Ao lado e bem próximo da Zona Norte, será marcado oficialmente o início da montagem da estrutura do Centro Popular de Compras, nesta 6ª feira (19/07/2019), com um megashopping de 182 mil m² que está sendo construído no local onde funcionou a Feira da Madrugada no bairro do Brás, em São Paulo.

O empreendimento é do Consórcio Circuito das Compras São Paulo S.A., vencedor da concorrência pública lançada pela Prefeitura da cidade com o objetivo de promover a requalificação urbana daquela região de comércio popular e garantir condições dignas de trabalho aos pequenos comerciantes. A concessão pública é de 35 anos. Desta forma, a gestão municipal quer incentivar o microempreendedorismo e incrementar a atividade econômica na região com a expectativa de geração de 20 mil empregos diretos.

Um grande projeto === O novo shopping, que será o maior centro de compras das Américas,  terá três pavimentos com capacidade para mais de 4 mil boxes e cerca de mil lojas que funcionarão diariamente das 2 horas da manhã às 22 horas, além de praça de alimentação com 1.200 lugares e banheiros em todos os pisos. A magnitude do projeto também se revela nos pavimentos de estacionamento, com vagas para 315 ônibus e mais de 2.400 veículos.

Os investimentos previstos também são mega atingindo mais de R$500 milhões exclusivos da iniciativa privada apenas para a primeira etapa, que inclui o Centro Popular de Compras e um sistema circular de ônibus que fará integração entre diversas áreas comerciais da capital, como a 25 de Março, o Bom Retiro e a região da Santa Efigênia, que atraem cerca de 500 mil pessoas por dia, com centros de apoio específicos. O objetivo do Consórcio é oferecer ao cliente uma experiência de compras com mais segurança, conforto, qualidade e maior variedade de produtos.

A segunda etapa === Na segunda etapa, o projeto contará com um prédio com salas comerciais, hotel e o restauro de um prédio da antiga RFFSA. Cabe ao Consórcio Circuito das Compras a implantação, operação, manutenção e exploração econômica do empreendimento compensando a Prefeitura de São Paulo com parte das receitas, conforme previsto no contrato de concessão.

A construção do Centro Popular de Compras foi iniciada em 2018 e tem sua conclusão prevista para agosto de 2020. As obras estão em ritmo acelerado e encontram-se na fase de fundação e montagem de estruturas pré-moldadas.  O projeto moderno e arrojado atentou para as questões de acessibilidade em todos os pavimentos e foi desenvolvido contemplando conceitos de sustentabilidade.

 Serviços especiais ===  Serviços de despacho e transporte de mercadorias direto para os ônibus, guarda volumes e centros de apoio ao turista também fazem parte do projeto do Centro Popular de Compras.


<< Com apoio de informações/fonte: Del Prado Produções e Multicomunicação / Mara Prado >>


 

ID Digital

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora