Uma missão formada por representantes da Corporação Andina de Fomento (CAF) iniciou nesta 3ª feira (03/03/2020) visita a Guarulhos para avaliar o Projeto para Adequação da Bacia Hidrográfica do Baquirivu. O banco de investimentos internacional deverá será responsável pelo empréstimo de 96 milhões de dólares, já aprovado pela Câmara Municipal de Guarulhos, com contrapartida da Prefeitura de Guarulhos por meio da concessão de áreas na cidade.

Os integrantes da CAF vieram a Guarulhos para considerar a viabilidade do projeto, conhecer as áreas de atuação e intervenções, bem como promover reuniões sobre aspectos institucionais e de execução, avaliação econômica, aspectos setoriais e de engenharia e elaboração de cronograma de trabalhos. A visita teve início no período da manhã no Paço Municipal em uma reunião com o prefeito Guti e diversos secretários municipais. No período da tarde, eles foram a campo conhecer os locais onde o projeto será executado. A missão prosseguirá nesta 4ª feira (04/03/2020). 

O prefeito Guti fez questão de destacar que a adequação da Bacia do Baquirivu será uma das maiores realizações do governo. “Esse projeto irá beneficiar mais de 300 mil pessoas diretamente e 900 mil indiretamente. É um marco para o município”, ressaltou. O secretário de Governo, Edmilson Americano, falou da importância da obra na principal e maior bacia hidrográfica da cidade. “As obras no Baquirivu vão minimizar em mais de 60% os problemas de enchentes em Guarulhos. Isso é um pedido antigo da população, que finalmente poderá viver mais tranquila”, salientou.

Consideradas um marco na história da cidade, as obras da Bacia Hidrográfica do Baquirivu irão beneficiar diretamente a população que vive em bairros nas regiões de Bonsucesso, Jardim Presidente Dutra, Lavras e Várzea do Palácio e aqueles que passam por esses locais diariamente, inclusive os passageiros que embarcam e desembarcam no Aeroporto Internacional de Guarulhos. 

Projeto ===  O projeto de adequação da Bacia do Baquirivu contempla 14 km de canalização a céu aberto dos 20,3 km do rio Baquirivu que passam pelo município e a implantação de um parque linear em toda a sua extensão. O parque será equipado com playground, academia para a terceira idade, pista de skate, ciclovias e pistas para caminhada, entre outros equipamentos para uso da população. 

Contempla também a construção de dois reservatórios. Um com capacidade de 240 milhões de litros de água, que será instalado entre a confluência do córrego Tanque Grande com o córrego Água Suja, antes de encontrar o rio Baquirivu, e outro com volume previsto de 225 milhões de litros, entre a rua Tamotsu Iwasse, a avenida Chio Yamamoto e a rua José Abrantes de Souza. Com a construção desses equipamentos de controle de cheias o sistema de macrodrenagem será reforçado, garantindo assim maior segurança às populações dos bairros situados na bacia, reduzindo e até mesmo evitando os danos materiais e de vidas. 

O projeto conta ainda com a adequação do corredor viário da rua Jamil João Zarif em uma extensão de 3,5 km e do corredor de ônibus da avenida Natalia Zarif, com 4 km. Haverá também a implantação do loteamento Ponte Alta II numa área de 230 mil metros quadrados com 345 lotes residenciais, além de prédios com 378 apartamentos, áreas verdes, implantação de PEV/LEV, unidade de pronto atendimento (UPA), escola, quadra, área comercial e toda a infraestrutura com arruamento, pavimentação, drenagem, calçada etc.

A Secretaria de Obras irá promover nas próximas semanas o início dos processos licitatórios para que as obras comecem ainda neste ano.


=== <<<Com apoio de informações/fonte: Secretaria de Comunicação / Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Guarulhos – Texto: Marilene Bertolazzo / Fotos: Marcio Lino-PMG  >> == DiárioZonaNorte é o único veículo jornalístico que reconhece e dá crédito aos profissionais de Assessoria de Imprensa / Relações Públicas / Agências —que muito trabalham nos bastidores da notícia >>>

ObraFácil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora