Início Cultura Museu da Imigração reabre com novidades e cuidados à pandemia do Covid...

Museu da Imigração reabre com novidades e cuidados à pandemia do Covid 19

Depois de sete meses fechado, o Museu da Imigração voltará a receber o público a partir da próxima 5ª feira (22out2020), conforme orientações estaduais e municipais.

Além da exposição de longa duração e do projeto videográfico “SobreNomes” – lançado em fevereiro –, os visitantes encontrarão a nova instalação “Respiro”, localizada no jardim, que propõe uma reflexão sobre o período de distanciamento e suas conexões em relação à experiência migratória.

Marcando a reabertura, a instalação “Respiro”, desenvolvida durante a quarentena, levanta questões que relacionam o isolamento social com os sentimentos de um migrante, que se encontra afastado de seus lugares, afetos e rotinas.

Por meio de frases e questionamentos, a iniciativa visa fomentar uma reflexão sobre a situação mundial atual, a proximidade e a semelhança com o outro e valorizar a importância do contato com a natureza.

O passeio pelo complexo da antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás poderá acontecer de 5ª feira a domingo, das 11 às 17 horas, sendo que a bilheteria funcionará até as 16 horas.

Para facilitar o caminho de quem deseja conhecer ou garantir a entrada no MI, o ingresso poderá ser adquirido de maneira online, pelo site Ticket260 (clique aqui)  ou na bilheteria.

No primeiro momento desse retorno, um controle de acesso aos espaços permitirá a entrada, somente, de 40 pessoas a cada meia hora.

Entre as adequações aplicadas, os módulos expositivos contarão com sinalizações informando a capacidade máxima de pessoas, estarão disponíveis dispensers de álcool em gel em diferentes pontos do edifício e será obrigatória a aferição da temperatura na entrada e o uso de máscara durante todo o percurso.

O Cantina SP, cafeteria localizada próxima à bilheteria, funcionará no mesmo expediente do Museu da Imigiração.  O Centro de Preservação, Pesquisa e Referência (CPPR) e o espaço de leitura “Semear Leitores” permanecerão fechados temporariamente. As informações relacionadas a esses ambientes serão disponibilizadas em breve nas mídias sociais e no site.

Ações online nas midias

Listas de bordo, migrações internacionais e mulheres serão assuntos abordados em lives do Museu da Imigração na segunda quinzena de outubro. O público virtual poderá prestigiar as programações no Instagram, YouTube e Facebook.

No âmbito da ocupação “Migrações Internacionais e a pandemia de COVID-19” – iniciada em setembro no Blog do CPPR –, será promovida a live Imigrantes da periferia de São Paulo em tempos de pandemia” no dia 23 (6ª -feira), às 17 horas.

Mediada pelo pesquisador do Museu, Thiago Haruo, a programação terá a presença da autora de um dos artigos dessa iniciativa, Érika Andrea Butikofer, e da realizadora de um curta-metragem que retrata cenas cotidianas do coletivo “Conviva Diferente”, Karla da Costa.

A transmissão ao vivo no YouTube terá a participação de integrantes desse grupo independente e multidisciplinar atuante na garantia de direitos de imigrantes, discutindo temas como migrações internacionais, produção cinematográfica e ações de apoio no contexto do novo Coronavírus.

Finalizando o mês de outubro, será promovida mais uma live em parceria com o Museu do Café, dessa vez, envolvendo o tema “Mulheres na história do café e da migração”.

No dia 29 (5ª feira), as coordenadoras técnicas Mariana Martins (Museu da Imigração) e Marcela Rezek (Museu do Café) se reunirão, às 17 horas, nas páginas das instituições no Facebook para comentarem o assunto, apresentando por quais perspectivas a temática é abordada em ambos os espaços, bem como as estratégias utilizadas na pesquisa e salvaguarda de seus acervos.

O que é o Museu da Imigração do Estado de São Paulo

É instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, que preserva a história das pessoas que chegaram ao Brasil por meio da Hospedaria de Imigrantes do Brás, e o relacionamento construído, ao longo dos anos, com as diversas comunidades representativas da cidade e do estado.

É no entrelaçamento dessas memórias que se encontra a oportunidade única de compreender e refletir o processo migratório. Ao valorizar o encontro de múltiplas histórias e origens, é proposto  ao público o contato com as lembranças daquelas pessoas que vieram de terras distantes, suas condições de viagem, adaptação aos novos trabalhos e contribuição para a formação do que hoje chamamos de identidade paulista.


Serviço

Reabertura

  • Data: 22 de outubro
  • Horário: 5ª a domingo, 11 às 17hs (bilheteria até as 16h)
  • Ingressos online: Ticket360 

Live “Imigrantes da periferia de São Paulo em tempos de pandemia”

  • Data: 23 de outubro
  • Horário: 17h
  • Plataforma: YouTube

 Live “Mulheres na história do café e da migração”

  • Data: 29 de outubro
  • Horário: 17h
  • Plataforma: Facebook

  • Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca – SP
  • Telefone: (11) 2692-1866
  • Site: www.museudaimigracao.org.br
  • Funcionamento: de 5ª a domingo, das 11h às 17h
  • Bilheteria: fecha às 16 horas
  • Ingressos:R$10 e 1/2 entrada: estudantes e idosos
  • Ingressos grátis:  aos sábados
  • Acessibilidade no local
  • Bicicletário na calçada da instituição

<< Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Imprensa-Museu da Imigração-Joanna Flora / Thâmara Malfatti / Caroline Nóbrega>>

d