Início Destaque Guarulhos não terá o “feriadão” e aperta nas ações para cumprir a...

Guarulhos não terá o “feriadão” e aperta nas ações para cumprir a “fase emergencial”

da Redação DiárioZonaNorte

Com posição contrária às medidas que serão adotadas em São Paulo – e outros municípios como os do ABC –, com o “feriadão de 26 de março a 4 de abril” (10 dias),  o município de Guarulhos tomou a decisão de não adotar o mesmo esquema.

Em live nesta 3ª. feira à noite (23mar2021), o prefeito  Gustavo Henric Costa – o Guti, explicou que a medida não teria sentido,  já que pode estimular o aumento de circulação de pessoas de locais próximos e abrir possibilidade de viagens às praias e sítios — com aglomerações.

Prejuízos

Ele lembrou que seria uma medida contrária com o Carnaval, que não foi decretado feriado, e agora abrir um período de 10 dias de feriados. Por outro lado, o prefeito disse que com uma antecipação dos feriados poderia prejudicar o esquema de vacinações. Caso fosse decretado o “feriadão”, a cidade ganharia um prejuízo de R$2 milhões com o pagamento de horas extras ao pessoal da saúde na continuidade das vacinações.

Citando a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o prefeito Guti fez também referências ao setor industrial, que continua normal, não para. Segundo ele, é um setor considerado como serviço essencial. Como também o mercado financeiro, citando a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), que não entrou no esquema dos feriados.

Guti afirmou que a cidade não entra no período dos feriados antecipados, mas continuará  na continuidade das restrições  da fase emergencial do Plano São Paulo. E, com isto, “não tem sentido um morador de outra região vir a Guarulhos, pois o esquema de restrições está ativado, com as mesmas mormas”.

Mais restrições 

E, a partir de 2ª. feira (29mar2021), a Prefeitura de Guarulhos agirá com mais restrições na cidade. Em supermercados poderá ter o ingresso de uma só pessoa da família para fazer as compras. Segundo ele, com as restrições em parques e shoppings, as pessoas estavam frequentando com as famílias os supermercados.

Haverá uma aumento nas fiscalizações de festas, baladas, bares e outros locais de aglomerações de pessoas. Os responsáveis por esses eventos serão “fichados criminalmente”. Ao mesmo tempo, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) intensificará as ações com barreiras sanitárias móveis, em vários pontos da cidade.

Cestas básicas e solidariedade

Já com as crianças que frequentam as escolas públicas municipais receberão, a partir do mês que vem, cestas básicas. E o Fundo de Solidariedade do município, junto com a Secretaria Municipal de Saúde, sugere a ajuda espontânea de doação de um quilo de alimento não perecível, quando do momento da vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os alimentos arrecadados serão encaminhados aos mais necessitados.


d