Como agir em casos de asfixia (engasgo), queimaduras, choques elétricos, picadas por animais peçonhentos e mordida de animal raivoso? Qual a conduta correta diante de uma pessoa com sangramento nasal e o que deve conter a caixa de primeiros socorros? Esses e outros assuntos foram tema da capacitação que teve início nesta 3ª feira (17/09/2019) na Escola SUS (Jardim Bom Clima) para diretores e supervisores das escolas do ensino básico e fundamental da rede municipal de Guarulhos.

Promovida pela Secretaria Municipal de Saúde de Guarulhos por meio da Escola SUS, em parceria com as coordenações do Programa Saúde na Escola (PSE) e a Faculdade de Medicina Uninove, a capacitação atende ao disposto na Lei Federal nº 13.722, sancionada em outubro do ano passado. Conhecida como lei Lucas, ela torna obrigatória a capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino público e privado de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil.

 A lei ganhou este nome em homenagem ao estudante Lucas Begalli Zamora, de dez anos, que em 2017 morreu após engasgar durante um passeio promovido pela escola. Na ocasião, as professoras que acompanhavam a excursão não sabiam como agir e não conseguiram salvar a vida do garoto. Com a dor da perda, a família do menino decidiu lutar para proteger outras crianças e conseguiu que a lei fosse aprovada pelo Congresso Nacional.

 Temas da capacitação ===  Em Guarulhos, a capacitação sobre a lei Lucas tem duração de quatro horas e é ministrada pelo médico socorrista Gustavo José Le Senechal Salatino. Serão quatro turmas presenciais, sendo duas nesta primeira fase de 3ª feira (17) e outras duas na 6ª feira (20/09/2019). Na sequência será ofertada uma formação de ensino a distância para os demais funcionários da Secretaria Municipal de Educação de Guarulhos.

O conteúdo programático inclui ainda orientações para chamar por ajuda e garantir a segurança da cena, sobre hemorragias, acidentes odontológicos e oftalmológicos, hipoglicemia e crise convulsiva, ataque cardíaco e derrame cerebral (AVC),suporte básico de vida (parada cardiorrespiratória), afogamento e alcoolismo. A capacitação é complementada pela coordenadora do PSE da Secretaria  Municipal de Saúde de Guarulhos, Cristina Passeri, que aborda também a importância da prevenção de acidentes na escola, destacando o que deve ser observado para evitar riscos.

<< Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Guarulhos – Sandra Lopes / Foto: Sidnei Barros >> ===  DiárioZonaNorte é o único veículo jornalístico que reconhece e dá crédito aos profissionais de Assessoria de Imprensa / Relações Públicas / Agências —que muito trabalham nos bastidores da notícia >>> ===

IBCC Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora