Na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) foi protocolada uma indicação ao governo do Estado para que, através da Secretaria Estadual da Fazenda, isente do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) o medicamento
Zolgensma, considerado o mais caro do mundo. O autor da proposta é o o deputado estadual Carlos Cezar (PSB).

O remédio para tratamento da Atrofia Muscular Espinhal (AME) é fabricado nos Estados Unidos e custa 2,125 milhões de dólares (aproximadamente R$ 11 milhões na cotação atual).

São centenas os casos de famílias que estão arrecadando dinheiro por meio de mobilização
social, rifas e vaquinhas virtuais para importar a medicação, de dose única, para seus filhos. Mas o altíssimo custo do Zolgensma fica ainda maior ao chegar no Brasil. O Governo Federal zerou o Imposto de Importação, mas agora, é preciso que o Governo
do Estado de São Paulo desonere o medicamento, pois o imposto representa 18% do valor do Zolgensma (mais de R$ 2 milhões), o que dificulta ainda mais o acesso ao remédio.

A AME é uma doença genética rara e a maior causa genética de mortalidade infantil. É causada por um defeito no gene SMN1 (survival motor neuron). A falta desse gene principal leva à perda de neurônios motores, que controlam as atividades musculares
essenciais como andar, falar, engolir e até respirar. <<Com apoio de informações/apoio:
Ass.Imprensa deputado Carlos Cezar-Alesp>>

O MEDICAMENTO NO BRASIL === Segundo o Instituto Nacional de Atrofia Muscular Espihal  – INAME (*), no Brasil, a Farmacêutica Novartis submeteu o pedido de aprovação com o dossiê para registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária -ANVISA. O orgão federal recebeu a documentação no dia 13/01/2020 e está analisando os estudos desde o início, visto que os ensaios não clínicos e clínicos foram realizados fora do Brasil.

O processo segue em análise com colaboração de especialistas da Câmara Técnica de Terapias Avançadas da Anvisa e está sendo avaliado com prioridade, devido à raridade da doença envolvida.

O Zolgesma já possui o registro da FDA desde maio de 2019 e nos EUA foi aprovado como terapia gênica para tratamento da AME em pacientes menores de 2 anos de idade.

A Comunidade AME aguarda ansiosa a aprovação de mais uma opção terapêutica para tratar os pacientes com AME, com um futuro cada vez melhor e com mais opções terapêuticas.

Já a Comissão Europeia aprovou condicionalmente o Zolgensma para pacientes com  a AME 5q com mutação bi-alélica no gene SMN1 e um diagnóstico clínico de AME Tipo 1, a forma mais grave da doença, ou pacientes com AME 5q com mutação bi-alélica no gene SMN1 que possuem até três cópias do gene SMN2.

A aprovação da União Europeia abrange bebês e crianças pequenas com AME de até 21 kg, de acordo com a dose aprovada em bula. O medicamento também já tem aprovação no Japão. <<Com apoio de informações/fonte: INAME >>


OS 10 MEDICAMENTOS MAIS CAROS DO MUNDO

Medicamento Custo anual estimado por paciente Para o que serve
Lomitapida (Juxtapid) R$ 1,4 milhão Hipercolesterolemia familiar homozigótica (colesterol grave)
Atalureno (Translarna) R$ 1,3 milhão Distrofia muscular de Duchenne
Idursulfase (Elaprase) R$ 1,18 milhão Mucopolissacaridose tipo 2
Eculizumab (Soliris) R$ 1,16 milhão Síndrome hemolítico – urêmica (SHU)
Galsulfase (Naglazyme) R$ 1,15 milhão Mucopolissacaridose tipo 6
Inibidor de C1 Esterase (Cinryse) R$ 1,1 milhão Angioedema hereditário
Elosulfase (Vimizim) R$ 1 milhão Mucopolissacaridose tipo 4
Alfaglicosidase (Myozyme) R$ 940 mil Doença de Pompe
Metreleptina (Myalept) R$ 560 mil Diabetes e vários tipos de dislipidemias
Alfagalsidase (Replagal) R$ 240 mil Doença de Fabry

 


(*) O Instituto Nacional da Atrofia Muscular Espinhal – INAME é uma associação de familiares e pacientes com Atrofia Muscular Espinhal (AME), sem fins lucrativos, baseada em trabalho voluntário, que atua na busca de tratamento e cuidados adequados para todos os portadores da doença no Brasil, bem como no suporte incondicional às necessidades das famílias, desde o diagnóstico até a rotina diária de atuação multidisciplinar. Site: www.iname.org.br – e-mail: contato@iname.org.br – telefone/celular (WhatsApp) – (11)9-4488.8046


(*) Novartis é um grupo farmacêutico suíço criado em 1996 pela incorporação de Ciba-Geigy e Sandoz com sede em Basileia, na Suíça. A Novartis está dividida em três grandes divisões: Pharma, Consumer Health e Sandoz. Esta última, voltada a comercializar medicamentos genéricos, oftalmologia e farmacêutica.


 

ObraFácil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora