A Coordenadoria Regional de Saúde Norte (CRS-Norte) em parceria com a Organização Social IABAS ( Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde) inauguraram na 2ª feira (15/10/2018)  a Residência Terapêutica (RT) do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS III  Mandaqui. O Programa é voltado para o acolhimento de moradores com transtornos mentais graves. Esta RT atenderá 10 usuários, entre eles três cadeirantes que serão acolhidos por 13 profissionais; 10 acompanhantes comunitários, um técnico de enfermagem, uma enfermeira e uma supervisora de Unidade.

Localizada na rua Antonio Lourenço, 115 – Mandaqui/Santana (Informações – CRS-Norte: 2224-6800 ), a RT conta com cinco dormitórios, uma suíte, duas salas, lavabo, dois banheiros, cozinha, hall de entrada, subsolo para lavanderia e área externa. Até o final de novembro, esta Coordenadoria irá inaugurar mais quatro Residências Terapêuticas, sendo duas na região de Santana/Jaçanã e duas em Pirituba, totalizando 15 Residências Terapêuticas na região Norte que atualmente conta com 91 moradores.

Residência Terapêutica ===  Essas residências, integradas no espaço urbano, são destinadas às pessoas que estiveram em regime de internação superior a dois anos e/ou usuários de outros serviços de apoio à saúde mental que perderam seus vínculos sociais e familiares.

O Coordenador Regional de Saúde Norte (CRS-Norte), Dr. José Mauro Del Roio Correa, destaca a importância da inauguração de mais cinco Residências Terapêuticas: “Restabelecer o direito à vida comunitária, auxiliar esses moradores na busca de sua autonomia e condições de vida mais digna e humana é apostar em um acolhimento com novo olhar para a doença mental”, conclui ele.

O que são os CAPS  === Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) nas suas diferentes modalidades são pontos de atenção estratégicos da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS): serviços de saúde de caráter aberto e comunitário constituído por equipe multiprofissional e que atua sobre a ótica interdisciplinar e realiza prioritariamente atendimento às pessoas com sofrimento ou transtorno mental, incluindo aquelas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas, em sua área territorial, seja em situações de crise ou nos processos de reabilitação psicossocial e são substitutivos ao modelo asilar.

Modalidades

  • CAPS I: Atendimento a todas as faixas etárias, para transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 15 mil habitantes.
  • CAPS II: Atendimento a todas as faixas etárias, para transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 70 mil habitantes.
  • CAPS i: Atendimento a crianças e adolescentes, para transtornos mentais graves e   persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 70 mil habitantes.
  • CAPS ad Álcool e Drogas: Atendimento a todas faixas etárias, especializado em transtornos pelo uso de álcool e outras drogas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 70 mil habitantes.
  • CAPS III: Atendimento com até 5 vagas de acolhimento noturno e observação; todas faixas etárias; transtornos mentais graves e persistentes inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 150 mil habitantes.
  • CAPS ad III Álcool e Drogas: Atendimento e 8 a 12 vagas de acolhimento noturno e observação; funcionamento 24h; todas faixas etárias; transtornos pelo uso de álcool e outras drogas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 150 mil habitantes.

<< Com apoio de informações/fonte: Ass.Imprensa da Coordenadoria Regional da Saúde-Norte / Repórter: Tainá Arruda >>

Inauguração loja

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora