O Governo de São Paulo publicou no Diário Oficial do Estado (DOE), de sábado (03), o edital para selecionar 2.700 novos soldados de 2ª classe para reforçar o patrulhamento em todo Estado de São Paulo. A abertura do concurso público foi autorizada pelo Governador João Doria na edição do D.O.E de 30 de março deste ano.

As inscrições começam às 10h do dia 15 de agosto e terminam às 23h59 do dia 25 de setembro de 2019. Os cadastros deverão ser realizados, exclusivamente, pelo site da Vunesp. A taxa é de R$ 50.

Para inscrição e posse, é preciso ser brasileiro, ter entre 17 e 30 anos e estar em dia com as obrigações eleitorais e militares. As mulheres precisam ter altura mínima de 1,55 metro e os homens, de 1,60 m.

O futuro policial deve ter concluído o Ensino Médio e ser habilitado a conduzir automóveis. Tatuagens são permitidas, desde que não faça alusão à discriminação, violência ou seja ofensiva à PM ou aos direitos humanos. A remuneração inicial do soldado é de R$ 3.164,58  incluindo o salário-base, o Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e o valor de insalubridade.

O soldado da Polícia Militar tem como atribuição principal o policiamento ostensivo e preservação da ordem pública. Sua missão envolve a repressão aos crimes e a aplicação da lei, seguindo sempre o princípio da defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana.

Investimentos em Segurança Pública ===  Nesta 6ª feira (02/08/2019), o governador João Doria e o Secretário da Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos, entregaram 1.674 viaturas para a Polícia Militar em todo o Estado de São Paulo.

“Nós já temos os melhores índices de segurança do país. Precisamos investir na sensação de segurança. E para isso é necessária a presença dos policiais, com os automóveis, as motocicletas, as bases comunitárias e as bicicletas elétricas. É isso que faz diferença na sensação de segurança”, disse Doria. A cerimônia aconteceu no Sambódromo do Anhembi, em Santana, na Zona Norte da capital.

Para a aquisição dos veículos, foram investidos cerca de R$ 122,9 milhões, além das 62 viaturas já entregues ao Corpo de Bombeiros com o custo de R$ 14,8 milhões.

“A viatura representa para a tropa uma ferramenta de trabalho. Ela é fundamental para a prontidão da tropa. Essas viaturas vão contribuir para que os nossos índices de criminalidade continuem baixando”, afirmou o secretário Campos.

As novas viaturas incluem 1.226 carros dos modelos Spin e Trailblazer, 300 motocicletas e 148 Bases Comunitárias Móveis, que vão auxiliar e reforçar o policiamento preventivo e ostensivo em todo o território paulista, com o objetivo de aumentar a segurança da população. A capital recebeu 680 viaturas, com 498 carros dos modelos Spin e Trailblazer, 132 motocicletas e 50 Bases Comunitárias Móveis.

Os veículos entregues já estão com nova identidade visual. Mais modernos, os carros são brancos, assim como modelos internacionais de sucesso. Além disso, contam com menos elementos gráficos, o que reduz os valores para aquisição e manutenção e permite substituição rápida quando necessário.

“Não é mais pintura, é adesivagem, como faz a polícia americana. Isso torna mais fácil a recuperação dos veículos diante de qualquer acidente. Com isso, nós ganhamos cerca de dois dias no tempo de recuperação”, disse o Governador.

<Com apoio de informações/fonte:  Assessoria de Comunicação/Governo do Estado de São Paulo >

CenterNorte Institucional Maio2019

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora