Nova tirinha do personagem André, criado por Mauricio de Sousa, já está na Revista Autismo

Já está na Revista Autismo, 5ª edição, a nova tirinha do personagem autista André, criado pelo desenhista Mauricio de Sousa. Com temas que destacam algum aspecto do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), o quadrinho mostra os personagens André, Cascão e Cebolinha jogando futebol, quando um deles resolve ir ao banheiro.

Em toda edição da Revista Autismo é publicada uma página com história em quadrinhos exclusiva do personagem André, graças à parceria da revista com o Instituto Mauricio de Sousa.

“A história em quadrinhos mostra algo que é muito comum em várias pessoas com autismo, o entendimento literal das expressões. Muitos autistas, em maior ou em menor intensidade, entendem expressões ao pé da letra, como o André que foi ao banheiro saltando num pé só, por não entender a expressão ‘vai num pé e volta no outro'”, explicou o jornalista Francisco Paiva Junior, editor-chefe da Revista Autismo e pai de um menino autista.

Com o intuito de informar à população sobre o assunto desconhecido de pais e educadores, a Revista Autismo foi criada em 2010 por dois pais de crianças autistas e tem a parceria do Instituto Mauricio de Sousa.

Revista Autismo  ===  A Revista Autismo é trimestral e sua versão impressa tem distribuição gratuita em associações ligadas ao autismo em mais de 60 cidades em todos os estados do Brasil. Também pode-se pedir a revista pelos correios (pagando-se somente o frete), por meio do site www.RevistaAutismo.com.br.

Sobre o Instituto Mauricio de Sousa (IMS) === Fundado em 1997, o IMS realiza projetos, campanhas e ações sociais focados na construção de conteúdos, que através de uma linguagem clara e lúdica, estimulam o desenvolvimento humano, a inclusão social, o incentivo à leitura, o respeito entre as diferenças, a formação de cidadãos conscientes e conhecedores de seus deveres e direitos.

< Com apoio de informações/fonte: Bete Faria Nicastro – WAY Comunicações

ObraFácil

1 COMENTÁRIO

  1. O Mauricio demorou tempo demais a criar outros personagens que possuam necessidades especiais (o Humberto foi o único durante décadas!), mas tudo bem: a iniciativa é válida de qualquer modo!

    A propósito: eu mesmo (portador do transtorno do espectro autista, nível 1) sou quadrinista e autor literário e tenho alguns personagens diferentes em dado sentido! Inclusive e principalmente, vários deles (incluindo uma garota que ainda estou criando!) aparecem em meu novo material de quadrinhos (seis gibis e um fanzine) e já tenho amostras e prévias desse material em meu canal do YouTube (Sávio Christi: História em quadrinhos em foco), sendo que farei novos vídeos desse tema até o final da semana que vem!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora