Início Cultura “Marighella”, filme de Wagner Moura, que desperta ódios e amores, jamais...

“Marighella”, filme de Wagner Moura, que desperta ódios e amores, jamais indiferença

Tempo de Leitura: 2 minutos

 

por Aguinaldo Gabarrão (*)

Desde que o ator Wagner Moura (“Deus é Brasileiro” e “Elysium”) optou em contar a história do inimigo público número um da ditadura, a polêmica em torno de sua escolha e o consequente calvário da produção, não o impediram de trazer à telona um filme consistente e bem acabado.

Os últimos anos de Carlos Marighella (1911 – 1969), o maior líder da esquerda brasileira, são pontuados entre relações familiares, principalmente com o filho, e também nos bastidores da ALN – Aliança Libertadora Nacional, grupo armado e clandestino, que não poupou ações ousadas para enfrentar o regime militar, instalado ilegalmente no poder a partir do golpe de 1964.

O roteiro do filme assinado por Wagner Moura e Felipe Braga faz um esforço para resgatar às novas gerações a complexa e contraditória personalidade de Marighella, homem fiel aos seus ideais libertários; amoroso e leal com seus companheiros de luta e absolutamente impiedoso com todos que representassem ou dessem apoio ao regime vigente à época.

O cantor e ator Seu Jorge interpreta o papel central. Ele conduz sua personagem se equilibrando habilmente numa difícil corda bamba de sentimentos: carisma, doçura e uma frieza desconcertante. O delegado interpretado por Bruno Gagliasso é sem dúvida inspirado no delegado Fleury (1933-1979), mas esta publicidade o roteiro não dá ao policial que ficou conhecido por perseguir Marighella. O roteiro opta por batizá-lo com o nome de Lucio e sintetizar em sua figura rígida, o peso do aparato repressor civil que deu apoio decisivo aos militares.

Interpretações intensas, narrativa ágil e uma câmera que lança o público nervosamente para dentro dos eventos em que as personagens estão mergulhadas, fazem de Marighella um filme atordoante e provocador.


 

Assista ao trailer – clique na imagem:

 


Serviço:

MARIGHELLA

Classificação: 16 anos

Elenco: Seu Jorge, Adriane Esteves, Bruno Gagliasso, Herson Capri, Luiz Carlos Vasconcelos, Ana Paula Bouzas, Humberto Carrão, Bella Camero, Jorge Paz e Adolfo Moura.

Direção: Wagner Moura / Roteiro: Felipe Braga e Wagner Moura / Produção: Bel Berlinck, Andrea Barata Ribeiro, Wagner Moura, Fernando Meirelles / Produtor Associado: Fernando Meirelles / Produtora Executiva: Cristina Abi / Direção de Fotografia: Adrian Teijido, ABC / Direção de Arte: Frederico Pinto, ABC / Produtor de Elenco: Hugo Aldado / Preparadora de Elenco: Fátima Toledo / Trilha: Antonio Pinto / Figurino: Verônica Julian / Maquiagem: Martin Macías Trujillo / Produtora: O2 Filmes / Coprodutoras: Globo Filmes e Maria da Fé / Distribuidoras: Paris Filmes / Downtown Filmes / Assessorias de Imprensa: Factoria Comunicação e Sinny Assessoria


(*)  Aguinaldo Gabarrão – ator e consultor de treinamento corporativo. Um eterno colaborador do DiárioZonaNorte.

d