da Redação DiárioZonaNorte ===      

Desde 2ª feira passada (25/11/2019), as caixinhas de Corrreio de residências na região do Tucuruvi recebem um comunicado urgente da  Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp): AVISO DE TROCA DE HIDRÔMETRO. Logo na abertura do comunicado, sem grande alarde, o comunicado explica antes o que é um hidrômetro. E alerta que “como qualquer outro equipamento mecânico, se desgasta com o passar do tempo e pode perder a exatidão da medição“. E mostra que a Sabesp está preocupada com o consumidor:”como o valor da conta é calculado em função do volume de água que ele registra, é justo que a medição seja sempre confiável e correta“.

Quais os bairros atingidos? === O DiárioZonaNorte recebeu da Sabesp a resposta que estão previstas 1.200 substituições de hidrômetros,  até 3 de dezembro, somente  nesta etapa da Zona Norte, que abrangerá os bairros do Tucuruvi, Parada Inglesa, Vila Dom Pedro II, Jardim Palmares, Jardim Jaçanã, Jardim Ataliba Leonel, Jardim Cristina e Vila Fidalgo. A companhia ainda informou que o serviço é totalmente gratuito e “mantém permanentemente o programa de substituição e de adequação dos hidrômetros, dentro dos mais rigorosos critérios técnicos recomendados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO) e pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)”.

Como é feita a troca === Este serviço está sendo realizado por uma empresa terceirizada pela Sabesp, que é o Consórcio Nova Norte —  um consórcio de empresas fundado em 2014 com atividade principal de serviços de engenharia — que mandou imprimir nas costas dos uniformes azuis de seus funcionários: “Estamos atendendo a Sabesp para a Sabesp atender você”. Esses funcionários chegam às residências, com crachá da empresa pendurado no pescoço, uma mala de ferramentas e os novos hidrômetros da marca Unimag Cyble (ver abaixo). O serviço não leva mais de 10 minutos, com a retirada do velho hidrômetro, que é levado pelo representante da Sabesp. Sem nenhuma documentação ou assinatura, o funcionário retira-se. E também sem registro da marcação do consumo, no momento da retirada, e o que foi gasto deve provavelmente ser cobrado pela Sabesp como média do mês.

O novo aparelho === Segundo o fabricante e fornecedor da Sabesp, o Unimag Cyble é um excelente medidor unijato, que pemite a utilização dos recursos Itron para automatização das leituras.  A obtenção de dados cada vez mais precisos e em menor tempo de coleta e análise, é possível  graças à aplicação da tecnologia AMR (leitura remota automatizada), proporcionando maior confiabilidade e segurança na leitura. Sempre pronto para AMR graças à relojoaria pré-equipada, a instalação de módulos Cyble diretamente no medidor permite a comunicação remota por diversos sistemas: Sistema Rádio walk-by / Coleta fixa de dados via Rádio / Sistema M-Bus. Com a aplicação da telemedição, o Unimag Cyble torna-se um poderoso dispositivo de  comunicação, além de permitir redução nos custos operacionais e evitar erros de leituras manuais.  Tem até blindagem magnética contra fraudes.

Mais controle nos hidrômetros === Com esse novo aparelho no hidrômetro, é possivel fazer a leitura do consumo de água à distância, ou seja, da calçada em frente à residência ou até via motorizada ou carro. Não será necessário tocar a campainha e nem fazer o cálculo pela média — quando o morador estiver ausente e a impossibilidade de leitura. Desta maneira, haverá maior economia e melhor utilização da mão de obra para as leituras — provavelmente até diminuindo o número de leitores dos hidrômetros ou utilizando a passagem de um veículo com o controle. E também evitando uma série de inconvenientes, entre eles: portões ou prédios fechados, ataques de cães e até a descoberta de fraudes. Por outro lado, segundo pessoal da área de hidraúlica, os hidrômetros antigos (até 5 anos) podem “roubar a passagem da água” não registrando o real para a Sabesp, colocando menos quantidade de água nos registros do hidrômetro.

               

 

 

          Hidrômetros supersônicos para monitorar consumidores

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) vai instalar 150 mil hidrômetros supersônicos com tecnologia IoT (internet das coisas) para monitorar a distância grandes consumidores que representam 45% do faturamento da companhia na região metropolitana de São Paulo. O objetivo é descobrir rapidamente fraudes e problemas de medição que possam sugerir eventuais perdas financeiras. Por meio de um sensor, a transmissão de dados é feita por redes fixas de radiofrequência.

O projeto será implantado depois de a Sabesp ter feito testes com 500 imóveis utilizando a tecnologia. “Os sensores registram e transmitem os consumos dos imóveis diariamente, permitindo análises estatísticas do comportamento de consumo dos clientes, inclusive para detectar e reparar eventuais vazamentos internos aos imóveis com agilidade, além da identificação de possíveis irregularidades através de alarmes”, explicou a companhia.

Segundo o Superintendente de Planejamento e Desenvolvimento da Sabesp na Região Metropolitana de São Paulo, Marcello Xavier Veiga, o projeto piloto ainda está funcionando. “O objetivo era testar a rede para ver se ela era confiável e se tem um sinal bom e o resultado tem sido bastante positivo. Nesses 500 pontos conseguimos identificar vazamentos o que permitiu a atuação rápida com redução de perdas”.

De acordo com Veiga, o foco desses novos 150 mil hidrômetros serão os clientes com maiores consumos, independente se a categoria é residencial, comercial ou industrial. Entram nesse grupo consumidores com volume acima de 50 metros cúbicos. “Certamente vai gerar economia porque permitirá atuar rapidamente nas fontes de perda, reduzindo os custos para a empresa  e consequentemente na tarifa, o que beneficia toda a população”, disse Veiga. <<Com apoio de informações/fonte: Empresa Brasil de Comunicação/EBC –  por Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil / São Paulo >>


Dúvidas e esclarecimentos === A Sabesp coloca-se à disposição pelos canais de atendimentos aos clientes: telefones 195 e 0800 011 9911 (ligações gratuitas), pela Agência Virtual no site www.sabesp.com.br, ou aplicativo da Sabesp para Android e IOS. Na página/site da Sabesp informações “como detectar vazamentos” e “canais de atendimento”.


O que é a Sabesp === A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) é uma sociedade anônima de economia mista fundada em 1973 e atualmente é responsável pelo fornecimento de água, coleta e tratamento de esgotos de 371 municípios do Estado de São Paulo.   É considerada uma das maiores empresas de saneamento do mundo em população atendida. São 27,9 milhões de pessoas abastecidas com água e 22,8 milhões de pessoas com coleta de esgotos.  Para abastecer toda esta população existem 247 estações de tratamento de água que juntas permitem a produção de 119 mil litros de água por segundo. Nesta conexão existem 73,4 mil quilômetros de redes de água e adutoras e 8,9 milhões de ligações de água.  A Sabesp é responsável por cerca de 27% do investimento em saneamento básico feito no Brasil. Para o período 2019-2023, planeja investir aproximadamente R$ 18,7 bilhões, com foco na ampliação da disponibilidade e segurança hídrica, sem prejuízo dos avanços conquistados nos índices de coleta e tratamento de esgotos.  Em parceria com empresas privadas, a Companhia também presta serviços de água e esgoto em outros quatro municípios: Andradina, Castilho, Mairinque e Mogi Mirim.   No segmento de água de reuso obtida a partir do tratamento de esgotos, a Sabesp produz, fornece e comercializa diretamente o produto por meio de suas próprias estações e como sócia na Aquapolo Ambiental, que abastece o Polo Petroquímico de Capuava.


=== <<<Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Imprensa Sabesp / Vinicius  >> == DiárioZonaNorte é o único veículo jornalístico que reconhece e dá crédito aos profissionais de Assessoria de Imprensa / Relações Públicas / Agências —que muito trabalham nos bastidores da notícia >>> ===

Investir e Ganhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora