Início Cotidiano Prefeitura de SP quer menos acidentes e mortes de entregadores de delivery

Prefeitura de SP quer menos acidentes e mortes de entregadores de delivery

Tempo de Leitura: 2 minutos

 

  • Cinco das principais empresas do setor vão enviar mensagens e alertas sobre segurança viária para conscientizar entregadores
  • No ano passado, 4.700 sinistros de acidentes e 345 mortes de entregadores

Em continuidade ao evento Maio Amarelo. a Prefeitura de São Paulo iniciou em junho uma parceria de cooperação técnica com diversas empresas que realizam entregas e transporte por aplicativo com serviços de delivery.  Essa ação tem o apoio da  Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) e da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu 192.

Com o acordo, iFood, Uber Eats, Loggi, Tembici e Americanas comprometeram-se a enviar conteúdos sobre segurança viária e respeito às leis de trânsito para todos os que atuam em suas plataformas.

O objetivo é conscientizar entregadores, especialmente que usam moto ou bicicleta, para que fiquem atentos à sinalização e nunca excedam os limites de velocidade, reduzindo assim o número de mortes e lesões graves.

Outras empresas ainda poderão aderir ao termo por meio do edital de chamamento N°02/SMT/2021, publicado em 14 de maio no Diário Oficial da Cidade de São Paulo.

Menos mortes no trânsito

A ação é de fundamental importância para a redução de mortes no trânsito e está em linha com o Plano de Segurança Viária – Vida Segura e com o Programa de Metas 2021-2024 da gestão municipal, que estabelece uma redução para 4,5 no número de óbitos no trânsito a cada 100 mil habitantes.

Em 2020, houve 345 mortes de condutores de motos em sinistros de trânsito, e os motofretistas (incluídos os entregadores de aplicativos) representam 16% desse total. A participação desses profissionais no total de óbitos cresceu em relação a 2019, quando a proporção havia sido de 12%.

O conteúdo do material a ser compartilhado entre as empresas e seus parceiros é resultado da intensa troca de experiências entre SMT, SMS, CET e Samu, que somente nos primeiros cinco meses de 2021 já atendeu mais de 4.700 sinistros de trânsito com vítimas.

A Secretaria Municipal de Saúde e o Samu produziram um vídeo sobre o assunto especialmente para o Maio Amarelo, que será compartilhado com as empresas e já está disponível nas redes sociais. CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E ASSISTA AOS DEPOIMENTOS EMOCIONANTES: 


Muitas mensagens até o fim do ano

As mensagens “push”, SMS e vídeos seguirão um cronograma que se estende até o fim do ano. Relatórios sobre o alcance e engajamento das ações serão compartilhados entre empresas e a gestão municipal.

Além disso, cada empresa promoverá ações específicas de conscientização e sensibilização com os usuários de suas plataformas, sempre seguindo as diretrizes de segurança viária da Prefeitura.

Veja alguns exemplos de mensagens que serão divulgadas pelas empresas aos entregadores e motoristas parceiros:

  • São Paulo precisa de você. Em um acidente, a sua velocidade pode fazer muita diferença. Respeite sempre os limites estabelecidos e ajude a não congestionar os hospitais.
  • Cuide de você e de quem você mais ama: a sua família. Ela está esperando você voltar para casa. Respeite os limites de velocidade. 

A Prefeitura de São Paulo também criou, junto com a Secretaria Municipal de Transportes (SMT)  no dia 26 de maio um grupo de trabalho para formalizar estudo e proposta de regulamentação das Operadoras de Tecnologia de Entregas (OTE), que oferecem serviços de entregas com motocicletas e bicicletas por meio de aplicativos.

O grupo, sob a coordenação da SMT, contará com a participação das secretarias de Governo, Infraestrutura e Obras, Subprefeituras, Urbanismo e Licenciamento e Saúde.


< Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação-Secom/ PMSP >

d