Disseminar a música clássica para além da agenda comercial e levar esse gênero musical às comunidades que habitam no entorno da rede pública de ensino de São Paulo é o objetivo do Projeto Ópera na Escola, com apresentações gratuitas, na Zona Norte/Nordeste:

8/6 Sábado
10h – EMEF Coronel Romão Gomes – Rua José Vicente de Paula, s/n, Pq Novo Mundo
14h – E.E Heróis da FEB – Rua Soldado Benedito Eliseu dos Santos, s/n, Pq Novo Mundo

15/6 Sábado
10h – EMEF Coronel Ary Gomes – Rua Benedito Aléssio, 184, Jd Andaraí
14h – EMEF Paulo Carneiro Thomaz Alvez – Rua Nossa Sra. Aparecida, 15, Vila Maria

29/6 Sábado
11h – EMEF Célia Regina Lekevicius Consolin – Rua Giuseppe Marino, s/n, Pq Novo Mundo

Esse ano, o projeto traz, em sua oitava edição,”A Criada Patroa”, que é uma adaptação da famosa obra do compositor italiano Giovanni Battista Pergolesi. O espetáculo utiliza do humor para abordar o conflito de classes sociais – tema crucial em nossa sociedade -, e mostra como o amor, o afeto e a identificação com o outro podem diluir relações pautadas na hierarquia.

O projeto Ópera na Escola proporciona aos alunos, pais e professores, a possibilidade de conhecer um pouco o mundo da ópera. Por meio de espetáculos como o “A Criada Patroa” oferece acesso à cultura e diversificação musical para pessoas que, na maioria das vezes, nunca tiveram a oportunidade de assistir a uma ópera. “Sinto que o projeto desperta o interesse pela música lírica. Muitas pessoas nos perguntam como foi feita a produção dos figurinos, onde e como podem estudar canto lírico e instrumentos musicais”, explica o cantor Márcio Marangon.

O projeto Ópera na Escola acontece em escolas públicas abertas aos finais de semana para eventos culturais, sendo muitas vezes a única opção de lazer das comunidades. Paralelamente ao espetáculo, o projeto fornece material pedagógico às escolas e desenvolve atividades didáticas vinculadas à obra, tornando possível o primeiro contato de muitos jovens e seus familiares com o gênero musical.

Ao todo, 16 escolas receberão as apresentações, que têm entrada gratuita. A temporada tem estreia na cidade de São Paulo, e durante o mês de junho e julho circula, além de São Paulo, por Pindamonhangaba e Araçariguama.

No elenco, a cantora Annanda Samarine assume o papel de Serpina, o cantor Márcio Marangon, o de Uberto, e o ator Rodrigo Manzelli, o do personagem Vespone. A direção geral é assinada por Livia Sabag e Florent Reard, e a direção musical, por Fábio Bezuti.

O projeto Ópera na Escola é realizado pela Tulipa Produções Artísticas e conta com o patrocínio da Viação Cometa, com apoio do Instituto JCA e é firmado por meio do Governo do Estado de São Paulo,Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e Lei Estadual de Incentivo à Cultura – ProAC. 
__________________________

Sobre a Tulipa Produções Artísticas === A produtora atua na gestão, administração e produção cultural e realiza projetos nas áreas de música clássica, ópera, teatro e artes plásticas. Dentre os principais projetos, são destaques, o projeto Ópera na Escola – na oitava edição, as produções operísticas Il Matrimonio Segreto (coprodução com Ato Primo Produções Culturais), A WaterBird Talk, The Bear, I Pagliacci realizadas no Theatro São Pedro e L’Enfant et lês Sortilèges para comemoração do Centenário do Theatro Municipal de São Paulo. Por esse último projeto, conquistou o Prêmio Carlos Gomes 2012 como melhor produção operística.

Sobre a Viação Cometa === A Viação Cometa, empresa integrante do grupo JCA, protagoniza uma história de 68 anos de sucesso no transporte de passageiros. Atualmente conta com cerca de 600 ônibus em sua frota patrimonial, 2.400 colaboradores e mais de 14,5 milhões de pessoas transportadas ao ano. Está organizada em 6 Filiais Regionais, distribuídas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Minas Gerais.

Sobre o Instituto JCA === O Instituto Jelson da Costa Antunes (IJCA) é um investimento social familiar, fundado em 2004 pelo empresário do setor de transportes, Jelson da Costa Antunes. A organização trabalha na área da educação, com crianças e jovens de origem popular, buscando incentivar o seu protagonismo e estimulando-os na criação e concretização de seus sonhos e projetos. O propósito com as iniciativas apoiadas e incentivadas é acolher e facilitar novas relações que contribuam para o desenvolvimento local em seu sentido mais amplo e sustentável. << Com apoio de informações/fonte: Multitude Comunicação/Carol Gutierrez >>

________________________________

LimpaSP – estréia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora