O Governo do Estado de São Paulo publicou no Diário Oficial de 6ª feira (24/01/2020) com as tarifas para as linhas operadas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP), que a partir deste domingo (26/01/2020) passam a vigorar os novos valores  nas cinco regiões metropolitanas do Estado de São Paulo: Grande São Paulo, Baixada Santista, Campinas, Sorocaba e Vale do Paraíba / Litoral Norte.

Os índices de reajuste foram definidos pela Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos e levam em conta o aumento dos combustíveis e a elevação do custo de mão de obra.

Na Região Metropolitana de São Paulo, dividida em cinco áreas de operação, o sistema metropolitano opera com 546 linhas que transportam diariamente 1,7 milhão de passageiros. Os índices médios de reajuste são os seguintes:

Área1 – Nas linhas intermunicipais operadas pelo Consórcio Intervias o índice médio do reajuste das tarifas será de 5,25%. Essa área inclui a região dos municípios de Cotia, Embu das Artes, Taboão da Serra, Itapecerica da Serra, entre outros.

Área 2 – O Consórcio Anhanguera que atende os municípios de Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba e região, terá o reajuste médio das tarifas das linhas metropolitanas de 5,49%.

Área 3 – As linhas intermunicipais de responsabilidade do Consórcio Internorte terão reajuste médio de 4,85%. A área atendida pelas empresas operadoras envolve as cidades de Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel.

Área 4 – As linhas metropolitanas operadas pelo Consórcio Unileste e que atendem as cidades da região de Mogi das Cruzes, Suzano, Poá, Ferraz de Vasconcelos, entre outras, terão reajuste médio de 6,07%.

Área 5 – As linhas intermunicipais operadas por 16 permissionárias que atendem os passageiros da região do ABC terão reajuste médio de 5,64%.

A nova tarifa das linhas do Corredor Metropolitano ABD (São Mateus –Jabaquara), de responsabilidade Concessionária Metra, passará a ser de R$ 5,10, um reajuste de 6,47%.

Os valores das novas tarifas ficam da seguinte forma:

Região Metropolitana da Baixada Santista 
As linhas intermunicipais operadas pelo Consórcio BR Mobilidade terão reajuste médio de 3,33%.
A tarifa do VLT da Baixada Santista passará de R$ 4,40 para R$ 4,55.
Região Metropolitana de Campinas 
O reajuste médio das linhas metropolitanas de responsabilidade do Consórcio Bus+ será de 6,89%.
Região Metropolitana do Vale do Paraíba/Litoral Norte
As linhas intermunicipais operadas pelas nove permissionárias da RMVPLN terão reajuste médio de 6,56%.
Região Metropolitana de Sorocaba 
Na RMS o reajuste médio das tarifas das linhas metropolitanas operadas por oito permissionárias também será de 6,56%

LINHAS DOS AEROPORTOS:

-R$ 55,05 para Seletivas Especiais Expressas Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) – São Paulo (Aeroporto de Congonhas), Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) – São Paulo (Circuito dos Hotéis) e Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) – São Paulo (Terminal Rodoviário Barra Funda) via Terminal Rodoviário Tiete

-R$ 6,75 para linhas intermunicipais comuns Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) – São Paulo (Estação Tatuapé do Metrô)


Vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP) é controlada pelo Governo de São Paulo. Fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco Regiões Metropolitanas do Estado: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba e Litoral Norte. Juntas, as áreas somam 134 municípios.​ << Com apoio de informações/fonte: Gerência de Marketing Institucional/Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU/SP >>


 

IBCC Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora