Início Destaque Colapsou: Cemitério Vila Nova Cachoeirinha suspende enterros por falta de vagas

Colapsou: Cemitério Vila Nova Cachoeirinha suspende enterros por falta de vagas

da Redação DiárioZonaNorte

A Prefeitura de São Paulo suspendeu temporariamente os sepultamentos no  Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, localizado na  Zona Norte de São Paulo, por falta de sepulturas.

De acordo com o  memorando interno nº 14/FM-21/2021 do Departamento Técnico de Administração e Finanças – da Divisão de Atendimento de Convênios e Funerais  do Serviço Funerário da Cidade de São Paulo, a medida entrou em vigor nesta 3a. feira (30/03/2021) e no local serão sepultados apenas pessoas cuja as famílias tenham concessão de jazigos no local.O Cemitério, que ocupa uma área total de 350.000m² – com 6.764 concessões e 21.132 sepulturas (terra e gavetas), terá nos próximos dias apenas exumações para liberar o maior número possível de sepulturas e, desta forma, realizar novos sepultamentos.

Procurada, até o fechamento desta matéria a Prefeitura de São Paulo não se manifestou sobre o assunto.

Chora Menino e Perus

A demanda do Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, o segundo maior cemitério da cidade,  será absorvida pelos Cemitérios  Chora Menino (Zona Norte) e  Perus  (Zona Noroeste).  

Os cemitérios de São Paulo tiveram um aumento de quase 30% nos enterros, pulando de 7.500 para 8.829 sepultamentos ao mês.  Para dar conta do volume de enterros, decorrentes da Pandemia do Covid-19, a Prefeitura de São Paulo estendeu os sepultamentos até as 22h nos Cemitérios Vila Formosa, São Pedro (Vila Alpina), Cachoeirinha e São Luiz.

Segundo relatos, o local fará apenas exumações para conseguir liberar novas sepulturas e, assim, voltar a realizar enterros.

O que diz o Sindicato

O Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo (Sindsep) confirmou, por meio de um post em sua Fanpage no Facebook,  a situação do equipamento municipal:

Um dos maiores cemitérios da cidade de São Paulo, o Cemitério Nova Cachoeirinha (Av. João Marcelino Branco, s/n – Vila Nova Cachoeirinha) suspendeu hoje todas as atividades de sepultamento. O motivo é a falta de espaço para abertura de novas sepulturas. Será necessário realizar a exumação corpos de antigos sepultamentos com mais de 3 anos para a viabilização de novas sepulturas.

A situação ocorre após o Cemitério da Nova Cachoeirinha ter sido incluído no contrato de aluguel de equipamentos para sepultamentos noturnos na cidade.
O Sindsep há décadas alerta para a falta de investimento no Serviço Funerário Municipal de São Paulo e para o seu sucateamento. No grave momento de recordes de sepultamentos na cidade de São Paulo a situação fica evidente com o processo desenfreado de terceirizações.
O Sindsep alerta para a urgente recomposição dos quadros de trabalhadores do serviço público a começar pelos profissionais aprovados no concursos públicos e que ainda aguardam convocação. E a necessidade de investimento com a ampliação de novos cemitérios públicos na cidade“.
Crédito da foto: José Renato Vaz

d