da Redação DiárioZonaNorte ===

Metroviários suspendem greve programada para esta 3a. feira (30/04/2019).  A categoria decidiu durante a assembléia realizada na sede do Sindicato dos Metroviários, no bairro do Tatuapé (Zona Leste/SP), suspender a paralisação que seria a primeira enfrentada pelo Governo João Doria Júnior.

As linhas 1-Azul2-Verde3-Vermelha e 15-Prata, operadas pelo Metrô, funcionarão  normalmente, assim como as linhas 4-Amarela e 5-Lilás, administradas pela iniciativa privada (concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade).  Lembramos que a carta que circula pelo WhatsApp, supostamente assinada pelo presidente do Metrô e dirigida para o comando da Polícia Militar do Estado de São Paulo é fake.

No início de abril, funcionários do Metrô sinalisaram para a população o início da campanha salarial, por meio do uso de coletes vermelhos nas estações e nas composições. A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) ofereceu apenas a reposição da inflação nos salários e nos vales­ alimentação e refeição.

De acordo com o Sindicato dos Metroviários, o proposto não  representa aumento salarial real. Além da inflação, a entidade pede mais 19,1% de gratificação, equiparação dos salários entre funcionários que exerçam a mesma função, a manutenção do custeio de  84% do plano de saúde e a abertura de negociações para definição do valor de participação nos resultados a  ser pago este ano.

Em nota, divulgada na semana passada, a categoria informa que está em Campanha Salarial e que  “após quatro reuniões de negociações entre o Sindicato dos Metroviários e o Metrô, os trabalhadores avaliaram que as propostas apresentadas não atendem as necessidades da categoria frente às demandas de trabalho. A empresa propôs apenas a reposição de inflação pelo índice IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor-Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) nos salários e no vale alimentação e vale refeição, sem aumento real.”

“O Metrô mantém as medidas que atacam o Plano de Saúde, com cortes drásticos de verbas destinados ao plano, não apresentou nenhuma proposta ao plano dos aposentados, não quis negociar os critérios da Participação dos Resultados e negou a reivindicação de equiparação salarial”, finaliza a nota.

O Sindicato dos Metroviários do Estado de São Paulo convocou os trabalhadores para uma nova assembléia em sua sede, a ser realizada na próxima 2a. feira (06/05/2019), quando deverão analisar se haverá uma paralisação na próxima 3a. feira (07/05/2019)

 

Center Norte Youtube

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora