da Redação DiárioZonaNorte ===

O Governo do Estado de São Paulo anunciou, no início de junho de 2019, que retomará a expansão da Linha 2-Verde do Metrô entre a Vila Prudente e Penha, na Zona Leste da capital, deixando de fora do projeto as estações Paulo Freire no Parque Novo Mundo, Ponte Grande e Dutra em Guarulhos.  De acordo com a gestão João Dória (PSDB),  a meta é iniciar as obras no primeiro trimestre de 2020 e concluí-las até 2025.

O edital para a ampliação da Linha 2-Verde da Vila Prudente até Guarulhos foi anunciada pelo Governador Geraldo Alckmin (PSDB),  em 2012 e previa 12 estações.  A licitação do projeto foi dividida em oito lotes e concluída  em 2014.   Terrenos no entorno começaram a ser desapropriados e em 2016, o Metrô paralisou o projeto por falta de recursos.

A maior estação === Ainda no projeto, a estação Paulo Freire, deveria ser a maior. De acordo com o mapa de desapropriações divulgado pelo Metro na época, seriam  22.979 m² de área construída em um terreno de  40.636 m².  Ela teria uma demanda similar a estações como a Alto Ipiranga – também da Linha 2-Verde e atenderia passageiros das Rodovias Presidente Dutra e Fernão Dias e os moradores do Parque Novo Mundo. Ela ficaria às margens da Marginal do Tietê, teria um um shopping e um estacionamento para receber quem estivesse vindo de fora da cidade e opta-se por se deslocar de metrô.

Com concepção do escritório Fernandes Arquitetos Associados, foram propostos três blocos, onde ficariam  alocadas as Salas Operacionais, Salas Técnicas e Base Operacional. Também foram previstas baia e cobertura para embarque e desembarque de fretados – transporte coletivo privado. O projeto dessa estação subterrânea, com sistema construtivo misto – concreto e metálico – inclui um bicicletário com capacidade para 100 bicicletas no acesso principal.

A iluminação natural foi levada até o nível das plataformas, a mais de 30m de profundidade, bem como entradas de ar naturais que permitem na renovação do ar em conjunto com o sistema de ventilação mecânica.

Desapropriações === De acordo com o anúncio feito pelo Governo do Estado de São Paulo, serão investidos  R$ 5,5 bilhões para a elaboração dos projetos, desapropriações e execução das obras civis do trecho Vila Prudente a Penha. Parte deste valor já foi utilizado na desapropriação de 96,5% dos 226 imóveis necessários para a obra.

Oito novas estações === As estações a serem construídas são: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva e Penha. O  novo trecho deverá transportar cerca de  377 mil pessoas por dia.

Quando concluída a extensão até Penha, a Linha 2-Verde terá 23 km de extensão, com 22 estações desde a Vila Madalena. Passará a ser a linha de metrô mais extensa de São Paulo, conectando-se diretamente com as linhas 1-Azul (Paraíso e Ana Rosa) 3-Vermelha (Penha), 4-Amarela (Paulista), 5-Lilás (Chácara Klabin), 15-Prata (Vila Prudente) e 11-Coral (Penha), transportando mais de 1,1 milhão de pessoas por dia.

Questionado sobre o cancelamento das estações Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra, o  Metrô afirmou em nota: “O Metrô tem o compromisso permanente de melhorar a oferta do serviço para a população ampliando a malha. Nesse momento os esforços são para levar a Linha 2-Verde até a Penha, na Zona Leste”.

LimpaSP – estréia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora