pode estar com a temperatura um pouquinho mais acima, até porque é uma receita para o inverno.”

Selma Francano e Humberto Lisboa Leite
Sopa de granito e boeuf bourguignon

“Uma terceira opção é a sopa de granito,  que provamos (ele e Selma Francano – sua sócia na Osteria da Onça) em Conceição do Ibitipoca, em Minas Gerais – um lugar maravilhoso…  E a brincadeira do nome é o granito, que é a carne do peito do boi. A sopa é feita com a carne em cubos bem grandes…  com legumes.  E eles usam páprica e  também açafrão da terra. Então fica uma sopa extremamente campesina. Parece até um  boeuf bourguignon  caipira…  Os legumes vem cortados, vem a batata e aqueles pedaços grandes do peito, temperados com pimenta do reino,  páprica e açafrão da terra e fica  sensacional com uma cerveja. Dunkel”, continua Humberto.

boeuf bourguignon

“E, falando em boeuf bourguignon, é outra opção de prato de inverno para harmonizar com uma Dunkel. Tudo bem, que o no preparo dele, o músculo ou o coxão duro são marinados no vinho, de preferência um pinot noir.  Fica muito bom”, finaliza Humberto Lisboa.

Serviço:
Osteria da Onça
  • Brunch Secreto da Onça:  Sábados e Domingos (09h às 13h) – com reservas antecipadas. – Custo: R$ 79,90 – serve duas pessoas.
  • Cursos e treinamentos de cerveja, vinho e café:  acompanhe a agenda no Insta da Osteria da Onça
  • Pães Artesanais:  produzidos sob demanda,  atendendo o mercado institucional (bares, restaurantes, empórios) e o consumidor final. Pedidos por meio do WhatsApp
  • Instagram – acesse aqui
  • Whatsapp:  (11)  9-9404.3576 (Reservas para o Brunch e pedidos de pães)
  • Ambiente pet friendly
    Casa Flora Importadora
    Paulaner Münchner Hell e Paulaner Weissbier Dunkel
  • Loja da Casa Flora:  Rua Santa Rosa, 207–Brás, São Paulo/SP
  • Telefone: 11 2842-5199
  • Horários: 2ª à 6ª feira, das 8 às 17 h e aos sábados das 8 às 13 h
  • Whatsapp (11) 3003-2130
  • Visite a loja online em: www.loja.casaflora.com.br
  • Casa Flora Importadora e Distribuidora www.casaflora.com.br
  • E-mail: atendimento@casaflora.com.br
  • Instagram @casafloraimportadora 

d