Como desencontro de agendas entre o governador e o prefeito de São Paulo, que foram divulgadas com horário das 8 horas da manhã desta 2ª feira (08fev2021), os dois não se encontraram para a vacinação contra a Covid-19, com destaque aos idosos acima de 90 anos.

Enquanto o governador acompanhou o drive-thru no Estádio do Pacaembu, o prefeito estava no Parque Anhembi. Mas a agenda governador informava que o prefeito Bruno Covas estaria ao lado de João Doria, no Estádio do Pacaembu – o que não aconteceu.  Já na  agenda do prefeito, que não citou o governador,  além do Secretário Municipal da Saúde, foi convocada uma grande legião de secretários, assessores, coordenadores e supervisores de Saúde — que não deixaram as selfies de lado.

No Pacaembu, o governador emocionado declarou: “Emoção indescritível ao ver idosos com mais de 90 anos sendo vacinados em São Paulo. Dias como o de hoje fazem valer todo esforço, todo enfrentamento e todos os desafios dessa jornada. Viva a ciência! Viva a vacina! Viva a vida!”.

O esquema de vacinação

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), ao mesmo tempo, abriu cinco postos de drive-thru para reforçar o atendimento aos maiores de 90 anos, que começaram a ser vacinados na última 6ª feira e sábado(05 e 06fev2021) nos postos e  Unidades Básicas de Saúde (UBS). A expectativa é imunizar cerca de 33 mil pessoas com mais de 90 anos na cidade de São Paulo. A Prefeitura estuda a possibilidade de antecipar para a próxima 6ª feira (12fev2021) a vacina dos idosos de 85 anos – que havia sido previsto pra início o dia 15 (2ª feira)

A operação conta com o apoio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) para a organização do trânsito nos locais.  O funcionamento das cinco unidades será de 2ª a 6ªfeira, das 8 às 17 horas, nos seguintes endereços:

  1. Praça Charles Muller – Estádio do Pacaembu (Zona Oeste)
  2. Neo Química Arena Corinthians (Zona Leste) – (Corinthians)
  3. Autódromo de Interlagos (Zona Sul) – Rua Jacinto Júlio – Portão 9 KRF
  4. Centro de Exposições do Anhembi (Zona Norte) – Rua Olavo Fontoura – Portão 38
  5. Igreja Boas Novas, na Vila Prudente (Zona Leste) – Rua Marechal Malet, 611 – Parque da Vila Prudente

Os idosos com dificuldade ou incapacidade de locomoção, atendidos pelo Programa De Saúde da Família (PSF), serão vacinados em suas casas. Quem não for inscrito e precisar de vacinação por dificuldades de locomoção deve entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima.

As imunizações continuam 

Entre 6ª feira (5) e sábado (6) foram vacinados 16.360 idosos a partir de 90 anos em toda a cidade. Com isso, a capital chega a 204.947 mil pessoas imunizadas.

Nesta 3ª feira (09fev2021), inicia também a vacinação dos profissionais de Saúde com idade acima de 60 anos, ou seja, todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios e outros locais.

A medida irá priorizar os profissionais da saúde que não estão na linha de frente (dentre os listados no Informe Técnico do PNI – Programa Nacional de Imunização / Ministério da Saúde), como: médicos; enfermeiros, técnicos e auxiliares; nutricionistas; fisioterapeutas; terapeutas ocupacionais; biólogos; biomédicos e técnicos de laboratório que façam coleta de RT PCR SARS CoV2 e análise de amostra de Covid-19; farmacêuticos; odontólogos; fonoaudiólogos; psicólogos; assistentes sociais; profissionais de educação física; e médicos veterinários.

Os profissionais de Saúde e auxiliares dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Centros Especializados em Reabilitação (CER) e Centros de Convivência e Cooperativa (Ceccos) também serão imunizados a partir de terça-feira.

Para saber qual é a UBS mais próxima de sua residência, basta acessar o site: http://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br/.

Pré-cadastro no site “Vacina Já”

Os idosos, seus familiares, ou qualquer pessoa que integre o público previsto na campanha podem realizar o pré-cadastramento para a vacinação contra a Covid-19 no site “Vacina Já” (www.vacinaja.sp.gov.br).

A ferramenta ajuda a agilizar o atendimento e a evitar aglomerações. Não é um agendamento e o uso não é obrigatório para receber a vacina, mas contribui para melhorar a dinâmica dos serviços e a rotina do próprio cidadão. O pré-cadastro economiza 90% no tempo de atendimento para imunização, evitando aglomeração nos locais.


<<Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de  Comunicação-Secom/PMSP e Assessoria de Comunicação/ Governo de SP >>