Existem no mundo 370 milhões de pessoas indígenas,  que vivem em comunidades em 90 países, segundo dados da  da agência da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Por outro lado, correm os riscos de desaparecimento de 2.680 línguas indígenas das 7 mil línguas indígenas no mundo. A entidade irá organizar inúmeros eventos e promover debates sobre a importância da preservação dos povos indígenas.

A Zona Norte está abrindo um espaço de destaque à cultura indígena, com a Mostra São Paulo de Cultura Indígena. A partir de 09 de fevereiro (sábado), às 19 horas, acontece a abertura do evento na Refinaria Teatral.  Três comunidades indígenas apresentam palestras, exposições e oficinas gratuitas. As exposições apresentarão fotos, vestuários, adereços, artefatos e artesanias de cada etnia. A mostra gratuita acontece todos os sábados até 2 de março.  Participam duas comunidades da etnia Guarani Mbya: uma de Parelheiros, da aldeia Tekoa Kaliperty, liderado por Jera Poty Mirim e outra do Jaraguá, da aldeia Tekoa Yvy Porã, liderado por Thiago Henrique Vilar Martim. A etnia Kaingang é da aldeia Vanuire, do oeste paulista, liderado por Dirce Jorge.

A iniciativa é do grupo Refinaria Teatral com o objetivo de criar mais um canal de fortalecimento de difusão da rica cultura indígena dentro do universo da cultura dos não índios. “Queremos dar voz para as comunidades indígenas”, comenta Daniel Alves Brasil, diretor da Refinaria Teatral. Essa ação faz parte do projeto do coletivo denominado “Teatro, uma pátria habitável”, contemplado na 32° Edição da Lei Municipal de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo.

A mostra é também para o grupo Refinaria Teatral uma possibilidade contínua de vivência e intercâmbio com a cultura e tradições indígenas, aprofundando as investigações do coletivo sobre o corpo cênico do nativo brasileiro e sua maneira de fazer teatro, processo que o grupo teatral chama de “Encontro com o teatro de Pyndorama”. O evento conta com a participação da ONG Opção Brasil, que atua com as questões indígenas em grandes centros urbanos.


Programação:

  • Sábado – 09/02 – 19 horas –  Abertura da mostra com a Palestra de Marcos Aguiar da                                                 ONG Opção Brasil.
  • Sábado – 16/02 – 14 horas – Exposição da cultura Kaingang
  •                             16 horas – Oficina de confecção de pulseira Kaingang
  •                             19 horas – Palestra sobre a cultura Kaingang
  • Sábado – 23/02 – 14 horas – Exposição da cultura Guarani de Parelheiros
  •                             16 horas – Oficina de confecção de colar Guarani
  •                             19 horas – Palestra sobre a cultura Guarani de Parelheiros
  • Sábado – 02/03 – 14 horas – Exposição da cultura Guarani do Jaraguá
  •                            16 horas – Oficina de confecção de colar tradicional Guarani                                          19 horas  – Palestra sobre a cultura Guarani do Jaraguá

Serviço:

  • Mostra São Paulo de Cultura Indígena. Guaranis e Kaingangs
  • De 9 de fevereiro a 2 de março – sempre aos sábados
  • Local: Sede do Grupo Refinaria Teatral
  • Rua João de Laet, 1507 – Vila Aurora – Zona Norte – Tel: 11 3624-9301
  • Ingressos gratuitos ==  devem ser retirados com 1 hora de antecedência de cada ação.
  • Reservas pelo e-mail refinariateatral@gmail.com. Para validar a reserva é preciso chegar uma hora antes para retirar os ingressos, após esse período os ingressos serão distribuídos para o público presente.

O que é a Refinaria Teatral ===  É um teatro de treinamento que pesquisa e desenvolve técnicas extraídas da arte marcial Karatê-do. Essa pesquisa prática gera um estilo particular de comunicação e efeito cênico que aprimoram a presença cênica do ator, amplificando e retendo a energia corpórea, gerando cenas, gerando ações e personagens arquétipos. O grupo surgiu em meados de 2006, com  Ana Szcypula (atriz e pesquisadora) e Daniel Alves Brasil (ex-Sensei de Karatê, ator, dramaturgo e diretor teatral) motivados a estudar a obra “Espelho” de Daniel. Daniel e Ana, fundadores do grupo, convidam outros atores para participar dos exercícios que ali estavam sendo desenvolvidos. Pouco mais de dois anos, em outubro de 2008, aquele grupo de artistas se reúnem para batizar o coletivo, surge então o grupo Refinaria Teatral. Durante esses anos o grupo criou sete obras, participou de alguns fóruns nacionais e internacionais. Além da organização de palestras, mostras teatrais e oficinas de diferentes linguagens artísticas de seus trabalhos. Mantém , parcerias com universidades nacionais e internacionais e  com diferentes grupos nacionais e internacionais, com trabalhos apresentados na Argentina, México, Venezuela e Chile. Site: https://www.refinariateatral.com.br/  << Com apoio de informações/fonte: Miriam Bemelmans Assessoria de Comunicação >>


sicredi_institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora