da Redação DiárioZonaNorte  ===

Ao lado do Parque da Luz, com suas frondosas árvores, e no meio das inúmeras lojas do comércio do Bom Retiro, sempre na primeira 2ª feira do mês acontece a reunião do Conselho de Segurança Comunitária-CONSEG – que também agrega a região da Luz, especialmente a Vila Sá Barbosa. E para melhor expressar sua importante utilidade para a população, a Policia Militar de São Paulo abriu as portas de um belo auditório de 220 cadeiras confortáveis em prédio moderno do Centro de Operações da Polícia  Militar – COPOM, onde acontecem essas reuniões. E, desta vez, o tema mais importante, que prevaleceu o tempo todo, foi a possibilidade ensaiada pela Prefeitura de São Paulo em colocar eventos de Carnaval, com megablocos e atrações artísticas  de “famosos” em plena Avenida Tiradentes e que vai afetar toda a Zona Norte da cidade.

As autoridades === Com o período de feriados, festas e férias, e  a presença de cerca de 45 pessoas na plateia, aconteceu nesta 2ª feira (07/01/2019) a primeira reunião do ano sob o comando do diretor social e assuntos comunitários do CONSEG do Bom Retiro, Saul Nahmias, que circulou o tempo todo com o microfone sem fio, na parte debaixo do palco. Acima dele, em uma posição bem mais alta no palco — com um pouco mais de um metro –,  foi instalada a bancada de autoridades, destacando-se os membros natos: a Policia Militar com o Capitão Rafael de Abreu Palácio, da 1ª Companhia do 13º Batalhão; e o Delegado Dr. Paulo César da Costa, representando o Delegado Titular Dr. Gilson Leite, do 2º Distrito Policial (Rua Jaraguá,383 – Bom Retiro).  Ao lado deles e do presidente do CONSEG Bom Retiro, Alfredo De Antonio, as demais autoridades:  Inspetor Eliseu Delfino de Oliveira, da Guarda Civil Metropolitana; Ingrid de Belém Martins, Coordenadora do Governo Local da Subprefeitura da Sé; e Edmarcos Souza, Gerência de Relacionamento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Ainda na plateia, como apoio à reunião, outros membros da diretoria do CONSEG Bom Retiro: Mauro Hrasilchic (vice-presidente), Maria Célia Dantas de Farias (1ª Secretário) e Henrique de Farias Salvia (2º Secretário). Na plateia, a presença especial de Fábio D´Urso, do Conselho Participativo Municipal da Subprefeitura Sé.

Como é o formato === Diferente do formato de outras reuniões nos 93 CONSEGs espalhados por várias regiões da cidade e dos 487 nas demais cidades do estado, o do Bom Retiro é muito mais simples: sem cantos e nem hinos, sem leitura da composição da diretoria e da ata anterior e outros formalismos. Faz somente um ato cívico com todos em pé e saudação em palmas para os pavilhões (bandeiras do Brasil, São Paulo e Município). Durante a reunião toda, uma colaboradora fica em pé as duas horas e gira uma câmera de vídeo para todos os lados, buscando as participações das autoridades e da plateia. E dali também sairá a ata da reunião com os detalhes dos assuntos debatidos. Os interessados na plateia inscrevem-se com antecedência para suas reivindicações, quando serão chamados à frente para expor, abertamente e sem um tempo rígido. Essas colocações são divididas por ordem hierárquica das autoridades, sendo a Policia Civil (delegado), Politica Militar (capitão), Guarda Civil Metropolitana, Subprefeitura da Sé e a CET, que ouvem todas as questões e respondem de uma vez só. E no decorrer destes retornos das autoridades, acaba abrindo oportunidades  ainda mais para participações da plateia, mesmo sem inscrições, havendo até réplicas e tréplicas.

Um caso muito sério === Mas antes dos assuntos de zeladoria, emitidos pela plateia, o coordenador Saul fez a abertura da reunião com a questão do Carnaval na Avenida Tiradentes. “A Prefeitura já acertou a transferência do Carnaval da Av. 23 de Maio, que deu uma série de problemas no ano passado, para aqui na Avenida Tiradentes. Isto vai criar uma série de transtornos para os moradores, comerciantes e empresas da região. Temos que reagir”, bradou no microfone. Ao mesmo tempo, ele informou que estão em circulação abaixo assinados em papel e online (ver os links no final), que precisam ter a participação de todos no maior volume possível de assinaturas. “Vai ser o caos se isto acontecer!”, e explicou que a previsão é em torno de 2 milhões de pessoas – que virão de todas as regiões da cidade –, que bloqueando o Corredor Norte-Sul, impedindo a livre circulação de pessoas e veículos com destinos  à Zona Norte e ao Centro. “O pior ainda que a determinação está vindo de cima para baixo, pois a população e entidades da região não foram consultadas, não houve audiências-públicas, nem o CONSEG e nem a Associação dos Lojistas da região foram convidados para dar sua opinião. Ninguém foi consultado. Fizeram reuniões fechadas, de interesse da Prefeitura”, concluiu Saul.

Mais reclamações === Soma-se outros problemas, como o consumo de bebidas (até porque o evento é patrocinado por uma cervejaria, com vendas diretas ao público) e drogas que normalmente aconteceram em eventos anteriores ( caso da Vila Madalena, como exemplo ), balbúrdias e brigas. Além de depredação de lugares públicos e a sujeira nos dias de realização, com gastos à municipalidade. A Associação dos Amigos do Mirante do Jardim São Paulo e Região, através da presidente Alba Stella Medardoni, apoia o “Movimento Tiradentes Sem Carnaval”, já que a população da Zona Norte de São Paulo  está muito preocupada com o problema de mobilidade, em consequência do fechamento de avenidas e ruas, congestionamentos nos bairros e na Marginal, a saturação da Linha Azul do Metrô (desde a Sé até o Tucuruvi – pelo menos 10 estações), e até a superlotação do Terminal Rodoviário do Tietê com problemas nas chegadas-saídas de ônibus em época de Carnaval, além da falta de estrutura e efetivo da Policia Militar e Guarda Civil Metropolitana – que terão outros eventos pela cidade e principalmente no local próximo, o Sambódromo no Anhembi. Há anos, os moradores e comerciantes da região do Bom Retiro sofrem o impacto dos eventos realizados no Anhembi,  incluindo o Carnaval — até com o som que chega do local —  e são totalmente contrários às manifestações de Rua.

Em busca de soluções === Toda a região do Bom Retiro – incluindo os moradores e comerciantes da Ponte Pequena, Armênia e Canindé, com apoio da líder comunitária e advogada  Dra. Joana D´Arc Figueira Cruz, quer que a Prefeitura de São Paulo busque uma alternativa fora de bairros. Há sugestões para o espaço do PAMA-SP (Parque de Material Aeronáutico de São Paulo), ao lado do Campo de Marte e do Sambódromo, que pode comportar uma quantidade muita grande de frequentadores em um ambiente possível de ser controlado pela Policia Militar e seguranças, junto às entradas laterais. Passa a ser um evento fechado sob controle e sem outras consequências para a cidade. Outra sugestão: o evento sendo realizado no mesmo local de eventos internacionais no espaço do Autódromo de Interlagos – que deram certo e acabam tendo uma infraestrutura eficiente de transportes e sob controle da Policia Militar e de seguranças. Se a Prefeitura de São Paulo for avaliar com seus técnicos, há outros lugares que podem ser utilizados.

Outras situações e locais === Na mesma intenção da Prefeitura de São Paulo, estão a Avenida Marquês de São Vicente, na Barra Funda, e a Av. Luiz Carlos Berrini, no Brooklin. Na Barra Funda há também um movimento contrário com abaixo-assinados e protestos de moradores, comerciantes e empresas. Inclusive, poderá haver reflexo do fechamento desta avenida com o tráfego e congestionamentos das Marginais. O DiárioZonaNorte não conseguiu contato com representantes do CONSEG da região da Av. Luiz Carlos Berrini e nem tem conhecimento de abaixo-assinados e protestos de moradores, comerciantes e empresas.


Atenção: entre no link para assinar o abaixo assinado – clique aqui

 


Audiência Pública no Ministério Público === Esse assunto é do conhecimento da Promotoria de Habitação e Urbanismo do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), sob a coordenação do Dr. César Ricardo Martins, que condenou a realização do Carnaval na Av. 23 de Maio. Segundo a Secretaria Especial de Comunicação – Secom da Prefeitura de São Paulo, o Ministério Público teria organizado as três audiências públicas para buscar os novos locais para os megablocos de Carnaval. Não houve chamamento do público para essas reuniões, nem mesmo publicidade e nem convites para Associações de Moradores, entidades e CONSEGs. Mas, desta vez, está sendo convocada a população para uma nova audiência pública, que foi remarcada para o próximo dia 22 de janeiro ( 3ª feira ) — inicialmente tinha sido marcada para 15/01 — , às 14 horas, no auditório do Ministério Público-SP (Rua Riachuelo, 115 – atrás da Faculdade de Direito 11 de Agosto) com o auditório pela Av. Brigadeiro Luiz Antonio. “Vamos lotar o auditório do Ministério Público, gente, para demonstrar nossa insatisfação pela decisão unilateral da Prefeitura. O povo tem voz! Diga não para o Carnaval na Av. Tiradentes”, recomendou Saul para a plateia presente no CONSEG-Bom Retiro.

Os assuntos de zeladoria === Metade da reunião foi sobre assuntos diversos de zeladoria. No esquema de juntar as reivindicações e as autoridades responderem de uma vez, a reunião seguiu até 22 horas. Neste período, problemas de segurança na região, abordagem policial para proibir som alto no comércio, boletim de ocorrência, roubo de celulares, problemas de sinalização de trânsito, placas de advertência , buracos em vias, limpeza em praças e outras questões de zeladoria. Assuntos normais e recorrentes nas diversas reuniões dos CONSEGs, sendo que no Bom Retiro não foi citado o maior deles: os bailes funks. Um fato isolado foi a reclamação do Parque de Esportes Radicais, onde uma moradora usa com a família, em lazer, e que foi proibida de entrar com seu cão. A representante da Subprefeitura da Sé disse que nada pode fazer diretamente, já que o assunto está subordinado à Secretaria de Esportes.

Depois de duas horas, a reunião chegou ao fim. Saul agradeceu as presenças das autoridades e da plateia. E lembrou que a próxima reunião será na primeira 2ª feira do mês, sendo em 04 de fevereiro, às 19h30, no auditório do COPOM-Policia Militar, à Rua Ribeiro de Lima, 158, Bom Retiro. Boa noite!

==============

Saiba mais sobre os CONSEGs – clique aqui ( https://bit.ly/2Fle8jU )

===============

Coordenadoria dos CONSEGs/Secretaria de Segurança Pública

Rua Líbero Badaró, 39 – 1º andar – (11) 3291.6869/6983

ecoratto@sp.gov.brwww.conseg.sp.gov.br

===============

CONSEG Bom Retiro

Cel./WhatsApp: (11) 9-9974 4761

E-mail:  saul.nahmias@gmail.com  – Facebook: /CONSEG BOM RETIRO – SP

 


Inauguração loja

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora