Início Cotidiano Governo de SP publica decreto com reclassificação do Plano SP. Veja o...

Governo de SP publica decreto com reclassificação do Plano SP. Veja o que fecha

O Diário Oficial do Estado publica, neste sábado (23jan2021), o decreto de reclassificação do Plano SP de combate à pandemia do Coronavirus/Covid-19.

A partir de 2ª feira (25jan2021),  as regiões de Barretos, Bauru, Franca, Marília, Presidente Prudente, Sorocaba e Taubaté estarão na fase vermelha.

Já a Grande São Paulo e as regiões de Araçatuba, Araraquara, Baixada Santista, Campinas, Piracicaba, Registro, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista e São José do Rio Preto estarão na fase laranja.

O Estado também determinou que, após as 20 horas e até as 6 horas em dias úteis, e integralmente nos finais de semana, todas as dez regiões classificadas na etapa laranja deverão seguir as restrições da vermelha.

Nos finais de semana dos dias 30 e 31 de janeiro e 6 e 7 de fevereiro todas as regiões estarão na fase vermelha em tempo integral.

Na 6ª feira (22jan2021) a Secretária de Desenvolvimento Econômico Patricia Ellen disse que no dia 25, feriado de aniversário da cidade de São Paulo, a capital seguirá as regras da fase laranja até as 20 horas. O mesmo valerá para outros feriados municipais das 645 cidades paulistas neste período.

“Na segunda-feira vai ser a regra do dia útil para todo o estado, então as regiões que estiverem na fase laranja funcionam como laranja, e as regiões que estiverem na fase vermelha funcionam como vermelha”, disse.

Só funciona atividades essenciais

Na fase mais restritiva (vermelha), somente atividades essenciais — como supermercados e farmácias — poderão funcionar. Bares, restaurantes, padarias e similares poderão trabalhar apenas com sistema de delivery, drive-thru e take away (retirada); todas as demais atividades devem estar fechados para atendimento ao público.

Já na etapa laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, comércios, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais podem funcionar por até oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% da capacidade e encerramento às 20 horas. O consumo local em bares está proibido.

A venda de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência só pode ocorrer entre 6 e 20 horas. Somente a partir da fase verde, a mais branda, é que essa comercialização poderá voltar a ser feita sem as restrições atuais.

Mais informações sobre o que pode ou não funcionar estão disponíveis no site do Plano SP — clique aqui


<<Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Comunicação/Governo de São Paulo>>

d