Feriado prolongado é sinônimo de praia, piscina e muito sol… A  exposição excessiva ao sol acaba sendo uma consequência.   Mesmo não sendo novidade para ninguém, não custa reforçar os perigos que os dias quentes podem trazer para a pele.

A dermatologista Dra Heloisa Soares Gersgorin (medica graduada pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro  (UFTM), especialista em Clínica Medica/Nutrologia pela AMB (Associação Médica Brasileira) e ABRAN, com pôs graduação em Dermatologia pelo CBB (Colégio Brasileiro de Dermatologia) explica deixa 3 importantes orientações para optar pela sombra nos dias quentes.

Antes  ==  Proteção solar é item essencial no verão. Os fatores de proteção não devem ser menores do que 50 e precisam ser aplicados cerca de 20 minutos antes da exposição solar – que também deve ser evitada entre 10 e 16h.  Além de evitar doenças de pele, são os protetores solares os grandes aliados no combate ao envelhecimento precoce das células.

Para proteger a pele dos danos, é importante evitar qualquer produto que possa estimular a desidratação pós sol, como os sabonetes em barra. As versões neutras ou para peles sensíveis, possuem um PH mais próximo ao natural da nossa epiderme.

Durante == Hidratantes são diferentes de desodorantes corporais e cada tipo de pele exige um cuidado especial antes de escolher a versão a ser utilizada. Também são fundamentais no período pós sol.

Depois == Além de estimular o processo de envelhecimento dos tecidos a pele, um dia depois de sol resulta em tons mais avermelhados e descamação. Ficar longe de espoliantes ajuda evitar que a pele descame.

Hidratar, hidratar e hidratar ===  Hidratação da pele, tanto pela ingestão de água como aplicação de dermocosméticos, garante maior quantidade de líquido entre as células, o que faz com que toda a estrutura esteja bem sustentada. Isso diminui a quantidade das marcas de expressão que se formam com a idade e aparecem em forma de rugas

Acne e verão === Os  dias quentes aumentam o suor e a oleosidade da pele, principalmente em um verão úmido como o do Brasil. Se somam-se a isso fatores como excesso de maquiagem, cremes hidratantes muito oleosos e sol em abundância e as espinhas, as chances são ainda maiores. Em geral, os tratamentos incluem produtos para o controle da oleosidade, medicamentos e procedimentos como limpeza de pele recomendados após avaliação individual do paciente

Você pode seguir a Dra Heloisa  no Insta, onde ela postas dicas preciosas sobre dermatologia.

<< com apoio de informações/Fonte: Mayra Barreto Cinel – Comunicação >>

45 anos Andorinha

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora