da Redação DiárioZonaNorte ===

Dinheiro não compra felicidade. Mas compra coxinha. O que é a mesma coisa. Quer algo mais gostoso que coxinha?    O salgadinho mais amado do Brasil é de origem nobre e tem um dia todinho seu: 18 de maio.

No livro  “História,  Lendas e Curiosidades da Gastronomia” de autoria de Roberta Malta Saldanha (Editora Senac),  a pesquisadora afirma que a coxinha surgiu na cidade de Limeira – interior de São Paulo, na Fazenda Morro Azul – de propriedade da Princesa Isabel e do Conde d’Eu.   Ali vivia um dos filhos do casal, que só comia coxas de galinha.   Um certo dia, prevendo que não haveriam coxas suficientes e o escândalo do menino pela falta das coxas, a  cozinheira da fazenda, pegou as outras partes do frango e as cozeu e depois desfiou.  Ai fez uma massa a base de farinha e batatas amassadas, moldou no formato de uma coxa e fritou na banha de porco.

Outra lenda urbana, conta que a coxinha como a  conhecemos hoje, teve origem na grande São Paulo, no século  XI, como um substituto mais barato que as  tradicionais coxas de galinha que eram vendidas nas portas de fábricas para os trabalhadores.

Ela ganhou fama mesmo, foi na década de 50, quando chegou ao Rio de Janeiro e virou o salgadinho da boemia carioca.

E para que você não fique com água na boca, vamos compartilhar cov você a receita da incrível coxinha do  Viena, uma  rede com quatro décadas de história.    A receita faz parte do livro comemorativo “Viena – Comida de Casa, Fora de Casa” da DBA Books, com o delicioso texto de Ignácio de Loyola Brandão.

Coxinha Desfiada

Rende 25 unidades médias ou 50 minicoxinhas

Massa:

  • 450 gramas de batata cozinha e espremida
  • 500 ml de caldo do cozimento do franto
  • 2 colheres de chá de sal
  • 2/3 de xícara de leite
  • 150 gramas de manteiga
  • 1 ovo
  • 400 gramas de farinha de trigo

Recheio:

  • 750 gramas de peito de frango (01 peito grande com osso)
  • 1 colher de chá de sal
  • ¼ de xícara de salsa lipo picado
  • 6 xicaras de água
  • 1 dente de alho picado
  • 2 colheres de chá de óleo
  • 1 cebola pequena picada
  • 1 tomate picado
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • ½ colher de chá de pimenta do reino
  • 1 colher de chá de cebolinhas verdes picadas
  • 1 coher de chá de salsinha picada
  • 500 gramas de Caputiry® (uma caixinha)

Para empanar:

  • 3 ovos
  • ½ xícra de água
  • 400  gramas de farinha de rosca
  • Óleo para fritar

Primeiro prepare o recheio:  1 –  Numa panela, coloque o frango, o sal, o salsão e a água. 2 – Cozinhe em fogo baixo até o frango ficar macio. 3 –  Retire o frango, coe o caldo obtido e reserve (deve dar mais ou menos 500 ml de caldo). 4 – Desfie o frango e reserve.   5- Em um panela doure o alho e a cebola no óleo, acrescente o tomate e a manteiga e cozinhe por 5 minutos, junte a pimenta, a cebolinha, a salsinha, o frango desfiado e o Catupiry®.   6 – Mexa bem para incorporar, desligue o fogo e reserve.

Prepare a massa: 1- Misture o caldo de frango com a batata e junte o sal, o leite, a manteiga e o ovo.  Mexa bem e leve ao fogo baixo. 2 – Quando ferver,  junte a farinha  de uma só vez, mexa rápido e vigorosamente e cozinhe , sem parar de mexer, até soltar da panela.   Coloque em uma superfície para esfriar.

Montagem:  1- divida a massa em 25 porções médias ou 50 porções mini e espalhe na palma da mão untada.  Coloque um pouco do recheio no centro e modele a coxinha.   2-  Passe a cozinha nos  ovos batidos com a água e em seguida na farinha de rosca para empanar.  3 – Frite aos poucos  em óleo quente e escorra em papel absorvente.   Cuidado para não queimar.

 

 

credito_sicredi

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora