15.6 C
Sao Paulo
domingo, 20 outubro, 2019
IBCC Institucional
Home Cidade Prefeitura divulga primeiro balanço do Carnaval de Rua de São Paulo com...

Prefeitura divulga primeiro balanço do Carnaval de Rua de São Paulo com desfile de 391 blocos.

Depois do sucesso do pré-carnaval (23 e 24 de fevereiro), a cidade de São Paulo recebeu neste fim de semana prolongado de carnaval (2, 3, 4 e 5 de março) 189 desfiles de blocos. Os blocos Agrada GregosTarado Ni VocêConfraria do Pasmado – Pasmadinho e Bloco da Pabllo levaram multidões às ruas. Por conta de incidentes ocorridos no Largo da Batata, quando foram realizados eventos não-oficiais, a Secretaria Municipal das Subprefeituras decidiu remanejar, por questão de segurança, o trajetos de alguns blocos que estavam previstos no local.

Somando os finais de semana de pré-carnaval e carnaval, 391 blocos já passaram pela cidade. A Prefeitura de São Paulo emitiu 244 notificações de “multa do xixi”, com base no Decreto 57.983, que tem o objetivo de conscientizar a população a não urinar nas ruas e vias da capital, sendo 198 no período de carnaval.

Foram realizadas 6.675 apreensões de produtos irregulares, sendo 4.894 nestes últimos quatro dias. As ações contaram com o apoio da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

As equipes de saúde contratadas realizaram 2.431 atendimentos durante o Carnaval de Rua, até o momento. Foram 719 no período de pré-carnaval, 404 no sábado (2), 493 no domingo (3), 390 na segunda-feira (4) e 425 nesta terça-feira (5). No Anhembi, na primeira noite de desfile, foram feitos 63 atendimentos. Na segunda noite, 223 atendimentos. Na noite de domingo e madrugada desta segunda-feira (Grupo de Acesso), foram feitos 189 atendimentos e na madrugada desta terça-feira (Grupo de Acesso 2) foram 139.

Os números do SAMU ainda representam o total absoluto, então não é possível afirmar com precisão qual a relação com o Carnaval. Posteriormente, será avaliado se houve impacto no SAMU ou não.

Como no final de semana do pré-carnaval, nos quatro dias deste fim de semana de carnaval, houve trabalho reforçado na área da segurança, com a presença da Guarda Civil Metropolitana, que atuou de forma estratégica em toda a cidade, para contribuir com a redução dos crimes de oportunidade e realizar apoio durante ações de fiscalização no combate ao comércio irregular. A utilização dos drones, que sobrevoaram os desfiles, captando imagens, também foi uma ferramenta importante no auxílio à segurança.

Foi mantido um efetivo diário de aproximadamente 700 GCMs e 120 viaturas, tanto no Sambódromo do Anhembi quanto nas apresentações dos blocos em várias regiões da cidade. No total, as equipes atenderam dez ocorrências que foram encaminhadas às delegacias. A operação contou com a participação de um efetivo de 700 guardas e 113 viaturas no sábado (2), 453 guardas e 176 viaturas no domingo (3), 626 guardas e 109 viaturas na segunda-feira (4) e 597 guardas e 119 viaturas na terça-feira (5).

Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb) recolheu durante o pré-carnaval e o carnaval 649,3 toneladas de resíduos. Para lavagem das ruas, foram utilizados mais de 7 mil m³ de água reutilizada.

“Mudei a maneira de limpeza e com isto consegui mandar 100% do material para reciclagem, à chuva atrapalhou um pouco contaminado uma parte do material, mas mesmo assim conseguimos reciclar 50% do material e o valor obtido vai para as cooperativas de catadores cadastradas na Amlurb. Nos outros anos 100% do material foi para o aterro”, disse o secretário municipal das subprefeituras, Alexandre Modonezi.

Durante todo o carnaval, as equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) identificaram 331 situações de trabalho infantil.

O Carnaval de Rua continua no próximo final de semana, 9 e 10 de março. A expectativa de público para os 487 blocos e 514 desfiles previstos é de 5 milhões de pessoas.

Transporte ===  A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) preparou uma operação especial de trânsito e transporte público para todos os finais de semana com o Carnaval de Rua de São Paulo. A medida tem como objetivo facilitar o deslocamento dos foliões e da população em geral nos dias de festa em São Paulo.

Direitos Humanos ===  Durante os quatro dias do final de semana prolongado, a Unidade Móvel de Atendimento – Ônibus Lilás – atuou durante os blocos que passaram no sábado e domingo na Praça da República e segunda e terça-feira na Avenida Tiradentes, durante o Carnaval de Rua 2019 de São Paulo.

As equipes da Coordenação de Políticas para Mulheres da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo, do Catraca Livre, Rua Livre e Sindicato dos Comerciários distribuíram cerca de 16 mil adesivos decalque do  #NãoÉNão, mais de 20 mil adesivos do #SambandoNaCaradoMachismo#NaoÉNao e #MeuCorpoMinhasRegras, além de divulgar amplamente a Campanha #CarnavalSemAssédio. Muitos foliões se aproximaram para saber mais da iniciativa, colar adesivos e ajudar na divulgação da campanha. Vale lembrar que 25 voluntários foram treinados pelo CatracaLivre/Rua Livre/MP-SP e Prefeitura, os Anjos do Carnaval, e que ficaram rodando no meio da multidão para identificar situações de assédio e violência.

A equipe multidisciplinar que estava durante toda a ação dentro do Ônibus Lilás (uma psicóloga, uma assistente social e uma advogada) realizou algumas intervenções durante o Carnaval mas, somente na terça-feira, uma mulher procurou o ônibus denunciando tentativa de abuso sexual próximo aos banheiros químicos.

Maior carnaval de rua do país === Com início no final de semana de 23 e 24 de fevereiro, no chamado pré-carnaval, a festa nas ruas da cidade de São Paulo vem se consolidando nos últimos anos. A expectativa da Prefeitura de São Paulo é que cinco milhões de pessoas prestigiem o Carnaval de Rua até o final do evento, no pós-carnaval, em 9 e 10 de março. A Skol é a patrocinadora oficial e disponibilizou R$16,1 milhões para financiamento da festa. Foi o maior recurso destinado ao evento até hoje.

A Skol também ganhou novos parceiros: os profissionais dos aplicativos iFood e Uber estarão incentivando o consumo inteligente de comidas e bebidas, além de evitar que os o e o uso do aplicativo pelos foliões. << Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação – Secom/PMSP >>

LimpaSP – estréia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora