Início Bem Estar India libera 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca para o...

India libera 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca para o Brasil

da Redação DiárioZonaNorte

O Governo da India libera a exportação da vacina de Oxford para o Brasil. As informações são da agência de notícias Reuters.

Serão dois milhões de doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca,  fabricadas pelo Instituto Serum da India (SII) – o maior produtor mundial de vacinas, que recebeu pedidos de países de todo o mundo. A remessa é  suficiente para vacinar um milhão de pessoas.

Acordo para produção e distribuição

A vacina Oxford-AstraZeneca é, em tese, a principal vacina do programa de imunização contra a Covid-19 do Governo federal, que fechou um acordo de produção e distribuição com os desenvolvedores. No acordo, está prevista a compra de 100,4 milhões de doses da vacina, que devem ser processadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Dependência da China

Para a produção da vacina no Brasil, a Fiocruz depende do recebimento do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima que vem da China.

Segundo informações da Fiocruz para o Ministério Público Federal – que questionou o atraso das vacinas – o IFA está pronto para envio desde o dia 10 de dezembro, aguardando a licença para exportação por parte do governo chinês.  O Instituto Butantan enfrenta o mesmo problema. IFA está pronto para envio desde o dia 10 de dezembro, aguardando a licença para exportação por parte do governo chinês.

Chegada no sábado

Conforme informações do Consulado Geral da India em São Paulo,  uma aeronave da Emirates Air Lines partirá da Índia na 6ª feira (22/01/2021) com desembarque previsto para o sábado (22/01/2021) – 12h50, no Aeroporto de Guarulhos (GRU). Após os desembaraços alfandegários, o carregamento segue para a Fiocruz em um vôo da Azul Linhas Aéreas para o Rio de Janeiro, para ser etiquetado e armazenado.

Manifestações via Twitter

Ministério da Saúde se manifestou às 17h03 por meio do Twitter sobre a liberação das vacinas:

Mais cedo, o  Governador do Estado de São Paulo, João Doria Júnior, usou a mesma rede social para comentar a liberação:

d