O Governo de São Paulo  confirmou nesta 4ª feira (08jul2020), durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes, que as partidas oficiais de futebol poderão ser retomadas em São Paulo a partir do próximo dia 22 de julho (4a.feira). Os jogos não poderão receber torcedores e só serão realizados em cidades que estão na fase amarela do Plano São Paulo de enfrentamento ao coronavírus.

“Nosso Comitê de Saúde aprovou em conjunto com a Federação Paulista de Futebol o novo protocolo de retomada do Campeonato Paulista”, disse o governadro João Doria Jr.  “Quero registrar que a Federação Paulista de Futeol (FPF) agiu de forma correta e plena, atendendo integralmente às recomendações do Centro de Contingência da COVID-19. Ainda que sem a presença de torcida, todos poderão assistir pela televisão e torcer para seus clubes”, acrescentou o governador.

Atualmente, somente a capital e outras 15 cidades da Região Metropolitana estão na etapa intermediária do Plano São Paulo. Ainda haverá duas reclassificações das 17 regiões de saúde do estado antes da retomada do Paulistão, com possibilidade de autorização de partidas em outras cidades do interior e litoral.

Além dos portões fechados ao público e restrições territoriais de acordo com a evolução da pandemia, a FPF terá que cumprir um rigoroso protocolo sanitário para organizar os jogos. O Campeonato Paulista ainda possui duas rodadas de classificação e outras quatro de eliminatórias a cumprir, com previsão de disputa da decisão no dia 8 de agosto.

No mês passado, o Governo de São Paulo determinou protocolos para que as equipes de futebol voltassem a treinar. Há exigência de testagem regular e medição de temperatura de jogadores e demais profissionais, limitação de pessoas nos treinamentos e uso obrigatório de máscaras, exceto quando a proteção limita ou prejudica atividades dos atletas.

Na retomada das partidas, o Centro de Contingência do Coronavírus exigiu a testagem de todas as pessoas envolvidas em cada partida. Se qualquer atleta ou profissional testar positivo, haverá o afastamento imediato da pessoa infectada e a reavaliação clínica de todos os demais com quem houve contato direto.

Haverá limitação de acesso de profissionais – incluindo atletas, comissões técnicas, corpo médico, equipes de arbitragem, funcionários operacionais, seguranças e jornalistas – em todas as partidas. O uso de máscaras será obrigatório, com exceção de jogadores e arbitragem durante os jogos.

Também haverá normas específicas de distanciamento social no acesso aos estádios e dependências como vestiários, cabines de imprensa e campo de jogo. “Em nenhum momento faltou atenção, diálogo ou harmonia entre o futebol de São Paulo e as autoridades do Estado. O futebol de São Paulo vai continuar respeitando vidas e cumprindo rigorosamente os protocolos aprovados pelos médicos”, disse o Presidente da FPF, Reinaldo Bastos. << Com apoio de informações/fonte: Ass. de Comunicação Governo de SP >>


credito_sicredi

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora