24.6 C
São Paulo
terça-feira, 21 setembro, 2021
Início Bem Estar Na pandemia, jogos de tabuleiros são perfeitos para aproveitar o tempo em...

Na pandemia, jogos de tabuleiros são perfeitos para aproveitar o tempo em casa

Tempo de Leitura: 2 minutos

Não à toa, civilizações de todas as partes do mundo já desenvolveram jogos e brincadeiras como forma de entretenimento que, simultaneamente, estimulam o raciocínio lógico, exploram diferentes habilidades e tratam de questões culturais que permeiam esse meio lúdico.

Um exemplo disso é o mundialmente conhecido “jogo de xadrez”. Embora suas origens sejam indianas/chinesas, as regras atuais, assim como as peças utilizadas, vêm de uma apropriação europeia do jogo. Para saber mais sobre como funciona, assista a este vídeo sobre xadrez para iniciantes e baixe este manual rápido com as regras básicas.

Além deste, outros jogos de tabuleiro também proporcionam um mergulho multicultural e ajudam no desenvolvimento pessoal de quem joga. Por esse motivo, a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo criou um programa sobre isso em escolas municipais de São Paulo, para estimular a brincadeira e o aprendizado.

“Programa Jogos de Tabuleiro”

A iniciativa estimula a prática de quatro jogos de tabuleiro, abordando questões históricas e culturais dos povos de quatro continentes: Xadrez (Europa), Mancala Awelé (África), Jogo da Onça (América) e Jogo Go (Ásia). O programa atende às diretrizes da Política Educacional da Secretaria Municipal de Educação e é destinado aos estudantes matriculados nas escolas do município, da Educação Infantil até o Ensino Médio, passando pela Educação de Jovens e Adultos.

Além disso, também valoriza o aspecto lúdico dos jogos como recurso pedagógico e de apoio ao Projeto Pedagógico das Unidades Educacionais, favorecendo o processo de aprendizagem e o desenvolvimento dos estudantes por meio da interdisciplinaridade.

Conheça a história e as regras por trás de cada um desses jogos:

Mancala Awelé
É um jogo de origem africana que surgiu há cerca de 7 mil anos. Mancala é um termo utilizado por antropólogos para designar uma família de jogos de semeadura cultivados na África, na qual já foram descobertas mais de 200 variações. A prática desse jogo contribui para o desenvolvimento do raciocínio lógico e o aprimoramento de atitudes, habilidades e competências, além de promover a integração e o intercâmbio entre os participantes.

Jogo da Onça

É um jogo de origem indígena brasileiro jogado no chão, com o tabuleiro e usando pedras como peças: uma peça representa a onça e as 14 outras (iguais entre si) representam os cachorros. Trata-se de um jogo de estratégia para dois jogadores, em que um deles atua como onça, com o objetivo de capturar as peças do adversário. A captura é feita como no jogo de Damas. O jogador que atua com os cachorros tem o objetivo de encurralar a onça e deixá-la sem possibilidade de movimentação.

Jogo de Go

O Jogo de Go foi criado na China por volta de 2357 – 2255 a.C. É praticado em um tabuleiro onde o objetivo é que as peças cerquem o maior espaço possível em um tabuleiro inicialmente vazio, que vai sendo preenchido conforme os jogadores se alternam, colocando pedras brancas e pretas sobre o tabuleiro. Trata-se, portanto, de uma luta territorial.


d