Com o objetivo de ressignificar e atualizar a famosa parede de sobrenomes, emblemático espaço da exposição de longa duração “Migrar: experiências, memórias e identidades”, o Museu da Imigração – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – lança a campanha institucional “SobreNomes”, que, em um primeiro momento, convida o público, que não encontrou seus registros no painel da exposição, a compartilhar a grafia e pronuncia em áudio por meio de um contato de WhatsApp.

Mais de 2,5 milhões de pessoas passaram pela antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás, que funcionou de 1887 a 1978, e participaram efetivamente do desenvolvimento do estado de São Paulo e do Brasil. Trajetórias, angústias, esperanças, sonhos, desafios e aprendizados de milhares de famílias estão, até hoje, presentes nesse complexo histórico que abriga o Museu. Como uma celebração a essas memórias, 12 mil sobrenomes – que estão entre os mais pesquisados no Acervo Digital -, estão talhados em uma extensa parede de madeira no primeiro andar do edifício. Para os visitantes, a experiência de procurar suas raízes nesse ambiente é emocionante, aproxima as suas relações com a instituição e promove uma reflexão sobre os caminhos vivenciados por todos que deixaram os seus locais de origem em busca de uma vida melhor.

Ainda assim, são muitos os nomes que não estão presentes nesse painel e, com essa ação, o Museu da Imigração pretende que mais famílias se sintam representadas por essa instituição. Os sobrenomes que, para muitas pessoas, são conexões com as suas origens, podem ser também um caminho para a compreensão da sua trajetória até os dias de hoje. Sendo assim, visando contemplar ainda mais histórias, somando, a esse módulo, as pessoas que vieram no passado e as que chegaram ao Brasil recentemente, o Museu da Imigração convida o público a enviar a grafia e a pronuncia, por meio de áudio, do seu sobrenome para o número (11) 99246-3537, no WhatsApp, para participar de uma ação que irá ampliar a representação desse local tão afetivo.

“Caminhar pela exposição de longa duração e ver o público procurando o seu sobrenome nessa parede é motivo de orgulho para todos nós, pois é uma forma das pessoas se sentirem parte desse edifício histórico e do próprio Museu. A campanha ‘SobreNomes’ não é só uma oportunidade para que o público colabore efetivamente para uma grande ação do Mudeu da Imigração, mas é também um posicionamento institucional que visa reconhecer a colaboração dos movimentos migratórios de ontem e hoje para a formação da nossa sociedade”, comenta a diretoria executiva, Alessandra Almeida.

O atendimento por esse canal de comunicação será realizado de 2ª a 6ª feira, das 9 às 18 horas, e aqueles que entrarem em contato poderão acompanhar as mídias sociais e o site do Museu da Imigração  para se informarem sobre o lançamento da ação, previsto para o primeiro semestre de 2020.


Serviço

  • Campanha Institucional “SobreNomes”
  • Data: A partir de 4 de novembro
  • Contato:/WhatsApp: (11) 99246-3537

Museu da Imigração

  • Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca – São Paulo/SP
  • Informações:  (11) 2692-1866
  • Funcionamento: de 3ª feira a sábado, das 9 às 17 horas; e domingos, das 10 às 17 hs
  • Ingressos: R$10 e meia-entrada para estudantes | Grátis aos sábados
  • Idosos:  grátis para  pessoas acima de 60 anos
  • Acessibilidade no local – Bicicletário na calçada da instituição
  • Sitewww.museudaimigracao.org.br

=== <<<Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Imprensa Museu da Imigração – Joanna Flora >> == DiárioZonaNorte é o único veículo jornalístico que reconhece e dá crédito aos profissionais de Assessoria de Imprensa / Relações Públicas / Agências —que muito trabalham nos bastidores da notícia >>>

Center Norte Youtube

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora