Estão abertas até o dia 3 de outubro as inscrições para o programa Bike Negócio, plataforma do Banco Itaú voltada para a promoção de iniciativas empreendedoras a partir do uso da bicicleta como ponto central do negócio. Ele é gratuito, inédito e direcionado para pessoas em situação de alta vulnerabilidade social na Zona Norte da Capital.

Serão selecionados 25 participantes e as aulas acontecem de 16 a 20 de outubro na Fábrica de Cultura da Brasilândia. Elas serão ministradas por profissionais da Besouro Agência de Fomento Social com o apoio do Instituto Aromeiazero. Como forma de motivar os alunos do curso a tirar o negócio do papel, o Itaú irá conceder uma linha de microcrédito especial para os cinco planos mais viáveis desenvolvidos ao longo do programa. Outras informações e acesso às inscrições estão disponíveis em www.bikenegocio.com.br.

Metodologia ==  O programa conta com a metodologia By Necessity, criada pela Besouro, agência de fomento social do Rio Grande do Sul, com sede também em São Paulo. Ela compreende dez etapas para formulação de um plano de negócios com linguagem e ferramentas que oferecem aos alunos e alunas conteúdos teóricos e atividades práticas, mediante curso presencial e acompanhamento presencial pós-curso de uma semana e online de 90 dias, a fim de possibilitar o desenvolvimento e execução do negócio, além de suporte para possíveis obstáculos a serem enfrentados.

 

Para incluir a bicicleta na metodologia, o programa conta com o apoio do Instituto Aromeiazero, ONG de São Paulo que, entre outras atividades, mantém o curso Viver de Bike, voltado para quem tem interesse em aprender as possibilidades do uso da bicicleta como ferramenta de transformação social. O Viver de Bike possui 60 horas de aulas práticas e teóricas e já formou mais de 80 pessoas que aprenderam sobre as várias formas de gerar renda com essa atividade, além de aprenderem conceitos básicos de mecânica.

Para ingressar no curso, o interessado ou interessada deve apresentar uma ideia ou projeto que tenham como objetivo principal:

  • 1 – A melhoria da mobilidade urbana pelo uso da bicicleta;
  • 2 – Possuir viabilidade de desenvolvimento por ser um empreendimento que se enquadre no contexto socioeconômico brasileiro
  • 3 – Gerar renda no curto ou, no máximo, no médio prazo para sustento próprio e familiar.

BANCO ITAÚ E MOBILIDADE URBANA ==  O Itaú Unibanco, o maior banco privado do Brasil e um dos maiores do mundo, está comprometido com o desenvolvimento das comunidades em que atua para gerar valor compartilhado. Por isso, atua em parceria com a sociedade e o poder público para promover mudanças que contribuam efetivamente para a qualidade de vida das pessoas. Por ser um banco essencialmente urbano, se preocupa com os temas que afligem as cidades e entende que a estratégia de sustentabilidade deveria contemplar também o tema cidades sustentáveis. O incentivo à mobilidade urbana é uma das causas do Itaú, ao lado de Educação, Cultura e Esporte.

SOBRE AGÊNCIA DE FOMENTO SOCIAL BESOURO == A Besouro é uma agência de fomento social, cujo capital entregue é o intelectual. É uma organização privada de interesse público, pautada pelos valores de inclusão e bem-estar, que vê nas parcerias público-privadas um caminho para o atendimento das exigências sociais. O objeto social da Besouro é o desenvolvimento de programas e capacitações em ambientes de vulnerabilidade, comunidades periféricas e favelas no Brasil e outros países. Proporciona cursos com o exclusivo método By Necessity gerando um negócio por aluno, em sete dias com geração de renda, por meio de aprendizado, plano de negócios, aplicação e incubação. No vácuo, entre as ações e investimentos sociais que as empresas de terceiro setor promovem e os projetos de responsabilidade social que as de segundo desenvolvem, é que surge a Besouro. Busca direitos sociais básicos, como a educação, saúde, o desenvolvimento protagonista pessoal e do seu entorno, o interesse e empoderamento cidadão, bem como a formação cidadã capaz de gerar oportunidades.

SOBRE O INSTITUTO AROMEIAZERO == Organização sem fins lucrativos que promove a bicicleta como instrumento de transformação social, cultural e pessoal, estimulando a diversidade e a colaboração. A missão é promover uma visão integral da bicicleta, não só como transporte, mas também como expressão artística, oportunidade de renda, lazer, esporte e também como ferramenta de mudança no modo de vida e humanizando as relações nos centros urbanos. A busca por recursos para suas ações é feita em diversas fontes, desde o patrocínio institucional do Itaú a partir de 2015, passando por outras empresas e fundações que investem em projetos, editais, leis de incentivo e pessoas que apoiam com dinheiro, bicicletas e equipamentos para o Aromeiazero.

 

IBCC Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora