As chuvas chegaram com tudo e quem já não pegou um temporal dentro do carro, daqueles que o limpador de para-brisa não vence a quantidade de água que desaba? É nesse período que muita gente se vê em apuros no meio das enchentes.

Para enfrentar as chuvas com segurança no trânsito, o engenheiro mecânico e especialista em manutenção de automóveis, Denis Marum, explica algumas ações preventivas que devem ser tomadas agora no verão e como não danificar o carro, caso não der tempo de evitar áreas alagadas.

“É no meio do temporal que percebemos que era necessário trocar a palheta do para-brisa ou a bateria, porque há sobrecarrega com a parte elétrica acendendo as lanternas, ar condicionado, desembaçador traseiro e o rádio para saber qual melhor alternativa de trânsito. Todos os motoristas devem checar esses itens, mas os que têm carros com mais de dois anos devem ter cuidado especial para o estado da bateria”, alerta Marun.

Dicas de prevenção para enfrentar os dias de chuva:

  • palhetas do para-brisa não podem estar ressecadas;
  • água do esguicho deve ter líquido desengordurante;
  • luzes das lanternas devem estar em perfeito estado;
  • pneus não podem estar carecas;
  • verifique o sistema de freios;
  • desembaçadores traseiro e dianteiro devem estar funcionando;
  • borrachas das portas devem estar em bom estado para vedar a entrada de água;
  • a bateria deve estar em bom estado e bem carregada.

A dica principal é evitar entrar em áreas alagadas. Fique atento aos aplicativos de trânsito e no noticiário de rádio para saber como evitar as áreas com problemas. “Não enfrente a enchente achando que pode ultrapassá-la. Como os veículos têm os comandos elétricos, é muito fácil o carro dar pane e ficar no meio da água”, explica Marum.

Saiba que a altura máxima, para passar numa área alagada, é a metade da roda. Em caso de estar no congestionamento e a água subir rápido, procure:

  • não deixar de acelerar o carro durante toda travessia;
  • passar em 1ª marcha e devagar (porque a aceleração do carro evita a entrada de água pelo escapamento);
  • evitar marola para que a água não alcance a entrada do filtro de ar. Verifique a passagem de caminhões e carros ao seu lado ou em sentido contrário;
  • se o carro morrer, não tente fazê-lo pegar. Peça ajuda e retire-o do local onde está parado.

Para quem foi vítima de alagamentos e o carro ficou na água, é preciso ser rápido na manutenção interna do veículo e nos cuidados com o motor. “Depois de enfrentar a enchente, o carro precisa ir para uma oficina e passar pela verificação detalhada e lavagem interna completa, senão o prejuízo e a desvalorização serão ainda maiores”, comenta Marum.

  • é necessário trocar os óleos do motor, transmissão e diferencial do veículo;
  • limpar a parte externa do radiador;
  • verificar o filtro de ar e água nos faróis;
  • fazer limpeza no sistema de freios;
  • fazer a limpeza interna: lavar bancos, carpete e forrações para evitar o mau cheiro.

<Com apoio de informações/fonte: Vera Moreira Comunicação >

📷 Ana Heyn – enchente na Av General Ataliba Leonel (em Santana), no dia 24/12/2019

 

 

IBCC Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora