da Redação DiárioZonaNorte ===

“Mama…mama…mama…mamãe eu quero mamar… me dá a chupeta…”, quantas lembranças de outros carnavais, quando havia união das famílias e os bailes aconteciam em clubes e cinemas, na sua maioria. Na televisão, no começo em preto e branco, os desfiles de fantasias… e na rua, um pouco de blocos menores e mais alegre — que se concentravam mais nos bairros, com famílias, vizinhos e as tradicionais  e sadias marchinhas.

Uma lembrança inesquecível, havia também nos dias de Carnaval pela manhã, as matinês para alegria das crianças com suas fantasias. Agora é só lembrar dos bailinhos na Zona Norte, que aconteciam no Clube Guapira do Jaçanã ou até um pouco antes no Cine Valparaizo do Tucuruvi. E assim outros famosos da Vila Maria, Vila Guilherme, Vila Medeiros, Santana, Imirim, Mandaqui, Casa Verde e entre outros – cada morador deve ter o seu lugar de saudade.

Tudo ficou no tempo, na recordação. E não há mais os “bailinhos das matinês” e a criançada ficou sem nada para o Carnaval. Mas, desde o ano passado,  o Shopping Center Norte não deixou por menos e trouxe o “Bloquinho Center Norte” para diversão das crianças e… dos papais, das tios e dos avós. Neste ano aconteceu o  2º Bloquinho  Center Norte que, entre chupetas e diversas fantasias,  houve a concentração de cerca de 500 pessoas entre adultos e crianças, em cada dia do evento. “Poxa vida, eu achei que nunca mais mostraria a alegria do Carnaval sadio para os meus filhos, olha agora aqui!”, desabafou feliz o comerciante André Loure Santiago, que veio da Casa Verde para alegria dos dois pequenos – 8 e 10 anos, José Carlos e Miguel.

E assim pode ser observado neste sábado (23/02/2019), até às 14 horas, no último dia do “Bloquinho Center Norte”, que também teve edições gratuitas nos dias 16 e 17/02 (sábado e domingo),  das 10 às 14 horas, em uma área reservada do estacionamento. E foi um fechamento “de classe” com os componentes do Bloco Urubózinho da Freguesia do Ó. Em cima de um trio elétrico estacionado ao lado da grande tenda, foram várias marchinhas na alegria dos pais que tiravam os pés do chão na “mexedinha do ritmo”. E assim foi uma atrás da outra: “Mulata Bossa Nova”, “Turma do Funil”, “Chiquita Bacana”, “Sassaricando”, “Alalao”, “Touradas de Madri”, entre outras, que fizeram a festa. Mais de uma hora no ritmo do “Urubózinho”com mais de 20 marchinhas, entre outras músicas no ritmo carnavalesco.

O espaço até ficou pequeno de tanta gente e crianças lançando serpentina ou jogando confete. Em espaços separados, uma “Oficina Infantil”, onde as crianças customizaram as capas e gravatas de fantasia, colando estrelas e outros enfeites. Ao lado, um “Espaço Pet” para alegria dos donos de cães, além de uma piscina de bolinhas. Um pouco mais à frente, os artistas da maquiagem criavam desenhos e enfeites nos rostos das crianças; ou pintavam os cabelos com um spray especial.

“Estamos nos divertindo muito e gratuitamente com as crianças. Um modo de estarmos juntos na alegria delas”, comentou Neusa Freire Barbosa, que veio com o marido e o pequeno Carlinhos, de 5 anos, vindos do Jaçanã.  E outras famílias vieram de outros bairros da Zona Norte. A festa foi total e pena que acabou. Agora, aguardar o ano que vem, com mais novidades e o aviso já estava estampado em uma vitrine, de uma loja ao lado do evento: “… Você transforma cada momento em algo tão especial…”.


Veja mais fotos do evento/bastidores na fanpage do DiárioZonaNorte clique aqui.


 

Inauguração loja

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora