As fortes chuvas do primeiro trimestre no Brasil castigam imóveis, colocando à prova o projeto de impermeabilização e vedação. Trata-se de um processo recomendável, uma vez que os gastos com eventuais reparos, ocasionados por infiltrações e vazamentos, pode chegar a 15% do valor total da obra.

Com objetivo de auxiliar os consumidores, Rodrigo Marson, coordenador do mercado materiais básicos da Telhanorte, apresenta dicas para proteger a casa das intempéries, mantendo a saúde do imóvel e da família.  O especialista indica que algumas ações preventivas são essenciais para manter o imóvel livre de problemas. “A manutenção periódica do lar é uma ação simples e importante, mas que assegura ao menos a identificação de eventuais problemas de infiltração ou parede com mofo, que visualmente não eram perceptíveis”.

Segundo Marson, as áreas mais afetadas pelas fortes chuvas são sempre as paredes externas e as lajes. Surgimento de pinturas com bolhas, descascando, rachaduras e rodapés escuros são indícios evidentes de problemas acarretados por infiltrações. “As vedações com argamassa polimérica são soluções eficazes para situações como estas. Uma boa vedação elimina vazamentos, umidade e garante a aplicação de nova pintura, uma vez que não são tintas de acabamento”, ressalta o coordenador.

A laje da casa deve ser inspecionada com cuidado, verificando se há trincas, fissuras, limo e se nivelamento está correto. As calhas também devem ser analisadas. A aplicação de uma manta líquida que reflete os raios solares diminui parte do calor absorvido pela estrutura, com alta resistência às intempéries.

Nas partes internas do lar, a impermeabilização deve ser executada com maior cuidado ainda, pois, caso realizada de maneira incorreta, pode acarretar problemas de saúde aos moradores. “Vedações mal realizadas possibilitam aparecer o temido bolor, que causa doenças respiratórias, como aspa, além de formar e transmitir bactérias à toda a família”, alerta Rodrigo.

 

< com apoio de informações/fonte:  Press à Porter >

CenterNorte Institucional Maio2019

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora