David Lynch dispensa qualquer apresentação, mas nunca é demais relembrar sua brilhante trajetória. Conhecido por seus filmes surrealistas, o cineasta transcendeu o nome e transformou-se em estilo – hoje, o modo “lynchiano” de filmar tem adeptos em toda a indústria do audiovisual. Lynch foi indicado ao Oscar quatro vezes e, em 2019, a Academia reconheceu sua importância para o Cinema e o premiou com um Oscar Honorário por sua contribuição com a indústria cinematográfica. “Twin Peaks” e “Homem Elefante” estão entre as obras que marcaram a carreira de David Lynch, que dirigiu mais de dez grandes sucessos de público (hoje cativo) e crítica.

Neste livro, o público tem a chance de conhecer um David Lynch ao qual nunca teve acesso. Dentre capítulos escritos pelo próprio cineasta e outros pela crítica de cinema Kristine McKenna, há também depoimentos inéditos de exclusivos de amigos, familiares e profissionais que trabalharam com o diretor ao longo de toda sua carreira. Cada página, frase e palavra soam tão pessoais e íntimas, que desde a capa Lynch se apresenta “pessoalmente” ao leitor: a tipografia que compõe o título na capa e dos capítulos da obra foi escrita à mão pelo próprio, apresentando aos fãs sua caligrafia – inclusive na tradução em português.

O livro traz também um encarte fascinante de registros fotográficos do arquivo de David Lynch. Imagens inéditas do arquivo pessoal do diretor, com registros de bastidores de set de filmagens, de orientação de atores, de momentos com a família e viagens. Para os fãs de cinema, para além de David, o livro é também um banquete de informações e histórias que, por relatarem vida e obra de personagem tão importante para a história do Cinema, se confundem com a própria história da indústria e relata curiosidades históricas. O resultado é um livro que acompanha o estilo único e a reverência peculiar de Lynch, uma obra singular que dá ao leitor acesso única à vida e à mente de um dos artistas vivos mais originais e enigmáticos da atualidade.

OS AUTORES ===  David Lynch alcançou as telas do cinema internacional em 1977 com o lançamento de seu primeiro filme, o surpreendente Eraserhead. Desde então, foi indicado três vezes ao Oscar de Melhor Diretor pelos filmes O Homem Elefante, Veludo azul e Cidade dos sonhos, ganhou uma Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes por Coração selvagem, e conquistou o mundo nos anos 1990, quando sua premiada e inovadora série Twin Peaks estreou no canal ABC, estabelecendo-o como um artista de enorme alcance e inteligência. Também é autor do livro Em águas profundas: criatividade e meditação sobre meditação transcendental.  Kristine McKenna é uma crítica e jornalista amplamente publicada. Escreveu para o Los Angeles Times de 1976 a 1998 e é amiga e colaboradora de David Lynch desde 1979. Seus perfis e críticas já apareceram em diversas publicações de prestígio como Artforum, The New York Times, ARTNews, Vanity Fair, The Washington Post e Rolling Stone. McKenna também é autora do livro The Ferus Gallery: A Place to Begin e já publicou duas coletâneas de entrevistas.


Ficha técnica

Espaço para Sonhar (“Room to dream”)

  • Autores: David Lynch e Kristine McKenna
  • Páginas: 600
  • Editora: BestSeller – Grupo Editoral Record
  • Preço sugerido/básico: R$99,90

=== <<<Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Imprensa/Grupo Editorial Record – Guto Alves >> == DiárioZonaNorte é o único veículo jornalístico que reconhece e dá crédito aos profissionais de Assessoria de Imprensa / Relações Públicas / Agências —que muito trabalham nos bastidores da notícia >>>


 

 

 

credito_sicredi

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora