da Redação DiárioZonaNorte ==

Dia 06 de janeiro é  Dia de Reis.  Dia de desmontar a árvore e presépio. Para os cristãos ortodoxos, a data é mais importante que o Natal e comemora a visita de “reis magos” a Jesus, oferecendo-lhe presentes (nos países de cultura hispânica hoje é dia de troca de presentes). Dos presentes dos Reis Magos é que surge a tradição de troca de presentes no Natal.

Os textos bíblicos não fazem referência a “reis” mas a magos e também não diz quem eram, mas o tempo encarregou-se de afiançar que eram Belchior, Gaspar e Baltazar, que algumas culturas têm a mesma representatividade do que o “Papai Noel”, que ao invés de renas usavam camelos.

Diz a lenda, que o africano Baltazar, o asiático Gaspar e o europeu Belchior, foram os primeiros a visitar o menino Jesus. Os reis magos representavam os reis dos três continentes conhecidos na época (Africa, Ásia e Europa) e seus nomes representavam a importância do nascimento de Jesus: Gaspar significa “aquele que vai inspecionar”, Belchior, “meu rei é luz”, e Baltazar, “Deus manifesta o rei”.

Jesus recebeu dos três reis magos presentes: ouro, incenso e mirra. O ouro simbolizava as riquezas e poder material; o incenso representava fé, espiritualidade e religião; e a mirra a purificação do espírito.

Simpatias  ==  Dia de Reis também é dia de fazer simpatias, para atrair dinheiro, saúde e paz. No Dia de Reis e escreva com lápis, no batente superior da porta da entrada de casa, os nomes dos Reis Magos (Baltazar, Gaspar e Belchior), um ao lado do outro e ore pedindo proteção: “Assim como trouxeram luz para Jesus, que tragam boas energias para a minha casa, protegendo os meus familiares. Amém”.

Bolo de Reis  ===  No Brasil, a tradição de preparar o Bolo de Reis vem desde o período colonial e é uma herança dos portugueses. O costume é preparar a iguaria no 06 de janeiro, em homenagem aos Reis Magos.  Em forma de rosca, a receita remete a uma coroa enfeitada com frutas secas e cristalizadas, que lembram pedras preciosas.

A massa leva, além das frutas, uvas passa, nozes, amêndoas picadas e dois mimos: uma fava e um brinde. Diz a tradição que quem recebe a fava na sua fatia de bolo terá sorte naquele ano e deverá preparar o Bolo de Reis para o dono da casa no próximo 6 de janeiro.

Quanto ao brinde, antigamente se colocava um rei ou uma rainha de louça, como um símbolo de riqueza para quem o encontrasse. Caso fosse uma aliança, era sinal de que a pessoa se casaria em breve.

Nossa receita é de autoria do Centro de Culinária da Nestlé, e é muito fácil de fazer:

Ingredientes:

Massa:
200 g de manteiga
1 xícara (chá) de açúcar mascavo
4 gemas
1 Leite MOÇA® (lata ou caixinha)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara (chá) de frutas cristalizadas
1/2 xícara de nozes e amêndoas picadas
1 xícara (chá) de uvas-passas pretas sem caroços
4 claras
Glacê:
2 e meia xícaras (chá) de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de NINHO Forti+ UHT Integral
2 colheres (chá) de suco de limão

Modo de Preparo:

Massa:
1- Em uma batedeira, bata a manteiga até obter um creme esbranquiçado.
2 – Adicione o açúcar mascavo e junte as gemas uma a uma, batendo sempre até que fiquem bem incorporadas à massa. Acrescente o Leite MOÇA em fio, sem parar de bater.
3 – Desligue a batedeira e misture a farinha de trigo peneirada junto com o fermento, as frutas cristalizadas e as uvas-passas.
4 – Bata as claras em neve e incorpore delicadamente à massa.
5 – Despeje em uma forma grande com furo central (25 cm de diâmetro), e leve ao forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 1 hora.
6 – Desenforme o bolo ainda quente.
Glacê:
7 – Em um recipiente, misture todos os ingredientes e despeje sobre o bolo. Decore com cerejas e frutas cristalizadas.

 

LimpaSP – estréia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora