Os Agentes de Apoio, os Assistentes de Gestão de Políticas Públicas (AGPPs) e Assistentes de Suporte Técnico (AST) da Prefeitura de São Paulo entraram em greve nesta 3a. feira (05/11/2019). A categoria tem 35 mil funcionários

Os Servidores municipais do Nível Básico e Médio decidiram por rejeitar a proposta da Prefeitura de São Paulo, que não atende as reivindicações da categoria que luta por uma reestruturação que valorize suas carreiras. Os trabalhadores afirmam que desde 2013 não há reajuste salarial e as perdas salariais tem um acumulado de 39%. A assembléia  ocorreu no dia 31 de outubro de 2019, no Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo  – Sindsep.

O primeiro balanço divulgado pelo Sindsep indica que,  cerca de 62% dos trabalhadores destes serviços aderiram à greve. Desde cedo, Agentes de Apoio (AA), Assistentes de Gestão de Políticas Públicas (AGPPs) e Assistentes de Suporte Técnico (ASTs) da Procuradoria Geral do Município, secretarias da Fazenda, do Meio Ambiente, das subprefeituras da Sé, Guaianases, Itaquera, Itaim Paulista, Ermelino Matarazzo, Campo Limpo, Parelheiros, Santo Amaro e de hospitais referências como o Waldomiro de Paula (Itaquera), do Campo Limpo, Alípio Corrêa Neto (Ermelino Matarazzo), Tide Setúbal (São Miguel) e Ignacio Proença de Gouveia (João XXIII; Mooca) e muitas outras unidades cruzaram os braços.

Até o  momento, não há registro de adesão dos servidores das subprefeituras de Santana/Tucuruvi/Mandaqui, Jaçanã/Tremembé, Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros, Casa Verde/Cachoeirinha.

Nesta 4a. feira (06/11), o comando de greve seguirá com piquetes pela manhã em todas as regiões da cidade de São Paulo para sensibilizar os servidores municipais que rejeitam a proposta de reestruturação do governo, prevista para ser encaminhada à Câmara Municipal nos próximos dias.
Às 14h, o Sindsep, que integra a Frente Única contra o Sucateamento da Saúde Pública, esteve em frente ao prédio da Secretaria Municipal de Saúde, na rua General Jardim, 36, para um protesto contra  a entrega das unidades públicas municipais de saúde para  Organizações Sociais de Saúde.
Por volta das 16h30, o Comando de Greve se reuniu para avaliar a greve e organizar o ato-assembleia de 5a. feira (07/11) – 14h, em frente à sede da Prefeitura de São Paulo, no viaduto do Chá, região central da cidade.
Veja o vídeo com um resumo do primeiro dia de paralização, feito por Sérgio Antiqueira – presidente do Sindsep:

Razões da Greve == Servidores das carreiras do nível básico e médio acumulam perdas salariais de mais de 39,27%. Desde 2013 não têm reajustes salariais. Proposta da prefeitura deixa mais de 70% sem valorização e aposentados estão de fora do abono de emergência. Categoria recusou proposta apresentada pela Secretaria Municipal de Gestão e apresentou contraproposta, ignorada pela prefeitura. Trabalhadores foram empurrados pela administração à greve.

Até as 13h desta 3a. feira (05/11) as seguintes unidades aderiram ao movimento de greve:
• Serviço Funerário Municipal (Vila Guilherme)
• Secretaria da Fazenda e Centro de Atendimento (Praça do Patriarca)
• Secretaria Municipal de Licenciamento
• Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano
• Secretaria Municipal de Justiça
• Secretaria Municipal de Habitação
• Departamento Fiscal – Procuradoria Geral do Município
• Departamento de Meio Ambiente e Patrimônio – Procuradoria Geral do Município
• Departamento de Desapropriações – Procuradoria Geral do Município
• Subprefeitura Ermelino Matarazzo
• Subprefeitura Itaquera
• Subprefeitura Sé
• Subprefeitura Itaim Paulista
• Subprefeitura Campo Limpo
• Subprefeitura Parelheiros
• Subprefeitura Santo Amaro
• Subprefeitura de Pirituba
• Subprefeitura Lapa
• Subprefeitura Guaianases
• Subprefeitura Cidade Tiradentes
• Subprefeitura Sapopemba
• Subprefeitura Mooca
• Subprefeitura Penha
• Subprefeitura Aricanduva
• Subprefeitura São Miguel
• Subprefeitura Perus
• Subprefeitura Brasilândia/Freguesia do Ó
• Subprefeitura Vila Prudente
• Subprefeitura Vila Mariana
• Descomplica – Campo Limpo
• Descomplica – Butantã
• Hospital Waldomiro de Paula
• Hospital do Campo Limpo
• Hospital do Servidor Público Municipal – HSPM
• Hospital Alípio Corrêa Neto
• Hospital Ignácio Proença de Gouveia (João XXIII)
• Hospital Municipal  Doutor Arthur Ribeiro de Saboya
• Hospital Municipal Mário Degni
<Com apoio de informações/fonte: Imprensa Sindsep >
 Fotos: Sindsep
IBCC Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora