Um levantamento inédito feito pela Ituran Brasil, líder global em rastreamento veicular, constatou que a zona leste, região metropolitana e zona norte lideram ranking de furtos e roubos de veículos. Os dias da semana que mais registraram eventos são terças e quartas-feiras, sendo que a maior indecência ocorre entre 7h e 11h da manhã e 16h e 19h. O estudo foi feito entre julho e dezembro de 2019.

De acordo com Rodrigo Boutti, gerente de operações da Ituran Brasil, o foco na Capital são os furtos – que registraram aproximadamente 65% dos eventos na base da Ituran. “Os modelos mais roubados ou furtados são: Palio, Uno, Gol, Fox, Fiesta, HB20, Voyage, Onix, Siena e KA”, constata o executivo, que fez o estudo em uma base de aproximadamente 4 mil registros.

Boutti aponta que São Mateus, Itaquera e Tatuapé – todos na zona leste – são os bairros que concentram maior incidência de roubo e furto na Capital. “Os bandidos procuraram sempre o menor risco e essas zonas oferecem facilidades, por exemplo, dispõem de estações de metrô com maior concentração de pessoas que deixam seus veículos estacionados. Além disso, essas regiões também concentram grande número de desmanches clandestinos e acessos às rodovias movimentadas”, explica.

O modelo mais roubado na capital é HB20 e, quando o assunto é furto, quem lidera é o Palio. Abaixo ranking dos veículos mais roubados e furtados.

Sobre a Ituran Brasil  === A Ituran é uma multinacional israelense que atua no Brasil e em outros países, como Israel, Estados Unidos, Argentina, Colômbia, México e Equador, oferecendo produtos para a proteção contra roubo e furto de veículos, cargas e frotas, entre outros.  São mais de 2.000 funcionários e mais de 2 milhões de clientes pelo mundo. A empresa já está no Brasil há mais de 20 anos e apresenta resultados significativos, baseados em índices imbatíveis de eficiência. Desde então, cresce continuamente, com mais de 700 mil clientes apenas no Brasil tendo já recuperado mais de 90 mil veículos, o equivalente a um patrimônio aproximado de R$ 3,5 bilhões.

<Com apoio de informações/fonte: Imprensa Ituran Brasil>

IBCC Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora