Início Negócios Sicredi realiza rodada de prestação de contas em São Paulo e no...

Sicredi realiza rodada de prestação de contas em São Paulo e no ABCD

Tempo de Leitura: 7 minutos

 

da Redação DiárioZonaNorte

Você tem ouvido falar muito ultimamente em cooperação e cooperativismo.  O dicionário define a palavra  cooperação como “ato de prestar ajuda,   colaboração, apoio, assistência, auxílio, coadjuvação, concurso, contribuição, contributo, participação, solidariedade”.

E na sua sequência e associação define cooperativismo como  “doutrina que preconiza a colaboração e a associação de pessoas ou grupos com os mesmos interesses, a fim de obter vantagens comuns”.

Na definição da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB),   o cooperativismo mais que um modelo de negócios é uma filosofia de vida que busca transformar o mundo em um lugar mais justo, feliz, equilibrado e com melhores oportunidades para todos.

Cooperativismo  tem mais de 200 anos e  em números globais, existem 2,6 milhões de cooperativas em atividade presentes  em  100 países, com 1 bilhão de associados e gerando 250 milhões de empregos, movimentando  em 2018, mais de US$ 2,2 trilhões.

Dentro deste cenário,  a cooperativa Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP segue firme em seu compromisso com o cooperativismo e o desenvolvimento econômico do Brasil.  Fundada há trinta anos, iniciou suas atividades em Palotina, no oeste do Paraná, em um espaço cedido pela C.Vale embaixo de uma escada.  Expandiu suas atividades no Paraná e chegou a São Paulo e ao ABCD,  com  espaços de atendimento nos principais polos financeiros da cidade.

Núcleos

No  mês de julho, a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP iniciou  o  giro de reuniões de prestação de contas aos seus associados. Serão 35 reuniões realizadas ao todo, nas áreas de atuação no Paraná, ABCD e São Paulo e o calendário deve seguir até o início do mês de setembro.

Na cidade de São Paulo, elas aconteceram nos dias 16, 17, 18 e 19 de julho e foram divididas em quatro núcleos de atuação. O DiárioZonaNorte cobriu três encontros na Zona Norte — dos quatro programados, sendo um deles na Zona Sul — referentes à regiões do Núcleo da Av. Luiz Carlos Berrini. 

As reuniões são conduzidas pelo presidente Jaime Basso e tem como anfitriões os gerentes das agências e na fase complementar, uma espetacular palestra com o tema “O Brasil que coopera, supera”, com o jornalista, escritor e palestrante José Luiz Tejon Megido (*). 

Acompanharam as reuniões o vice-presidente Amauri Weber,  Moacir Niehues (Diretor Executivo), João Augusto da Rocha (Diretor de Negócios), Alisson Schach (Diretor de Operações), Diego Schanoski (Gerente Regional de Desenvolvimento de Negócios), Claúdia Bonatti (Gerente de Desenvolvimento de Cooperativismo) e conselheiros da Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP.

A agenda

A reunião realizada no dia 17 de julho aconteceu no Teatro Gazeta, foi dirigida aos associados das agências Paulista, Rebouças, Faria Lima e Lapa e contou  com as participações dos gerentes  Jefferson Vila (Paulista), Marcos Gomes (Rebouças), Hélio Delmondes (Faria Lima) e Diogo Parolin (Lapa).

A reunião do dia 18 de julho aconteceu no auditório do Federação das Empresas de Cargas do Estado de São Paulo – Fetcesp, recebeu os associados  das agencias da Vila Maria, Fetcoop e Tatuapé – com os gerentes Baltazar Suriani Neto (Vila Maria) Waléria Iangas (Fetcoop) e Jefferson Natal Vieira dos Santos (Tatuapé).

Já na reunião realizada em 19 de julho no Novotel Center Norte foi direcionada aos associados das agências Santana e Mooca, tendo como anfitriões os gerentes André Braga (Santana) e Thiago Mello (Mooca).

Evolução em números

Em sua exposição, o presidente Jaime Basso, informou aos associados os resultados alcançados.   O sistema Sicredi  acumulou  até maio de 201,  R$ 102,2 bilhões em ativos, montante 17,7% superior a dezembro de 2018, e R$ 60,3 bilhões em crédito, 31,5% a mais que o fechamento do ano passado.  Outro ponto abordado foi o desempenho da  linha  de crédito para o financiamento de 900 aviários no Paraná,

O patrimônio líquido da cooperativa também subiu de R$ 13,4 bilhões em dezembro de 2018 para R$ 15,7 bilhões em maio deste ano. Nos 22 estados onde o Sicredi está presente, são mais de 1700 pontos de atendimento aos associados.   Em 200 cidades é a única Instituição Financeira presente.

No primeiro semestre de 2019 foram inaugurados quatro espaços de atendimento no Paraná e em São Paulo, além do escritório Regional, foram inaugurados um segundo espaço em São Bernardo do campo e cinco de quinze Espaços de Atendimento Sicredi dentro de Distritais da Associação Comercial de São Paulo.  A cooperativa conta atualmente com 74 espaços de atendimento e deve encerrar o ano de 2019, com 91 pontos de atendimento.

Agenda BC#

Basso comentou o lançamento em maio da Agenda BC# do Banco Central do Brasil (Bacen), baseada em quatro pilares (inclusão, competitividade, transparência e educação), onde Roberto Campos Neto (presidente do Bacen) destacou a atuação das cooperativas de crédito.

Bacen vê com preocupação a concentração de todo o sistema financeiro nas “mãos” de cinco grandes bancos e dentro do  programa “Desafios 2022” (também lançado em maio), o  Bacen pretende  elevar de 8% para 20% a participação das cooperativas no crédito concedido no Sistema Financeiro Nacional (SFN). O projeto também prevê elevar de 24% para 40% o crédito tomado pelos cooperados no próprio Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SCNN).

Durante o evento do Banco Central, Roberto Campos Neto afirmou que o o cooperativismo de crédito é o modelo ideal de inclusão de mais brasileiros no Sistema Financeiro Nacional (SFN). Números do IBGE indicam  existem  cerca de 60 milhões de pessoas  consideradas “sem-banco”, algo como  ¼ da população brasileira.

Educação Financeira

No mesmo evento, o presidente do Bacen afirmou que além da economia de no mínimo 30%  chegando até 50%  em alguns casos, em tarifas produtos e serviços  quando comparados aos bancos tradicionais, são  as cooperativas que estão capacitadas e cumprem o papel de fornecer educação financeira à população.

E sobre educação financeira, Jaime Basso apresentou três novos desenhos da Turma da Mônica, frutos de um acordo entre a Mauricio de Sousa Produções e o Sicredi.  Os filmes trazem como tema central questões do dia a dia da família: de onde vem o dinheiro; orçamento familiar; e a recompensa de quem sabe administrar os gastos.

Poupança Premiada Sicredi

Para incentivar o hábito da poupança entre os associados, acontece desde abril a ação “Vem Poupar e Ganhar” .  A cada R$ 100 poupados, um número da sorte é gerado e o associado concorre a   sorteios semanais de 10 prêmios de R$ 2 mil, um sorteio mensal de R$ 50 mil e o prêmio final de R$ 500 mil, entregue em dezembro de 2019. Nos nove meses de campanha, a soma de prêmios distribuídos chega a R$ 1,5 milhão.

Admirável Mundo Novo

Jaime Basso apresentou ainda aos  convidados  alguns panoramas de transformação que devem ocorrer muito em breve,  entre elas a troca da posse de veículos pelo uso de aplicativos,  uso de tecnologia de impressão 3D  com metais para a confecção de peças de reposição por demanda, reduzindo custos e estoques, o crescente uso de Inteligência Artificial (AI) e a ampliação do trabalho de  robôs em nosso dia a dia.

Os caminhos da cooperação e do cooperativismo

Após a apresentação de Jaime Basso, foi a vez da participação do jornalista, escritor e palestrante José Luiz Tejon Megido,  que abordou o tema “O Brasil que coopera, supera”. Durante a palestra —  com um ciclo de dez encontros em São Paulo e no ABCD –, Tejon mostrou que mesmo com seu problema físico (teve o rosto deformado por um acidente com uma lata de cera com gasolina), soube superar os obstáculos de sua vida. Demonstrou que a superação deu-se em grande parte por causa da cooperação da vida e de pessoas, mas sem desistir de seus objetivos.

Do começo ao fim de sua palestra, Tejon fez uma união da cooperação buscando os acertos na vida de cada ser humano. E batendo nesta tecla da cooperação, ele deu vários exemplos, fazendo comparativos com o cooperativismo no mundo, que alcança um 1 bilhão de pessoas, ou seja, 16 por cento da população.

“Lugar rico tem cooperativismo; pobre não tem”, lembrou ele, quando listou alguns países ricos e citou a África sem o cooperativismo. Segundo observou, as cooperativas de crédito serão “o braço forte do novo Brasil”. E mostrou os números: de 2014 a 2018 houve um aumento de 42 por cento de cooperados, ou seja, 9,8 milhões de brasileiros. O cooperativismo está presente em 594 municípios, onde outros bancos não estão.

O palestrante lembrou os sete fundamentos essenciais do cooperativismo: 1. Adesão voluntária e livre; 2. Gestão democrática; 3. Participação econômica; 4. Autonomia e independência; 5. Educação, formação e informação; 6. Intercooperação; e 7. Interesse pela comunidade.  Depois contou outras passagens de sua vida e da importância da cooperação entre indivíduos, que “uma voz é mais importante junto com outras, na união de objetivos”. No final, sorteou alguns exemplares de seu livro “ Guerreiros não nascem prontos”, com as plateias aplaudindo em pé.

Sobre a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP

A Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP, uma das 110 cooperativas do Sicredi, conta com 31 anos de história e mais de 155 mil associados. A área de atuação da cooperativa abrange 43 cidades no estado do Paraná e 8 cidades no estado de São Paulo, incluindo a capital paulista e cidades vizinhas do grande ABCD. São 88 espaços de atendimento, sendo 52 no Paraná e 36 em São Paulo (sicredi.com.br/vale-piquiri/).

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,6 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados e no Distrito Federal, com mais de 1900 agências e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (sicredi.com.br).

d