Somos cervejeiros, baby!  Neste verão, nada melhor que preparar alguns petiscos e aproveitar o calor na companhia de quem a gente gosta e, claro, apreciar uma boa cerveja.

No livro Larousse da Cerveja, da Editora Alaúde, o autor Ronaldo Morado  traz boas combinações de aperitivos e pratos de verão com deliciosas cervejas.  Confira as melhores combinações, além de opções nacionais e internacionais de cada tipo de cerveja selecionado.

BATATA FRITA + CREAM ALE

Alguns cervejeiros americanos, tradicionalmente fabricantes de cervejas Ale, tiveram a ideia de fazer uma versão mais carbonatada para competir com as American Lager. A partir de uma American Pale Ale, acrescentaram levedura Lager e adjuntos tais como arroz e milho, para dar leveza à bebida. Assim conseguiram uma cerveja equilibrada, sem predomino do malte nem do lúpulo no sabor. Cervejas deste estilo são claras, com boa carbonatação (daí a palavra Cream) e aroma levemente adocicado.

Nacionais: Mutante Cream Ale, Urbana Cabra Macho e Lund Cream Ale.

Importadas: Genesee Cream Ale, Little Kings Cream Ale e Sleeman Cream Ale.

CASQUINHA DE SIRI + AMERICAN PALE ALE

Este estilo é uma adaptação das antigas English Pale Ale, utilizando, porém, ingredientes americanos. Comparado ao estilo tradicional inglês, este é bem mais amargo e alcoólico. A cor varia do amarelo-claro ao âmbar. Os melhores exemplares são refrescantes, com aroma de lúpulo levemente cítrico e espuma branca de boa persistência.

Nacionais: Colorado Frangó, Hocus Pocus Apa Cadabra e Júpiter American Pale Ale.

Importadas: Ballast Point Grunion Pale Ale, Stone Pale Ale e Firestone Walker Pale 31.

HAMBÚRGUER + VIENNA LAGER

Utilizando um método diferenciado de maltear os grãos, a primeira cerveja deste estilo foi desenvolvida em Viena (Áustria), em meados de 1840, por Anton Dreher (1810-1863). São cervejas de corpo médio, embora menos intensas. A presença elegante e adocicada do malte é equilibrada pelo amargor do lúpulo, que confere um final seco, harmônico e balanceado. A cor varia do vermelho-claro ao cobre, são sempre claras e brilhantes, de carbonatação moderada, mas espuma persistente.

Nacionais: Eisenbahn 5, Urban Pimp My Mozart e Morada Double Vienna.

Importadas: Cuauhtémoc Noche Buena, Chuckanut Vienna Lager e Schell’s Firebrick.

CAMARÃO FRITO + SAISON

Este é um estilo típico do sul da Bélgica, na região de Valônia. Como antes da invenção das máquinas de refrigeração era difícil produzir cervejas no verão, elas eram produzidas no inverno e na primavera e guardadas para serem consumidas nos dias mais quentes. Sua fermentação ocorre, em geral, dentro do barril. Apresentam uma cor alaranjada, são densas e citricamente frutadas (laranja e limão). São cervejas complexas tanto no aroma quanto no gosto, devido à enorme variedade de temperos que lhes são adicionados, conferindo-lhes características únicas e exclusivas.

Nacionais: Bodebrown Limoeiro, Invicta Saison à Trois e Dasbier Saison

Importadas: Saison Dupont Vieille Provision, Saison de Pipaix e Saison Regal.

AMENDOIN + AMERICAN LIGHT LAGER

Este estilo de cerveja foi desenvolvido pra agradar ao público mais amplo possível. São cervejas muito claras, de um amarelo-pálido, e têm aroma de malte quase imperceptível. A levedura às vezes fornece um leve aroma frutado. Apresentam altos níveis de carbonatação, o que provoca a sensação de secura e de frescor, e espuma branca, mas pouco persistente.

Nacionais: Santa Cerva, Colônia Pilsen e Donna’s Beer.

Importadas: Bud Light, Keystone Light e Old Milwaukee Light.

< com apoio de informações Virta Comunicação >

CN Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora